conecte-se conosco


Mato Grosso

Famílias de baixa renda podem solicitar abatimento na conta de energia elétrica

Publicado

As famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal têm direito à Tarifa Social de Energia Elétrica. O benefício, cujo desconto no valor da conta de luz varia de 10% a 65%, é calculado de acordo com o consumo mensal de energia do domicílio. Em março de 2019, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), 11% dos domicílios de Mato Grosso receberam o desconto.

Durante o último ano, de maio de 2018 a maio de 2019, o setor de Energia Elétrica foi alvo de quase um terço (27%) das reclamações recebidas pelo Procon-MT via Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Dos problemas relatados pelos consumidores, 81% se refere à cobrança indevida ou abusiva por parte dos fornecedores do serviço.

Secretária adjunta de Proteção e defesa dos Direitos do Consumidor (Procon-MT), Gisela Simona ressalta que o benefício é para unidades que consomem até 220 KWh. Outras condições: a ligação deve ser monofásica e o consumidor deve estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Mas Gisela faz um alerta: não basta ter o Cadastro Único, é preciso manter o cadastro atualizado, visto que caso não seja feita essa atualização a concessionária de energia pode fazer a exclusão do benefício.

“São pessoas que muitas vezes têm poucos aparelhos elétricos em casa, têm uma renda baixa e vivem em um contexto em que qualquer desconto já faz diferença no orçamento familiar. Orientamos os consumidores para que fiquem atentos à conta de energia, acompanhem seu consumo, para que possam aproveitar benefícios como este”.

Acesso à tarifa social

O benefício pode ser requerido por famílias com renda de até meio salário mínimo por pessoa ou que tenham algum membro que receba o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

As famílias com renda mensal de até três salários e que possuam membros portadores de doença ou deficiência, cujo tratamento médico demande o uso continuado de aparelhos com alto consumo de energia elétrica, também podem solicitar o desconto.

Já as famílias indígenas e quilombolas com renda de até meio salário por pessoa terão direito ao desconto de 100% na conta de energia elétrica até o limite de consumo de 50 KWh/mês.

Para receber o desconto, um dos integrantes da família deve solicitar à distribuidora de energia elétrica a classificação da unidade consumidora na subclasse residencial baixa renda. É necessário também que a família esteja com os dados do Cadastro Único em dia, que pode ser atualizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo.

 A atualização do cadastro é necessária para que o governo conheça melhor as necessidades das famílias e ofereça benefícios e serviços sociais melhores para todos. As pessoas inscritas no Cadastro Único assumem o compromisso de comunicar ao governo sempre que houver alterações em sua situação ou, obrigatoriamente, a cada dois anos.

Para mais informações, os interessados devem entrar em contato com a distribuidora de energia elétrica de sua cidade, com o Cras da região ou com a Aneel pela central 167.

(Com informações do Ministério da Cidadania)

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Iniciativa distribui livros e cestas básicas para trabalhadores da cultura

Publicado


.

A leitura é uma forma de alimentar a alma. Principalmente neste período de distanciamento social provocado pela pandemia da Covid-19, o livro é capaz de propiciar companhia e acolhimento aos leitores. Foi pensando nisso que a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça (BPEEM) adiantou o início do projeto “Alimentos da Alma” para distribuir kits de livros aos trabalhadores da cultura.

Em parceria com os Amigos da Biblioteca, artistas, escritores e editoras, o equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) fez a entrega de 100 kits de livros acompanhados de cestas básicas de alimentos. A ação teve o objetivo de ajudar a classe artística, em especial a da capital, impedida de exercer suas atividades devido ao fechamento de espaços culturais e a suspensão de eventos.

Para a coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso, Waldineia Almeida, a ação conjunta ressalta o papel social das bibliotecas que sempre foram ponto de apoio em outras catástrofes da história da humanidade.

“Mesmo sem poder atender o público, a biblioteca continua tendo um papel responsabilidade social. Com a literatura, alimentamos a alma, mas nesse momento tão difícil para os trabalhadores da cultura, a ação incluiu os alimentos para o sustento do corpo. Para isso, foi muito importante a união e o apoio de quem tem um pouco mais para ajudar os artistas que estão em condição mais vulnerável”.

Ainda de acordo com Waldineia Almeida, a entrega dos 100 kits de livros e alimentos teve o apoio fundamental da professora e escritora Marília Beatriz de Figueiredo Leite, que também é ocupante de uma cadeira na Academia Mato-Grossense de Letras (AML). “Ela quem fez os contatos com o pessoal que poderia ajudar, foi uma anja para o projeto”, agradece a coordenadora.

A entrega – que foi feita na quarta-feira (25.06) com a participação de servidores, estagiários e voluntários – seguiu  as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) para a higienização e tratamento dos livros

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Confira como está funcionando o atendimento ao público nos órgãos estaduais

Publicado


.

O Governo do Estado suspendeu temporariamente, por um período de quinze dias, o atendimento ao público em vários órgãos e entidades do Estado devido à quarentena obrigatória imposta pelo decreto nº 532, que reforça a classificação de risco dos municípios mato-grossenses. A medida restritiva visa prevenir a disseminação da Covid-19.

Durante este período, a maioria dos serviços são prestados de forma online, através de canais digitais. Além disso, estão funcionando presencialmente somente os serviços essenciais e com horário reduzido, das 07h30 às 13h30, em escala de revezamento dos servidores, adotada desde o início da pandemia. O restante dos servidores atuam em teletrabalho.

Saiba como estão funcionando os atendimentos ao público.

Ganha Tempo

As unidades do Ganha Tempo de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Cáceres estão fechadas. Cuiabá e Várzea Grande fecharam nesta quinta-feira (25.06). Já Rondonópolis fechou nesta sexta-feira (26.06), e Cáceres no último dia 22. Nesses dois últimos municípios, a princípio, o fechamento é por sete dias.

Os serviços prestados por órgãos estaduais nessas unidades podem ser acessados pelos canais de atendimento de cada entidade.

Detran

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) já suspendeu o atendimento presencial em 17 municípios e a partir da próxima segunda-feira (29) suspenderá em mais 36, chegando a 53 localidades no total. No caso de Cuiabá, além da sede, também estão fechados os Núcleos de Atendimento do Shopping Estação, Goiabeiras Shopping e Galeria Itália, e a unidade localizada no Várzea Grande Shopping.

Além da capital e Várzea Grande, estão fechadas as unidades de Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangara da Serra, Alta Floresta, Cáceres, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Porto Esperidião, Nossa Senhora do Livramento, Campo Verde, Confresa, Lucas do Rio Verde e Querência.

A orientação do Detran-MT neste momento de prevenção ao novo coronavírus é de que o cidadão verifique sempre se o serviço que ele deseja está disponível de forma digital, no site da autarquia e também pelo aplicativo MT Cidadão.

Sefaz

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) suspendeu o atendimento ao público – presencial e telefônico. A suspensão alcança o atendimento realizado na Agências Fazendárias, Unidades de Serviços Conveniados e na sede. Apenas os postos de fiscalização continuam com atendimento presencial, já que a parda é obrigatória.

Durante esse período, os contabilistas e contribuintes (pessoa física ou jurídica) que precisarem de serviços devem utilizar os canais eletrônicos disponíveis: “Sefaz para Você” ou e-mail das Agências Fazendárias.  O “Sefaz para Você” pode ser acessado pelo site de secretaria, no banner localizado na página inicial do portal. A Sefaz ressalta que mais de 90% dos serviços e informações fazendários estão disponíveis à população de forma online.

Sine

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) disponibilizou canais virtuais de atendimento aos trabalhadores que buscam os serviços ofertados pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine). O objetivo é auxiliar os profissionais que estão em busca de informações sobre o benefício do seguro-desemprego ou que procuram por uma vaga de emprego durante o período em que não houver atendimento presencial. Mais informações aqui.

Procon

O Procon Estadual também só está realizando atendimentos de maneira online. O consumidor pode obter orientações pelo whatsapp (65-99228-3098). Orientações, denúncias e registros de problemas de consumo podem ser feitos aqui. 

PGE e CGE

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) e a Controladoria Geral do Estado (CGE) suspenderam os atendimentos externos. Ambas disponibilizaram canais de atendimentos por telefone, site e e-mail. O atendimento é destinado tanto para a pessoa física, como pessoa jurídica.

Entre as atribuições da PGE disponíveis de forma online estão a negociação de dívida ativa, consultas de dívidas em protesto, licenciamento de veículos e precatórios. Clique aqui  e saiba quais os canais de atendimento. Para ter acesso aos canais de atendimento da CGE clique aqui.

Saúde e Segurança

Os serviços de saúde e segurança são considerados essenciais e não pararam o atendimento ao público, mas a orientação do Governo é que a população só procure esses órgãos pessoalmente após esgotar todas as possibilidades de atendimento online.

As centrais de flagrantes de Cuiabá e Várzea Grande permanecem funcionando normalmente, mas os Boletins de Ocorrências, com exceção dos casos de flagrantes e crimes graves, podem ser realizados pela Delegacia Virtual.

Vale destacar também que pela Delegacia Virtual é possível fazer pré-registro de ocorrências envolvendo violência doméstica como injúria, ameaça, calúnia, difamação, constrangimento ilegal e violação de domicílio.

 

 

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana