conecte-se conosco


Registro Geral

FMF e espólio de ex-presidente devem restituir R$ 300 mil corrigidos ao Estado, determina Tribunal de Contas

Publicado

Ex-presidente da Federação Mato-grossense de Futebol, Carlos Orione, teria cometido irregularidades em convênios com o Estado, apontou TCE

Foram julgadas irregulares as contas prestadas no processo de Tomada de Contas Especial, em razão das impropriedades na prestação de contas do Convênio nº 027/2007, firmado entre o Fundo Desportivo do Estado de Mato Grosso e a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). O Tribunal de Contas determinou a restituição ao erário de R$ 183 mil devidamente atualizados a partir de 30/04/201014, sob a responsabilidade solidária da Federação Mato-Grossense de Futebol – FMF e do espólio do ex-presidente, Carlos Orione (falecido em 2016). A Tomada de Contas foi instaurada pela Secretaria Executiva do Núcleo de Cultura, Ciência, Lazer e Turismo, em cumprimento ao Acórdão nº 3.174/2009 do TC que identificou irregularidades na prestação de contas do Termo de Convênio nº 027/2007, pela Federação Mato-grossense de Futebol, à época sob a presidência de Carlos Orione, cujo objeto foi a realização da “IV Copa Mato Grosso sub-17”, no valor de R$ 379.800,00. A Comissão de Tomada de Contas verificou a apresentação de notas extemporâneas, notas com indícios de falsificação e notas com indícios de adulteração, manifestando pela necessidade de restituição ao erário no valor de R$ 183.086,45. Assim, o relator, além de determinar a restituição propôs o encaminhamento de cópia dos autos ao Ministério Público Estadual para as providências cabíveis.

Leia Também:  Deputado concederá moção de aplausos a radio ODOC; emissora transmite ao vivo o Cuiabá na série B
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Diretoria do Operário amarela, cede aos patrocinadores e aborta contratação do goleiro Bruno

Publicado

Comunicado oficial do Operário anunciando a desistência de contratar o goleiro, Bruno, condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato da modelo de filmes adultos, Eliza Samúdio

A diretoria do Clube Esportivo Operário Várzea-grandense abortou a contratação do goleiro Bruno Fernandes, o Bruno, que já vestiu a camisa do Flamengo e outros grandes times do Brasil. Ele foi condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato, juntamente com comparsas, da modelo Eliza Samúdio, em 2010. Em breve comunicado oficial, o clube anunciou a desistência de ter o atleta em seus quadros de jogadores profissionais. O martelo foi batido após forte pressão da mídia e feministas, contrárias a contratação de Bruno. Segundo fonte quentíssima da coluna, o polêmico e decisivo veto ao goleiro teve a mão da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), maior patrocinadora do clube. Ela ameaçou retirar a cota de R$ 150 mil ao mês, caso o jogador vestisse a camisa do Operário. Diante do quadro negativo, não restou aos diretores do Chicote outra alternativa, senão o cancelamento da contratação do craque.

Leia Também:  Justiça determina pagamento de aluguel para morador de condomínio em Várzea Grande; 54 casas podem desabar; RNI emite comunicado

Continue lendo

Registro Geral

Cresce cotação de Paulo Prado como indicado a uma das seis novas vagas de desembargadores do TJ

Publicado

Ex-procurador geral de Justiça, Paulo Pardo entra na briga por uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça

Com a experiência de quatro mandatos a frente da Mesa Diretora do Ministério Público Estadual (MPE), o ex-procurador geral de Justiça, Paulo Prado, segundo fonte da coluna, é uma peça chave na indicação do MP para compor o pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Conforme antecipado pelo portal ODOCUMENTO, em fevereiro, a Assembleia Legislativa vai aprovar projeto de lei criando as novas vagas. Destas, uma ficará com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), outra vai para o MPE, sendo as quatro restantes destinadas aos juízes do TJ. Ainda de acordo com a mesma fonte, o promotor de Justiça, Mauro Zaque, deve disputar com Prado a indicação, acima citada. Os novos desembargadores devem ser empossados até meados do mês de março.

Leia Também:  Justiça determina pagamento de aluguel para morador de condomínio em Várzea Grande; 54 casas podem desabar; RNI emite comunicado
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana