conecte-se conosco


Turismo

Fotógrafo dá 5 dicas para você tirar fotos de viagem perfeitas

Publicado

source

Seja com o celular ou com uma câmera, tirar fotos de viagem para compartilhar com a família, os amigos e os seguidores é algo que não pode faltar durante as férias ou um final de semana fora da cidade onde você mora.

Leia também: Artista mistura desenhos 3D com lugares turísticos e resultado fica incrível

Turista fotografando o Big Ben com o celular arrow-options
shutterstock

Tirar fotos de viagem perfeitas requer cuidado, mas não é preciso ser um profissional para fazer isso

E com os celulares cada vez mais potentes e acessíveis, junto à influência das redes sociais, é difícil resistir à tentação de tirar todas as fotos de viagem possíveis. Mas para conseguir bons cliques, é preciso fazer exatamente o oposto.

Segundo Ricardo Martins, fotógrafo especializado em natureza e criador do Instagram @ricardomartinsfotografo, uma dica de fotografia básica nessas horas é parar e pensar no que vai fazer. “Você tem que ver o que você está fazendo e, aí sim, capturar aquele momento especial através da fotografia”, aconselha.

Isso inclui, por exemplo, olhar para os quatro cantos da tela antes de fazer o clique. Com isso, você evitará erros que não podem ser revertidos, como deixar de fora um elemento importante que você viu ou fotografar elementos indesejados acidentalmente.

Leia Também:  Sonhos em alto mar! Disney anuncia novo cruzeiro com temática da Rapunzel

“Vamos imaginar uma cena: você está no Pantanal e tem um tronco de árvore caído na margem do rio, com uma onça pintada linda deitada nele. Seus olhos se fixam totalmente na onça e você não presta atenção no que está atrás. Você bate essa foto e, quando você vai olhar o resultado, percebe que tinha um saco de lixo gigante pendurado na árvore atrás da onça. Você acabou estragando essa fotografia”, exemplifica.

Leia também: Empresa oferece R$ 256 mil para você viajar e tirar fotos perfeitas

5 dicas de como tirar fotos de viagem perfeitas

Mulher olhando desanimada para sua câmera fotográfica arrow-options
shutterstock

Não sabe como tirar uma boa foto de viagem? As dicas a seguir devem resolver os seus problemas de uma vez por todas

Além dessa dica fundamental, Ricardo também compartilhou com o iG Turismo algumas orientações chave para você não errar e aprender definitivamente como tirar uma boa foto , que você pode conferir a seguir:

  1. Use e abuse do modo automático – principalmente para quem não tem muita experiência com os comandos da máquina fotográfica, o modo automático pode ser de grande ajuda. Assim, você pode se concentrar melhor no enquadramento e na iluminação da foto;
  2. Fuja do sol do meio dia – se você depende da luz natural, o ideal é tirar fotos no começo das manhãs ou no final das tardes. “No período das 10h às 15h, evite fotografar, porque é quando a luz estará mais dura, mais feia”, explica Ricardo;
  3. Evite fotos contra o sol – virar a câmera para o sol não é uma boa, principalmente para as fotos de viagem. Essa técnica só deve ser utilizada quando você já estiver mais familiarizado com o uso do modo manual da câmera;
  4. Transforme os elementos em formas – “Se você tiver uma montanha, qual é a linha que essa montanha faz?”. A pergunta hipotética de Ricardo explica bem como você deve pensar nessa dica de fotografia: tente imaginar a paisagem como um conjunto de formas e, em seguida, experimente maneiras de combiná-las e harmonizá-las em um mesmo enquadramento;
  5. Exercite sua paciência – não saia disparando sua câmera por todo o lado. A quantidade é a inimiga de quem que saber como tirar uma boa foto. É preciso ter calma e deixar que os elementos (principalmente se pessoas ou animais estiverem na sua frente) façam suas coisas naturalmente antes de fazer seu clique.
Leia Também:  Expedição guiada por Amyr Klink leva turista à Antártida por R$ 42 mil

Leia também: Fotos de viagem! As 10 hospedagens que mais chamam atenção no Instagram

Seguindo esses passos, você pode ter certeza que as fotos de viagem que tirar nas suas próximas férias sairão muito melhores e que sobrará mais tempo para aproveitar o lugar, seja a sós ou acompanhado.

Fonte: IG Turismo
publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] Veja mais no site O Documento […]

Turismo

‘Let it Go’ na França! Disneyland Paris terá espaço temático do filme Frozen

Publicado

source

Um parque do filme Frozen está chegando à Disneyland Paris para entreter os fãs de Elsa e Anna. Embora ainda não tenha uma data para ser inaugurado, a área temática fará parte de um grande projeto de expansão do parque da Disney na capital francesa.

Leia também:Disney além de Orlando: confira as novas atrações dos parques pelo mundo

Concepção artística do novo parque da Frozen arrow-options
Reprodução/Twitter/Disney Parks

O parque da Frozen ainda não tem data para ser aberto, mas fará parte do projeto de expansão da Disneyland Paris

Segundo o Disney Parks Blog , site de notícias oficial dos parques da Disney, o parque da Frozen será uma experiência imersiva completa, com direito a montanha Arendelle com neve no topo e tudo.

A nova área temática da Disneyland Paris também proporcionará oportunidades para os visitantes encontrarem seus personagens favoritos, além de um restaurante e uma loja para eternizar a franquia dentro dos muros do parque temático francês.

Leia também: 6 pontos secretos da Disney para a sua próxima viagem

Leia Também:  4 destinos bate e volta, saindo de São Paulo, para fazer agosto durar menos

Além do parque da Frozen: outras novidades na Disneyland Paris

Embora o novo parque da EuroDisney não tenha data para ser entregue, outras atrações que giram em torno do universo de Frozen têm. É o caso do espetáculo “Frozen: A Musical Invitation”, que estreia já em 17 de novembro de 2019.

Segundo o  Disney Parks Blog , o objetivo do musical é proporcionar uma experiência que ao mesmo tempo entretenha e inclua os turistas no universo do filme, permitindo que eles brinquem e interajam com os personagens em vários palcos.

E, já em 2020, um evento especial com quase 5 meses de duração chegará à EuroDisney. Indo de 11 de janeiro até 3 de maio, o  Frozen Celebration será uma comemoração repleta de festividades com a temática do filme.

Leia também: Magia que cabe no bolso! Parques da Disney terão ingresso econômico até dezembro

A principal delas será um desfile estrelando Elsa, Anna, Kristoff, Olaf e Sven junto a dançarinos e acrobatas reunidos em um carro alegórico temático. Outra atração serão as aventuras das irmãs no Disney Illuminations , além dos aperitivos, bebidas e souvenirs exclusivos baseados no filme – nada mal para manter os visitantes animados para a chegada do futuro parque da Frozen .

Leia Também:  5 dicas para economizar na viagem ao Chile

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Fuja das roubadas: saiba o que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba

Publicado

source

Não existe nada mais frustrante do que planejar uma viagem, chegar ao destino e ele não ser exatamente como você imaginou. Essa situação acontece com muita frequência e como as férias de fim de ano estão se aproximando, seria incrível se alguns destinos tivessem dicas sobre o que não fazer (para evitar a fadiga).

Leia também: Conheça as praias paradisíacas para conhecer no litoral norte de São Paulo

Pensando nessa questão, o iG Turismo juntamente com alguns viajantes, montou uma breve lista de o que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba , no litoral norte de São Paulo. As dicas podem te ajudar a se livrar de furadas e aprender a aproveitar os melhores pontos da viagem.

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #1: aquário de Ubatuba

aquário de ubatuba arrow-options
Reprodução/ Facebook

O aquário de ubatuba pode ser uma das decepções na viagem até o litoral norte

O aquário de Ubatuba está na lista de quase todos os turistas que visitam a praia do litoral norte paulista. Porém, o passeio pode ser um pouco frustrante. Isso é o que diz a jornalista Bruna Vieira que já visitou o local várias vezes.

“A única coisa interessante [do aquário] são os pinguins. E os ingressos são caros para o que o aquário oferece. Já fui algumas vezes e nem sempre tem todas as espécies que eles anunciam”, comenta.

Os ingressos de entrada para o aquário custam R$ 30,00 a inteira para adultos. A meia-entrada (R$ 15) contempla idosos, estudantes e pessoas entre 03 e 17 anos. Existem também quatro modelos de ingresso familiar: 2 adultos e 1 criança = R$ 70; 2 adultos e 2 crianças = R$ 85; 2 adultos e 3 crianças = R$ 100 e 2 adultos e 4 crianças = R$ 110.

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #2: praias do centro

Bruna, que passou alguns meses morando na cidade, também aponta que a praia central de Caraguatatuba não é um dos pontos turísticos mais desejados. “Ela é suja, cheia de buracos e apesar dos anúncios por fora, quem mora lá mesmo nunca frequenta ali”, opina.

O problema das praias sujas também foi indicado pela cabelereira Jéssica Dias, que todos os anos no mês de janeiro, viaja com a família para a cidade. “A grande maioria [das praias] são ruins. As únicas praias boas de lá são da Cocanha, Pedra da Freira e a praia de Martín de Sá”.

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #3: excursão para Praia do Porto Novo

praia do porto novo arrow-options
Reprodução/ aluguetemporada.com.br

Apraia do porto novo é afastada do “agito” de Caraguatatuba e não é recomendada por moradores

Ex-moradora da região, a tatuadora Giovanna Santanna Seabra também aponta a decepção com uma tradicional excursão para a praia do Porto Novo, em Caraguatatuba. “Sem ondas e sujinhas, além de longe do centro e do agito”, comentou à redação do iG Turismo .

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #4: ir de uma praia à outra de carro

trânsito arrow-options
Reprodução

rodovia Tamoios é a única via de acesso ao litoral norte de São Paulo e sempre está congestionada no fim do ano

O problema universal das praias do litoral paulista no fim de ano é o trânsito. Muitas turistas resolvem passar o período de festas nas praias mais badaladas e acabam deixando um caos nas ruas.

A dica da jornalista Larissa Sant’ana é evitar ao máximo o carro. “Quando é alta temporada, pegar o carro para conhecer as praias de Ubatuba pode não ser uma boa ideia. Já fiquei duas horas para chegar numa praia que sem trânsito chegaria em 15 minutos. A dica é se hospedar em uma praia legal e ficar por lá mesmo”, comenta.

Leia Também:  Sonhos em alto mar! Disney anuncia novo cruzeiro com temática da Rapunzel

Fazer o trajeto Caraguá – Ilha Bela também não traz muitas alegrias. “É difícil ir para Ilha bela que tem um trânsito muito intenso”, comenta Jessica.

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #5: tomar banho muito tarde

chuveiro arrow-options
Reprodução

A água costuma acabar cedo durante a alta temporada e a solução é tomar banho cedo

Quem já viajou para o litoral em época de festas sabe que a multidão de turistas causa uma pane na estrutura das cidades com falta de água, falta de comida nos supermercados e etc. E essa é uma dica valiosa para não passar perrengue.

“Nos feriados e final de ano muita gente vai para Ubatuba e a estrutura da cidade não dá conta. A água acaba sempre e geralmente na hora que geral tá voltando da praia (19h). Então a dica é voltar um pouco antes para garantir o banho”, lembra Larissa.

O que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba #6: voltar para São Paulo cedo

carro arrow-options
undefined

Voltar para SP nos horários de pico é uma das coisas sobre o que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba

O acesso ao litoral norte de São Paulo é complicado. A Rodovia dos Tamoios é cheia de curvas e rodeada de árvores, o que causa, às vezes, deslizamentos de terra que chegam a fechar o caminho por muitas horas – a estrada há passou 80 horas bloqueada. Então o jeito é ter paciência.

“Quando vamos para Caraguatatuba tem um problema da decida que ainda é por uma via antiga. Estão fazendo uma obra para melhorar, porém tem um trânsito intenso, pois as obras ainda não terminaram”, lembra Jéssica.

Mas e se eu estiver lá embaixo? Seja esperto e fuja do trânsito. “Não pegue estrada para voltar para São Paulo durante o dia. Depois do almoço e final da tarde é a hora que todo mundo sai e a viagem pode demorar mais de 10h. Sempre saio de madrugada, umas 3h e não pego transito nenhum”, finaliza Larissa.

Leia também: 10 opções de praias em SP para fazer um bate e volta no fim de semana

Você pode se perguntar “Com tudo isso sobre o que não fazer em Caraguatatuba e Ubatuba , é tudo tão ruim assim?”. A resposta é não. Todo destino tem seus perrengues, assim como suas belezas, e saber quais sãos as furadas evita perder tempo e ajuda a aproveitar melhor a cidade. 

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana