conecte-se conosco


Nacional

Flávio Bolsonaro diz que Cid Gomes provocou tiro

Publicado

Flávio Bolsonaro arrow-options
Roque de Sá/Agência Senado

Flávio Bolsonaro

O filho do presidente e senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) afirmou nesta quinta-feira (19) que estima melhoras ao senador Cid Gomes (PDT), que foi atingido por duas balas de borracha disparadas por policiais nesta quarta (19), após ele ter tentado entrar em um Batalhão da Polícia Militar de Sobral (CE) com uma retroescavadeira durante um motim policial.

Leia também: Cid Gomes é baleado ao tentar invadir batalhão de polícia com trator

Flávio Bolsonaro , no entanto, explica que o desejo de melhoras não isenta Cid de ter provocado a reação dos policiais, que afirmam ter atirado para evitar que o senador do PDT avançasse em direção às pessoas que estavam no batalhão da PM. “Na democracia, existem instrumentos legais para resolver conflitos”, escreveu em seu Twitter.

Desde o início da semana a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Ceará estão em motim por aumento salarial, que está em negociação com o governo. Cid Gomes foi prefeito do município de Sobral entre 1997 e 2005 e governador do Ceará de 2007 a 2015.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

“Todos terão contato com vírus”, diz secretário-executivo do Ministério da Saúde

Publicado


source

Agência Brasil

gabbardo arrow-options
Reprodução / YouTube

João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde, uarta-feira (24)

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em Brasília, que é provável que o novo coranavírus alcance toda a população. O contágio não quer dizer, no entanto, que todas essas pessoas desenvolverão os sintomas da doença.

Leia mais: Maggiore não tem equipe infectada com Covid-19, apesar da morte de 79 pacientes

Conforme histórico da disseminação da doença, já observado em outros países, 86% das pessoas que entraram em contato com o novo coronavírus não apresentaram nenhum problema de saúde decorrente. Os 14% restantes tiveram que procurar hospitais, desses alguns foram internados, alguns em unidades de terapia intensiva, e uma fração veio a óbito. A atual taxa de natalidade no Brasil é de 4,2% dos casos notificados.

“Todo mundo vai ter contato com o vírus. O que a gente precisa é ter tempo”, disse Gabbardo se referindo à necessidade de ampliação de atendimento, preparação de mais leitos e equipamento de mais unidades com respiradores artificiais. Preocupa o secretário-executivo riscos de sobreposição da Covid-19 com eventual aumento de gripe por influenza (H1N1) comum no inverno brasileiro. O país já iniciou a campanha nacional de vacinação anual contra a gripe.

Segundo o secretário-executivo, como ocorre em outras doenças, o organismo de muitas pessoas que venham a entrar em contato com vírus reagira produzindo a autoimunidade, o que no futuro, junto com tratamentos e uma vacina a ser desenvolvida, favorecerá a não mais disseminação massiva da doença como ocorre atualmente no Brasil e em outros países. “O fluxo de transmissão começa a diminuir quando já tiver 50% [da população] imunizada”, explicou Gabbardo.

Leia também: Durante pandemia do Covid-19, subsecretária da Saúde do Rio é exonerada

De acordo com o Ministério da Saúde, 10.278 pessoas se infectaram com o novo coronavírus no Brasil até hoje (sábado, 4). O número de pessoas mortas por causa da Covid-19 já totaliza 432 óbitos. Os dados foram fechados às 14 horas com base nas informações das secretarias estaduais de saúde. O país ocupa a 16º lugar em casos da doença, o 14º lugar em óbitos e o 8º lugar em letalidade.

Continue lendo

Nacional

8 entre 10 mortos de Covid-19 têm fator de risco; diabetes e cardiopatia lideram

Publicado


source

Segundo dados do novo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde , entre os mortos confirmados pela Covid-19 até o momento, oito em cada 10 apresentavam pelo menos um fator de risco. Entre eles, quase nove em cada 10 tinham mais de 60 anos. As informações são da Folha .

Leia também: Corpos de vítimas de Covid-19 tomam conta das ruas do Equador; assista

médico arrow-options
Divulgação

médico

Leia também: Governo do Amapá confirma primeira morte por Covid-19

Cardiopatia é o principal fator de risco associado aos óbitos de Covid-19 : 57% do total até sexta (3). Em segundo lugar vêm os diabéticos, com 40% dos mortos. Quadros de pneumopatia e doenças neurológicas somam 10,5% e 16% respectivamente.

Leia também: Covid-19: Deputado Osmar Terra volta a publicar fake news e é chamado de idiota

Outros fatores de risco , como casos renais, de obesidade e asma, aparecem com prevalência menor entre as mortos por Covid-19 .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana