conecte-se conosco


Turismo

Fotógrafo dá 5 dicas para você tirar fotos de viagem perfeitas

Publicado

source

Seja com o celular ou com uma câmera, tirar fotos de viagem para compartilhar com a família, os amigos e os seguidores é algo que não pode faltar durante as férias ou um final de semana fora da cidade onde você mora.

Leia também: Artista mistura desenhos 3D com lugares turísticos e resultado fica incrível

Turista fotografando o Big Ben com o celular arrow-options
shutterstock

Tirar fotos de viagem perfeitas requer cuidado, mas não é preciso ser um profissional para fazer isso

E com os celulares cada vez mais potentes e acessíveis, junto à influência das redes sociais, é difícil resistir à tentação de tirar todas as fotos de viagem possíveis. Mas para conseguir bons cliques, é preciso fazer exatamente o oposto.

Segundo Ricardo Martins, fotógrafo especializado em natureza e criador do Instagram @ricardomartinsfotografo, uma dica de fotografia básica nessas horas é parar e pensar no que vai fazer. “Você tem que ver o que você está fazendo e, aí sim, capturar aquele momento especial através da fotografia”, aconselha.

Isso inclui, por exemplo, olhar para os quatro cantos da tela antes de fazer o clique. Com isso, você evitará erros que não podem ser revertidos, como deixar de fora um elemento importante que você viu ou fotografar elementos indesejados acidentalmente.

“Vamos imaginar uma cena: você está no Pantanal e tem um tronco de árvore caído na margem do rio, com uma onça pintada linda deitada nele. Seus olhos se fixam totalmente na onça e você não presta atenção no que está atrás. Você bate essa foto e, quando você vai olhar o resultado, percebe que tinha um saco de lixo gigante pendurado na árvore atrás da onça. Você acabou estragando essa fotografia”, exemplifica.

Leia também: Empresa oferece R$ 256 mil para você viajar e tirar fotos perfeitas

5 dicas de como tirar fotos de viagem perfeitas

Mulher olhando desanimada para sua câmera fotográfica arrow-options
shutterstock

Não sabe como tirar uma boa foto de viagem? As dicas a seguir devem resolver os seus problemas de uma vez por todas

Além dessa dica fundamental, Ricardo também compartilhou com o iG Turismo algumas orientações chave para você não errar e aprender definitivamente como tirar uma boa foto , que você pode conferir a seguir:

  1. Use e abuse do modo automático – principalmente para quem não tem muita experiência com os comandos da máquina fotográfica, o modo automático pode ser de grande ajuda. Assim, você pode se concentrar melhor no enquadramento e na iluminação da foto;
  2. Fuja do sol do meio dia – se você depende da luz natural, o ideal é tirar fotos no começo das manhãs ou no final das tardes. “No período das 10h às 15h, evite fotografar, porque é quando a luz estará mais dura, mais feia”, explica Ricardo;
  3. Evite fotos contra o sol – virar a câmera para o sol não é uma boa, principalmente para as fotos de viagem. Essa técnica só deve ser utilizada quando você já estiver mais familiarizado com o uso do modo manual da câmera;
  4. Transforme os elementos em formas – “Se você tiver uma montanha, qual é a linha que essa montanha faz?”. A pergunta hipotética de Ricardo explica bem como você deve pensar nessa dica de fotografia: tente imaginar a paisagem como um conjunto de formas e, em seguida, experimente maneiras de combiná-las e harmonizá-las em um mesmo enquadramento;
  5. Exercite sua paciência – não saia disparando sua câmera por todo o lado. A quantidade é a inimiga de quem que saber como tirar uma boa foto. É preciso ter calma e deixar que os elementos (principalmente se pessoas ou animais estiverem na sua frente) façam suas coisas naturalmente antes de fazer seu clique.

Leia também: Fotos de viagem! As 10 hospedagens que mais chamam atenção no Instagram

Seguindo esses passos, você pode ter certeza que as fotos de viagem que tirar nas suas próximas férias sairão muito melhores e que sobrará mais tempo para aproveitar o lugar, seja a sós ou acompanhado.

Fonte: IG Turismo
publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] Veja mais no site O Documento […]

Turismo

Guia da primeira viagem internacional: 14 dicas essenciais

Publicado

source

Muitas pessoas têm o sonho de conhecer destinos internacionais, mas tem medo de encarar essa aventura. Documentação, câmbio, mala, imigração e a ideia de falar outro idioma deixa qualquer viajante nervoso, principalmente quem ainda é inexperiente no tema.

Leia também: 9 dicas de como economizar na viagem internacional o dólar em alta

mapa arrow-options
shutterstock

Prepare-se para conhecer o mundo com o guia da primeira viagem internacional do iG Turismo

Pensando nisso, o iG Turismo  com a empresa Abreu e a Allianz Seguros, desenvolveram um guia para quem fará sua primeira viagem internacional. O material engloba dicas que vão desde o planejamento até a viagem em si. Confira!

1. Faça o passaporte com antecedência

Nada é mais importante numa viagem internacional do que o passaporte . O documento é essencial para a maioria das viagens ao exterior, exceto quando o destino é algum país do Mercosul – onde os brasileiros podem entrar apenas com o RG.

O procedimento para obter o passaporte é feito pela Polícia Federal em todo o território brasileiro mediante o pagamento de taxa de R$ 257,25. É necessário  agendar horário no site do órgão e ter em mãos documento de identificação, foto 5×7 e comprovante eleitoral. Veja papéis extras que também podem ser solicitados:

  • Certificado de naturalização;
  • Comprovação de alteração de nome ou sobrenome (caso tenha passado pelo processo);
  • Autorização para retirada de passaporte (para menores de 18 anos);
  • Autorização da FUNAI (índios não integrados);
  • Serviço militar (aos homens maiores de 18 anos);
  • Passaporte anterior (em caso de renovação)

Demais documentos e etapas de procedimento você encontra no site oficial da Polícia Federal. Lembre-se! O prazo mínimo para emissão do passaporte é de seis dias úteis, porém, a Polícia aconselha o turista a não comprar passagem aérea sem que o documento esteja em suas mãos. Confira aqui postos de atendimento em todo o Brasil.

2. Pesquise as exigências do destino

Além do passaporte, há países que exigem outros documentos de seus turistas: visto, certificado de vacinação e comprovante de reservas em hotéis ou de meios financeiros para a viagem. 

No caso do calendário vacinal , é recomendado pelo Hospital Oswaldo Cruz que o mesmo seja atualizado 10 dias antes do embarque. De acordo com o Ministério da Saúde, pessoas entre 20 e 59 anos devem ter as seguintes vacinas em dia:

  • Hepatite A e B
  • Tríplice Viral
  • Tríplice Bacteriana
  • Pneumocócica
  • Meningocócica
  • HPV
  • Febre Amarela
  • Influenza (anual)
  • Herpes-zóster (*voltada para pessoas acima de 50 anos)

É importante também conhecer todas as exigências para que a imigração corra com tranquilidade. Clique e veja os  países que exigem visto para brasileiros e os que não exigem .

3. Faça um seguro viagem

O seguro viagem é essencial para qualquer destino. De acordo com a Allianz Seguro , a contratação do serviço irá resguardar o viajante em caso de acidentes, extravio de bagagem, entre outras coberturas, além de oferecer benefícios na locação de veículos e compra de produtos.

O seguro é obrigatório em diversos países do mundo, muitos deles europeus, como lembra a Abreu, e contratá-lo pode evitar dor de cabeça na chegada ao aeroporto.

4. Descubra tudo o que puder sobre o destino

Não é aconselhável ir a um destino sem o mínimo de conhecimento do local. É importante saber sobre as atrações que irá visitar, os restaurantes que irá comer e como é a cultura local antes do embarque. 

Vale pesquisar também como funciona o transporte local, se há aplicativos de transporte e como comprar bilhetes para metrô, ônibus e trem. Conhecer algumas das leis e regras de convivência locais são uma ótima ideia. Há lugares que não permitem consumo de bebida alcoólica em vias públicas, por exemplo, ou que aplicam multas em quem descarta lixo fora da lixeira.

5. Defina o que quer fazer, mas seja flexível

Não se feche para as oportunidades. É legal definir um roteiro, mas não faça dele uma regra. Liste os lugares onde deseja ir, verifique quais ficam próximos para visitar em um mesmo dia e vá decidindo conforme a viagem passa. Ter flexibilidade é importante porque, caso algo não saia como planejado, o dia não precisa ser perdido. 

Empresas como a Abreu montam roteiros e organizam excursões em muitos países internacionais. São diferentes opções que combinam itinerários dinâmicos com as principais atrações do destino e dias livres para o turista escolher o que quer fazer ou conhecer.

6. Aposte no custo-benefício, não apenas na economia

Quem não quer viajar pagando pouco ? Porém, economizar nem sempre é pagar barato. Pode valer mais a pena pagar um preço razoável em um hotel bem localizado e assim diminuir os custos de transporte e ganhar tempo. 

É importante também ter cuidado com as passagens aéreas mais baratas . Às vezes, optar por voos em horários alternativos pode coincidir quando o transporte público não funciona, e será necessário tomar um táxi que sairá caro. Comprar ingressos para atrações com antecedência também pode não ser a melhor opção já que, se você utilizar o cartão de crédito internacional terá impostos, e além do mais, imprevistos podem acontecer e não dar tempo de comparecer no horário marcado.

7. Aposte numa bagagem inteligente

Saber montar uma mala torna tudo mais fácil. Evite levar muita bagagem e tente mantê-la arrumada ao longo dos dias. É sempre bom ter espaço para as compras, então saiba também como organizar a mala para ter mais espaço.

Leia também: 6 dicas de como montar uma mala sem exceder o limite de bagagem

Pesquise bem qual clima esperar na época da viagem. Aposte em peças de roupa versáteis, que combinem entre si: uma blusa que possa ser usada com várias calças, que por sua vez, combinem com mais de um casaco, que caiam bem com dois ou três sapatos. Tente ser minimalista com acessórios, maquiagens, entre outros, para não gastar espaço na mala com coisas desnecessárias.

8. Não esqueça dos eletrônicos

Colocar na mala o  adaptador de tomada , carregador de celular, tablet e máquina fotográfica são essenciais para os turistas. Optar por um livro para distrair-se durante o voo também é uma ótima ideia. Tudo isso deve estar na sua bagagem, e é importante também listar quais desses objetos serão necessários durante o voo, pois eles deverão ser colocados em sua mochila, bolsa ou mala de mão.

9. Leve dinheiro de maneiras diferentes

Tenha sempre em mãos dinheiro em espécie, cartão de crédito internacional e cartão pré-pago multimoedas. Não é bom depender somente de uma fonte de dinheiro.

10. Prepare-se para a viagem de avião

Os trajetos internacionais costumam ser mais longos que os domésticos. Isso significa que você irá comer, dormir, ir ao banheiro, escovar os dentes e se distrair no avião. Use roupas confortáveis, tenha um casaco para não passar frio, leve um livro ou um game portátil, baixe um filme no celular e, se achar necessário, leve travesseiro de pescoço, protetores auriculares e máscara de olhos para dormir melhor.

Leia também: Guia para a primeira viagem de avião

11. Não se esqueça de despachar as malas novamente durante conexão internacional

Se o seu voo tem conexão é importante não esquecer dos procedimentos de despacho de bagagem. “Uma distração muito comum dos viajantes é não se atentar ao despacho das bagagens entre uma conexão e outra. É provável que elas não cheguem ao destino sem que seja feito um novo check-in. Por isso, é sempre bom verificar com a equipe da companhia aérea se será necessário despachá-las novamente no aeroporto onde será realizada a conexão para o próximo voo”, explica Renato Rotta, executivo da Allianz Travel.

12. Atente-se às regras de bagagem diferentes entre companhias

As regras para mala de mão e peso das bagagens podem variar de companhia para companhia, o que deixa o viajante, que não quer pagar por excesso de bagagem, confuso. Antes de viajar, verifique se a franquia das bagagens é a mesma para as companhias aéreas escolhidas.

13. Não esqueça a documentação das crianças

Dentre os principais pontos do planejamento de uma viagem, a documentação deve ser prioridade, principalmente quando envolve crianças. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), os pais ou responsáveis de uma criança que viaja desacompanhada devem providenciar as autorizações necessárias. O documento judicial é sempre exigido pelas empresas aéreas, devendo ser apresentada a autorização do Juizado da Infância e da Adolescência. Todo o processo para retirada da autorização de viagem você encontra no item 1 no site da Polícia Federal.

Verificar todos os documentos obrigatórios para o embarque, principalmente o RG ou passaporte, tanto de criança quanto de adulto, é muito importante para evitar a taxa de remarcação, que pode ocorrer caso seja necessário obter uma documentação provisória de última hora para conseguir embarcar. É importante ficar atento também ao prazo de validade de cada um destes documentos, visto que crianças e bebês tem prazos menores para o vencimento da documentação.

14. Conheça seus direitos como passageiro para viagem internacional ou nacional

É de suma importância saber seus direitos como passageiro para casos de voo cancelado, atrasado ou alteração de rota na viagem internacional . Muitos desconhecem a assistência material, que pode vir a ser oferecida gratuitamente pelas empresas aéreas nessas situações. Confira aqui todas as determinações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e saiba como proceder se for lesado por alguma companhia.

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Sem tempo ruim! Atrações culturais internas para quem quer fugir da chuva

Publicado

source

O tempo chuvoso vem preocupando o paulistano nos últimos dias, principalmente depois do temporal que parou a metrópole na última segunda-feira (09), criando centenas de pontos de alagamentos e deixando a cidade em estado de atenção.

Leia também: São Paulo de graça: 40 passeios para fazer pela cidade de segunda a domingo

Obras que estão sendo expostas no MASP arrow-options
divulgação/Masp

Obras que estão sendo expostas no MASP

Apesar de todo o caos no início da semana, a cidade de São Paulo conta com diversas atrações culturais que ficam na parte interna de prédios, que não são afetados pela chuva, os famosos “indoor” e continuam operando apesar do mau tempo.

Pensando em quem quer fazer um passeio legal pela cidade de São Paulo, porém sem passar perrengue por causa da chuva, separamos dois destinos para visitar sem ter medo de nenhuma tempestade.

Museu da Imagem e do Som (MIS)

Foto do Museu da imagem e do SOM arrow-options
Divulgação/MIS

O MIS (museu da imagem e do som) foi criado com o objetivo de apresentar e preservar manifestações artísticas como fotografia, música, cinema e artes gráficas.

O Museu da Imagem e do Som agora tem duas unidades em São Paulo. Além da opção no Jardim Europa, um segundo museu, que leva o nome de MIS  Experience, foi inaugurado em novembro de 2019, no bairro da Água Branca, zona oeste de São Paulo.

Ambos são oportunidades “indoor” para curtir durante o fim de semana. Confira as exposições em cartaz.

  • Músicas no cinema

Mulher de vestido amarelo e home de camisa e gravata dançando no filme LA LA LAND arrow-options
Divulgação/MIS

La La Land, que recebeu 14 indicações ao Oscar, é um dos filmes abordados na exposição

O MIS do Jardim Europa está com uma exposição sobre o panorama da música no cinema, tanto no cenário nacional quanto no internacional, desde o início do cinema até os musicais mais recentes, como La La Land e Rocketman. Se você tem interesse em visitar a exposição, não deixe para depois, já que a mostra ficará disponível até o dia 26/02.

Essa unidade do Museu da Imagem e do Som fica aberta de terças aos domingos, inclusive nos feriados. De terças a sábados, horário de funcionamento é das 10 horas da manhã até as 8 horas da noite, e aos domingos o museu funciona das 10h às 19h.

Leia também: Polo de ecoturismo de São Paulo passará por melhorias para se tornar sustentável

Os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia), e podem ser comprados pela internet, no próprio site do MIS, ou na recepção do museu. Confira a localização do MIS Jardim Europa.


  • MIS Experience

Obras de Da Vinci no MIS Experience arrow-options
Divulgação/MIS

A exposição conta com a reprodução de algumas obras de Da Vinci

Inaugurado no final do ano de 2019, o MIS Experience está com uma exposição sobre um dos maiores gênios da história da humanidade, Leonardo Da Vinci. Intitulada “500 anos de um gênio” a mostra tem parceria com o Museo Leonardo Da Vinci, que fica em Roma, capital da Itália.

Com 18 áreas temáticas, a exposição é considerada a investigação mais completa sobre o trabalho do pintor, apresentando toda a trajetória do artista. O viajante também encontrará conteúdo multimídia, que ajuda o público a entender a exibição de uma forma mais imersiva e divertida. A mostra ficará disponível para a visitação do público até o dia 01 de março.

Obra homem vitruviano sendo projetadada nas paredes arrow-options
Divulgação/MIS

Outra famosa obra de Da Vinci, o Homem Vitruviano também é projetada nas paredes.

O MIS Experience funciona das terças aos domingos, inclusive nos feriados, das 9 horas da manhã até as 7 horas da noite. Durante a semana, o ingresso para ver a exposição custa R$35 (inteira) e R$17,50 (meia), e aos sábados, domingos e feriados o preço sobe um pouco, custando R$45 (inteira) e R$22,50 (meia).A entrada do museu é gratuita às terças feiras. Confira a localização do museu.


Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP)

Fotografia do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand. arrow-options
shutterstock

Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, mais conhecido como MASP, é parada obrigatória para quem está conhecendo a cidade

O MASP já é um velho conhecido dos paulistanos. Localizado na Avenida Paulista, o museu é um dos pontos turísticos mais procurados por quem visita a cidade de São Paulo, e também para quem mora por aqui. 

O MASP funciona de terça à domingo, inclusive nos feriados. Durante as terças-feiras, o museu fica aberto das 10 h às 20 h; nas quartas aos domingos e feriados, o horário de funcionamento é das 10 h às 18h.

Os ingressos para a entrada no museu custam R$45 (inteira) e R$22 (meia). Podem ser comprados pela internet, no próprio site do Masp, ou nas bilheterias presentes no local. Nas terças-feiras, a entrada para o museu é gratuita.

Confira abaixo as mostras em cartas no museu:

  • Linha emancipada

foto da exposição da artista. arrow-options
divulgação/Masp

A exposição conta com diversas obras da artista, que se inspirou em linhas paralelas e em nós lineares.

A exposição ‘Linha Emancipada’ inclui cerca de 150 trabalhos de Gertrud Goldschmidt, artista que é conhecida por suas obras de abstração geométrica. O acervo apresenta uma perspectiva cronológica do trabalho de Gego, como era conhecida, desde os anos 1950 até a década de 1990, incluindo desenhos, gravuras e esculturas.

A exposição da artista alemã Gertrud Goldschmidt ficará em exposição até o dia 01 de março.

Leia também: São Paulo passa Salvador na lista de lugares para o Carnaval; veja mais citados

  • Brasil nativo / Brasil Alienígena

4 mesas com obras da artista Anna Bella Geiger arrow-options
divulgação/Masp

As obras de Geiger foram influenciadas pelas ações repressivas do governo militar contra os indígenas.

A mostra “Brasil Nativa / Brasil Alienígena” reúne cerca de 190 obras da artista Anna Bella Geiger, que foi uma das pioneiras da arte abstrata no Brasil.  A exposição tem o nome de uma das obras mais conhecidas de Geiger, Brasil nativo / Brasil alienígena. A exposição pode ser visitada até 01 de março.

  • Vazios, intervalos e juntas

Obra de Leonor Antunes exposta na galeria do Masp arrow-options
divulgação/Masp

As obras de Leonor Antunes tem uma dedicação ainda mais especial aos materiais que são usados, que são geralmente orgânicos ou naturais.

A exposição “Vazios, Intervalos e Juntas” conta com obras feitas pela artista Leonor Antunes, que se inspira nas relações entre esculturas, arquitetura, luz, design e o próprio corpo do espectador que anda pela exposição. A mostra estará disponível para o público até o dia 12 de abril.

Confira a localização do MASP.


Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana