conecte-se conosco


Policial

Força-Tarefa repassa à Marinha do Brasil em MT lancha aquática apreendida com facção criminosa

Publicado

Na manhã desta segunda-feira (06/06), a Força-Tarefa de Segurança Pública (FTSP/MT), composta pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Militar transferiu uma lancha de grande porte para ser utilizada pela Marinha do Brasil nas fiscalizações do transporte aquaviário no Lago do Manso.

O veículo aquático foi apreendido durante a Operação Mandatário, deflagrada em 17 de janeiro deste ano, em poder de um núcleo de facção criminosa responsável pela lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. Durante as investigações, os policiais identificaram que os criminosos possuíam diversos bens de alto valor em nome de terceiros para não chamar a atenção das autoridades, tais como veículos de luxo, imóveis de alto padrão, lancha e moto aquática. No dia da operação, além dos bens já identificados, os policiais apreenderam joias, arma e mais de meio milhão de reais em espécie, totalizando um valor aproximado de 10 milhões de reais recuperados e devolvidos para o estado.

Todos os bens pertencentes aos investigados que foram adquiridos com o dinheiro do tráfico de droga foram sequestrados, mediante autorização judicial e se encontram à disposição das justiça mato-grossense. Para garantir a preservação e utilização dos bens apreendidos, o juízo da 7º Vara Criminal da Comarca de Cuiabá autorizou que os veículos fossem utilizados pela Polícia Militar, pela Polícia Civil e pela Polícia Federal, exclusivamente nas funções de repressão e prevenção ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

As autoridades policiais representaram para que a lancha apreendida fosse utilizada pela Marinha do Brasil em atividades de fiscalização no Lago do Manso, sendo autorizada pelo Poder Judiciário, oportunidade em que as instituições policiais integrantes da Força-Tarefa de Segurança Pública de Mato Grosso realizaram a entrega da lancha que estava custodiada em uma marina.

A utilização de veículos pelos órgãos de segurança pública segue uma diretriz do Código de Processo Penal para que os bens obtidos com proveitos de infrações penais sejam revertidos às instituições públicas no desempenho de suas funções, em especial no combate e repressão ao tráfico de entorpecentes.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Empresário é preso em Cuiabá por estuprar adolescente de 17 anos filha da namorada; vítima estava bêbada

Publicado

Um empresário do mercado financeiro, suspeito de estuprar a filha de sua namorada, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (5), dentro de investigação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O suspeito de 37 anos aproveitou o fato que a vítima de 17 anos estava sob o efeito de álcool para praticar o estupro e estava com a prisão decretada pela Justiça com base nas investigações da Deddica pelo crime de estupro de vulnerável. Ele possui passagens anteriores por crimes de ameaça e violência doméstica.

O fato ocorreu no dia 11 de maio após o suspeito, a namorada e a menor passarem a noite ingerindo bebida alcoólica em um bar da Capital. No final da noite, ocorreram desentendimentos entre a filha, a mãe e o namorado, ocasião em que a mulher foi embora com um casal de amigos.

O suspeito levou a vítima para casa dele e aproveitou o estado de embriaguez da menor para manter relação sexual com ela. Dias depois, ele entrou novamente em contato com a vítima, e pediu para buscá-la na escola, perguntando se ela estava arrependida e que não era para contar para ninguém.

Após saber dos fatos, a mãe da menor procurou a Polícia e também foi até a casa do namorado para buscar seus pertences, ocasião em que foi ameaçada pelo suspeito, que possui uma arma de fogo.

Assim que a equipe da Deddica foi acionada, iniciou as investigações e intimou o suspeito na época dos fatos para comparecer a delegacia, porém ele não foi localizado. Diante das evidências, foi representado pelo mandado de prisão preventiva do investigado, que foi deferido pela Justiça.

O suspeito se apresentou na manhã desta terça-feira (05) na Deddica, ocasião em que estava com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o qual foi devidamente cumprido.

 

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende empresário suspeito de estuprar adolescente filha de namorada

Publicado

Um empresário do mercado financeiro, suspeito de estuprar a filha de sua namorada, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (05.07), dentro de investigação realizada pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

O suspeito de 37 anos aproveitou o fato que a vítima de 17 anos estava sob o efeito de álcool para praticar o estupro e estava com a prisão decretada pela Justiça com base nas investigações da Deddica pelo crime de estupro de vulnerável. Ele possui passagens anteriores por crimes de ameaça e violência doméstica.

O fato ocorreu no dia 11 de maio após o suspeito, a namorada e a menor passarem a noite ingerindo bebida alcoólica em um bar da Capital. No final da noite, ocorreram desentendimentos entre a filha, a mãe e o namorado, ocasião em que a mulher foi embora com um casal de amigos.

O suspeito levou a vítima para casa dele e aproveitou o estado de embriaguez da menor para manter relação sexual com ela. Dias depois, ele entrou novamente em contato com a vítima, e pediu para buscá-la na escola, perguntando se ela estava arrependida e que não era para contar para ninguém.

Após saber dos fatos, a mãe da menor procurou a Polícia e também foi até a casa do namorado para buscar seus pertences, ocasião em que foi ameaçada pelo suspeito, que possui uma arma de fogo.

Assim que a equipe da Deddica foi acionada, iniciou as investigações e intimou o suspeito na época dos fatos para comparecer a delegacia, porém ele não foi localizado. Diante das evidências, foi representado pelo mandado de prisão preventiva do investigado, que foi deferido pela Justiça.

O suspeito se apresentou na manhã desta terça-feira (05) na Deddica, ocasião em que estava com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o qual foi devidamente cumprido.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana