conecte-se conosco


Nacional

Filha de vereador da Bahia acusa pai de agressão: “Um assassino”

Publicado


source
rafaella carvalho
Reprodução / Instagram

Rafaella fez postagens no instagram denunciando a suposta agressão cometida pelo pai

O presidente da Câmara Municipal de Campo Formoso, no Piemonte Norte do Itapicuru, na Bahia, José Alberto de Carvalho , foi acusado de agressão pela filha Rafaella Carvalho, de 18 anos. A jovem usou as redes sociais neste domingo (12) para realizar a denúncia . No mesmo dia, ela registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia contra o vereador que é conhecido na região como “Ze Lambão”.

“Hoje eu fui agredida, na verdade, eu esperava, né? Porque eu vivo há 18 anos vendo ele fazer isso com minha mãe. Porque ele é um monstro, ele sempre foi isso, ele é um lixo”, disse Rafaella nas redes.

A jovem esclareceu que o pai sempre teve um comportamento agressivo e que além dela, a mãe da estudante também foi vítima do vereador.

Em defesa do pai

A irmã paterna de Rafaella, Evellyn Souza , rebateu as críticas feitas pela irmã ao pai, e disse que “tem muitas histórias nos bastidores que não estão sendo contadas”.

“A Rafaella é minha irmã paterna, sempre se mostrou uma pessoa traiçoeira e manipuladora desde a infância. Sempre me colocou em diversas situações com o intuito somente de me humilhar, me menosprezar. São vários os traumas que carrego até o dia de hoje. Rafaella já mentiu e mente muito”, contou Evenllyn.

A irmã paterna de Rafaella deixou claro que não apoia nenhum tipo de agressão e que “é triste ver tanta visibilidade em um caso como o de Rafaella”, que na visão de Evellyn, é uma mentira. A jovem finalizou dizendo que o pai é um grande homem. Até o momento, José Alberto de Carvalho não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Em um vídeo compartilhado no perfil de Rafaella , Simone, a mãe da jovem conta como se livrou do relacionamento com o vereador que ela categoriza como abusivo. “Hoje moro nos Estados Unidos por não querer ficar perto dele”. Ela também pede para que as pessoas não deixem que “o crime saia impune”. 

Assista:


publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Em nome de um vereador, pastor promete testes de Covid-19 aos fiéis em Limeira

Publicado


source
pastor
Reprodução / Faculdade Teológica / Imagem ilustrativa

Pastor de Limeira, em São Paulo, teria dito que um vereador estaria distribuindo testes da Covid-19 para os fiéis

Um inquérito foi aberto pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) para apurar uma possível improbidade administrativa cometida pelo vereador de Limeira Anderson Cornelio Pereira (PSDB) . O parlamentar teria pedido para um pastor avisar em um culto online que se algum fiel estivesse com sintomas da Covid-19 , deveria procurá-lo em seu gabinete.

As “vantagens” seriam destinadas aos membros da igreja Assembleia de Deus da cidade. No gabinete de Anderson Cornélio , os fiéis seriam encaminhados para a realização do exame, “já que os vereadores teriam uma fórmula para a indicação”.

A Promotoria de Limeira acredita que os fatos podem configurar improbidade administrativa em razão de suposta promessa de vantagem, valendo-se do cargo de vereador.

A promotora que assina o documento de abertura da investigação, Débora Bertoloni Ferreira Simonetti, determinou que o pastor que repassou a mensagem do vereador, Levy Ferreira de Souza , e uma obreira da igreja que seria responsável pelo repasse dos recados ao pastor, sejam ouvidos. 

Continue lendo

Nacional

MPF aciona justiça por falas “discriminatórias” de Bolsonaro contra mulheres

Publicado


source
bolsonaro
Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro foi acionado na justiça por preconceito contra mulheres

O Ministério Público Federal (MPF) acionou a justiça contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta segunda-feira (10), por falas “preconceituosas e discriminatórias” contra mulheres.

A Procuradoria-Regional dos Direitos do Cidadão, em São Paulo, solicitou que o governo federal invista, pelo menos, R$ 10 milhões em campanhas de conscientização sobre o direito das mulheres e também uma multa de R$ 5 milhões por danos morais às mulheres.

“São muitos os episódios em que o presidente se dirigiu a mulheres de maneira desrespeitosa ou fez insinuações misóginas”, informou o MP.

O MP ainda comunicou que “o descaso do presidente pelos desafios que as mulheres enfrentam, no entanto, não tem se revelado apenas em discursos”.

Além do presidente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, também foi citado na ação por ter endossado ataques do presidente à primeira-dama da França, Brigitte Macron.

Polêmicas

Além do ataque à primeira-dama da França, Bolsonaro já fez  insinuações sexuais contra a repórter do jornal ‘Folha de S.Paulo’, Patrícia Campos Mello.

O presidente também já afirmou que o Brasil não poderia ser o país do “turismo gay” e também usou as mulheres como fator incentivador para estrangeiros virem ao país.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana