conecte-se conosco


Policial

Filha de policial, estudante de 17 anos comete suicídio dentro de casa em Várzea Grande

Publicado

A filha de um policial civil tirou a própria vida na manhã desta sexta-feira (22) na casa onde vivia em um condomínio fechado em Várzea Grande. Ela tinha 17 anos atirou na própria cabeça. Uma equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e agentes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politiec) foram até o local.

Por se tratar de uma ocorrência de suicídio, a Polícia Civil não divulgou informações sobre as circunstâncias que envolveram a morte da adolescente.

Por meio de nota, o colégio Notre Dame de Lourdes, onde ela estudava, também emitiu uma nota de pesar. “Não existe partida para aqueles que permanecerão eternamente em nossos corações”, diz trecho da publicação.

Nas redes sociais, o pai escreveu: “Hoje o céu recebeu uma estrela, um anjo. Minha filha, que Deus te receba. O pai te ama demais, muito, muito mesmo”.

CVV

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo pelo telefone 188, email e chat 24 horas todos os dias.

 

publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Marcelino disse:

    Quanta dor, quanto sofrimento.Vivemos num mundo aonde estamos valorizando demais as futilidades e estamos perdendo o que temos de mais belo e puro, o AMOR.
    Na correria do dia ficamos apenas focados no prazer que o dinheiro compra e que as traças corroem, brigamos por causa de políticos corruptos e não vemos o mais importante a FAMÍLIA, não sabemos mais expressar o amor por ela afinal ela não rende likes como um carro novo mesmo que financiado. Voltemos a Deus enquanto ainda temos tempo, a porta é estreita mas está aberta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Em operação, polícia prende oito por tráfico, porte de arma e crimes sexuais contra menores

Publicado

A Polícia Civil deflagrou, neste sábado (13), a Operação Guarda Baixa, para cumprimento de três mandados de prisão e três mandados de busca e apreensão. No total, seis pessoas foram presas, sendo três em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Em um endereço alvo da operação, dois suspeitos, de 18 e 19 anos, em Guarantã do Norte, foram encontrados separando entorpecentes em porções para comercialização. Foram apreendidas 18 trouxinhas de pasta base de cocaína e uma porção grande, que ainda seria repartida. Além disso, foi localizada uma porção de maconha e uma pequena quantia em dinheiro.

Em outro local alvo das buscas, um homem de 36 anos foi preso com uma arma de fogo com numeração raspada, uma balança de precisão, dinheiro e um celular com conversas demonstrando que ele estava vendendo drogas no município. A decisão judicial concedia autorização para acesso aos dados dos telefones celulares apreendidos durante as buscas.

Crimes sexuais

Também foram cumpridos mandados de prisão relacionados a investigações sobre crimes sexuais. Em ambos os casos, no decorrer das investigações, o delegado Lucas Lelis solicitou a prisão preventiva dos suspeitos.

Um dos investigados, um homem de 31 anos, manteve relações sexuais com a filha do padrasto, de 13 anos, há cerca de um ano. O outro investigado, de 35 anos, no final de uma festa, na madrugada do dia 7 de agosto, de forma dissimulada, arrastou uma mulher para um terreno baldio e a obrigou a manter relação sexual com ele.

Por último, também foi dado cumprimento a um mandado de prisão contra um homem de 34 anos, expedida pela Justiça de Alagoas, por um assalto a banco praticado em Santana do Ipanema, em 2009.

A operação policial foi executada pela Delegacia Municipal de Guarantã do Norte, com apoio da Delegacia Regional de Guarantã do Norte e da Delegacia de Matupá. Ao todo, 14 policiais participaram das ações em seis endereços.

Continue lendo

Policial

Gefron apreende 357 tabletes de entorpecentes e prende seis suspeitos

Publicado

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu 357 tabletes de entorpecentes, totalizando 279 quilos de entorpecentes. O caso ocorreu nesta sexta-feira, no Distrito de Clarinópolis, município de Cáceres e, na ocasião, seis pessoas foram presas.

A guarnição realizava patrulhamento na estrada conhecida como Barranqueira, quando avistaram indivíduos caminhando por uma região de mata, carregando alguns fardos. Percebendo que seriam abordados, os suspeitos abandonaram o material e tentaram fugir, no entanto, os operadores de fronteira conseguiram detê-los.

Ao realizar a conferência do material, foi constatado que tratava-se de 173 tabletes de substância análoga à pasta base de cocaína, 128 de substância análoga à maconha e 58 de cloridrato de cocaína.

Diante dos fatos, os suspeitos e os entorpecentes foram encaminhados à Delegacia Especial de Fronteira (Defron). O prejuízo ao crime é de mais de R$ 4,4 milhões.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana