conecte-se conosco


Polícia Federal

Força-tarefa encontra venezuelanos em trabalho irregular na Bahia

Publicado

Salvador/BA- A Polícia Federal, em ação conjunta com a Força-tarefa da Comissão de Erradicação do Trabalho Escravo na Bahia (COETRAE-BA), realizou uma operação de investigação de trabalho análogo ao de escravo na região de Santo Antônio de Jesus e identificou sete trabalhadores contratados de forma irregular. A fiscalização foi feita a partir de uma denúncia e ocorreu na última segunda-feira (11). 

Participaram da operação órgãos que compõem a COETRAE-BA, entre eles, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDJDS), a Superintendência Regional do Trabalho (SRT-BA), o Ministério Público do Trabalho (MPT-BA), a Polícia Federal (PF) e a Defensoria Pública da União (DPU).

A situação encontrada no local não foi de trabalho análogo ao de escravo, como denunciado. No entanto, os trabalhadores encontrados, dentre os quais havia dois venezuelanos, estavam sem registros em carteira de trabalho e, consequentemente, sem recolhimento de INSS e FGTS.

A Força-tarefa inspecionou as condições de trabalho no canteiro de obra de uma empresa de construção civil e no galpão de armazenamento dos equipamentos de trabalho, este último utilizado como alojamento por um dos trabalhadores venezuelanos.

Durante a fiscalização, foi identificada a ausência de equipamento de proteção individual (fardamento, proteção solar ou touca árabe), além da falta de banheiro para o uso dos trabalhadores.

De acordo com o proprietário da empresa, as obras começaram há cerca de três meses, mesmo tempo de chegada dos venezuelanos ao Brasil.

Foi firmado TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o empregador, no qual houve reconhecimento da necessidade de cumprimento de obrigações trabalhistas, como a contratação legal retroativa dos trabalhadores, pagamento de verbas rescisórias para os demitidos, cumprimento do aviso prévio, além do pagamento das multas dos autos de infração lavrados.

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Bahia
[email protected]
Contato: (71) 3319-6003 / 98732-0787

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

Operação Hórus apreende caminhão com carregamento ilícito de cerca de 600 caixas de cigarros paraguaios

Publicado


.

Terra Roxa/PR – Na madrugada desta segunda-feira (6/7), mais uma grande apreensão foi realizada por equipes que participam da OPERAÇÃO HÓRUS, integrada pela POLÍCIA FEDERAL, COE/BOPE e COBRA/BPFRON da PMPR, TIGRE/PCPR, BOPE/PMMS, FORÇA NACIONAL e pelo EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

 Durante patrulhamento de rotina na zona rural de Terra Roxa/PR, policiais desta integração visualizaram movimentação suspeita em propriedade rural da região e resolveram realizar aproximação para fiscalização.

 Na tentativa de abordagem, os policiais realizaram acompanhamento tático de um caminhão, mas os criminosos empreenderam fuga em meio a plantação de milho, não sendo localizados. Foram apreendidos um caminhão baú  e aproximadamente 600 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

 Os materiais apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal de Guaíra, para os procedimentos de praxe.

 

Comunicação Social PF/Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131

 

Comunicação Social BPFRON/PMPR

Disque denúncia: (41) 9106-6815

Continue lendo

Polícia Federal

PF prende em flagrante homem com arquivos de abuso e exploração sexual infantil no Rio de Janeiro

Publicado


.

Rio de Janeiro/RJ – Na manhã de hoje (6/7), ao cumprir mandado de busca e apreensão, expedido pela 3ª Vara Criminal Federal do Rio, a Polícia Federal prendeu em flagrante, um homem de 68 anos, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio.

Com o preso, que morava e cuidava de uma escola desativada, os policiais federais encontraram inúmeros arquivos com cenas de violência sexual contra crianças, motivo pelo qual foi preso em flagrante delito como incurso nas penas previstas no artigo 241-B do ECA, reclusão de 1 a 4 anos.

As investigações conduzidas pelo Grupo de Repressão aos Crimes Cibernéticos (GRCC) tiveram início esse ano e constataram que o investigado, além de armazenar, disponibilizava e transmitia arquivos com cenas de abuso e de exploração sexual de crianças e adolescentes, pela internet, em rede internacional.

Todo o material apreendido será encaminhado para a realização de exames periciais, de forma a se constatar se ele também praticava outros crimes, como a produção dos referidos arquivos, crime previsto no 241-D do ECA – Estatuto da Criança e Adolescente – bem como de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A do código penal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana