conecte-se conosco


Policial

Foragido do Tocantins tem prisões cumpridas em Poxoréu durante investigação para apurar um furto

Publicado

Um homem procurado pela Justiça do Tocantins, foi preso pela Polícia Civil de Mato Grosso, na tarde de quinta-feira (19.05), na zona rural do município de Poxoréu (251 km ao sul de Cuiabá), durante diligências para apurar um furto.

A ação deflagrada pela Delegacia de Poxoréu com apoio da Polícia Militar e da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Primavera do Leste, resultou também na recuperação dos produtos subtraídos no crime e na apreensão de uma arma de fogo.

Com dois mandados de prisão preventiva oriundos da Comarca do Estado TO, decretados pelos crimes de tráfico de drogas e roubos, desde o ano de 2010, o suspeito de 44 anos também responderá por furto qualificado.

As investigações iniciaram na segunda-feira (16), após registro do furto ocorrido em uma fazenda no distrito de Paraíso do Leste, onde indivíduos cortaram a cerca e furtaram diversos objetos e um veículo Fiat Strada, sendo o carro abandonado em seguida.

No decorrer das apurações, os policiais civis identificaram os dois autores, bem como descobriram que um deles usava nome falso para esconder os delitos praticados em Tocantis.

Foram feitas checagens no sistema e constatadas duas ordens judiciais em desfavor do investigado. Diante dos fatos, a equipe foi até uma propriedade rural, onde ao chegar foi informada que os dois envolvidos estavam na cidade de Poxoréu.

As informações foram repassadas à Polícia Militar, e solicitado apoio na realização da prisão dos suspeitos. Ao ser localizado pela guarnição, o foragido de 44 anos foi levado até a Delegacia de Poxoréu.

O conduzido confessou que usava no falso, pois era foragido do Estado do Tocantins, e assumiu também a participação no furto em investigação. Ele indicou onde os produtos subtraídos estavam ocultados.

No local apontado pelo preso, cerca de 100 quilômetros de Poxoréu, foram recuperados parte dos objetos furtados como botijão de gás, bombas d’água, furadeira, serra mármore, entre outros, além de uma espingarda calibre22.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Maconha é apreendida na BR 364 em Rondonópolis

Publicado

Na tarde de ontem (09), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 30 kg de maconha em um ônibus.

A ocorrência aconteceu na BR 364, município de Rondonópolis, quando um ônibus foi parado para fiscalização.

Durante a verificação dos passageiros, uma mulher apresentou bastante inquietação e nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem, o que gerou suspeita por parte da equipe policial.

Indagada se possuía bagagens, informou que não possuía, porém estava em posse de tickets de bagagem despachada. Com isso, foi realizada uma busca com o cão de faro no compartimento externo, o qual indicou presença de ilícitos ao farejar duas malas.

Ao verificar a identificação das bagagens, constatou-se que a numeração dos tickets eram iguais às da passageira que tinha sido fiscalizada inicialmente.

Em virtude disso, os policiais abriram as malas pertencentes à passageira e encontraram a quantidade de 38 tabletes de droga, pesando um total de 30 kg de maconha.

Perguntada sobre o ilícito, a mulher afirmou ter pego em Foz do Iguaçu e entregaria na cidade de Rio branco/AC.

Diante dos fatos, a passageira foi detida, a princípio, pelo crime de tráfico e foi encaminhada à Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Após denúncia, Polícia Federal resgata homens de trabalho escravo em fazenda de MT

Publicado

Guiratinga/MT. A Polícia Federal participou, nesta terça-feira (9), de ação de fiscalização do Ministério Público do Trabalho e Ministério do Trabalho e Emprego em uma fazenda na área rural de Guiratinga.

A ação foi motivada por uma denúncia sobre a possível prática de redução de condição análoga à escravidão nessa localidade. O proprietário do imóvel já havia sido autuado anteriormente, pelo mesmo motivo, em 2016.

Após a auditoria, observou-se que parte da notícia anônima procedia. Por isso, foi realizada a autuação administrativa do proprietário e a libertação de 3 trabalhadores.

O provável crime de redução a condição análoga à de escravidão será investigado pela Polícia Federal.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana