conecte-se conosco


Carros e Motos

Fabricante de motos elétricas anuncia chegada na América Latina

Publicado


source
Damon Hypersport é customizável e pode atingir 320 km/h sem limitador de velocidade
Divulgação

Damon Hypersport é customizável e pode atingir 320 km/h sem limitador de velocidade

A fabricante canadense Damon Motorcycles quer ser conhecida mundialmente como a ‘Tesla das motocicletas’. Fundada em 2016 pelos empresários Jay Giraud e Dominique Kwong, os primeiros anos foram de ótimos resultados na América do Norte, caindo no gosto dos jovens. O novo plano de expansão inclui a venda de modelos na América Latina .

A Damon Motorcycles iniciou uma parceria de longo-prazo com a empresa colombiana Auteco para desenvolver novos produtos com foco na América Latina. O principal modelo da Damon Motorcycles, a Hypersport , está nos planos, com capacidade para atingir 320 km/h.

A motocicleta desenvolve 200 cv de potência e pode percorrer até 321 km com 100% de carga na bateria, além de contar com sistemas exclusivos de apoio ao piloto. Seguindo o exemplo de automóveis premium, a Hypersport tem radares que proporcionam monitoramento 360°. O sistema pode prever situações que coloquem o piloto em perigo, antecipando suas reações.

A Auteco também vende motocicletas da KTM , TVS e Husqvarna na Colômbia. São mais de 590 pontos de venda e 525 postos de serviço apenas no país. A Damon Motorcycles importa seus modelos para todos os países do mundo, de acordo com a legislação local, mas tem foco nos Estados Unidos, Canadá e Europa.

Seguindo as novas tendências do mercado, a Damon Motorcycles também disponibiliza suas motocicletas em planos de assinatura, que podem variar em 24, 36 ou 48 meses.

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Easter Eggs: as lanternas mais ligadas à marca que você já viu

Publicado


source


Ford GT: repare que os faróis do superesportivo remetem ao número 100, em alusão ao centenário da fabricante
Divulgação

Ford GT: repare que os faróis do superesportivo remetem ao número 100, em alusão ao centenário da fabricante

Não é novidade para a maior parte das montadoras de veículos querer ligar o design à identidade da marca. Assim, mesmo para os menos vidrados em carro, a identificação da marca é notória.

No entanto, há algumas empresas que vão além e colocam alguma logomarca, nome ou mesmo uma associação da fabricante com o seu país de origem, uma tradição que é muito comum com a Inglaterra e a Jaguar, Land Rover, Mini, entre outros modelos.

Outra forma de criar essa identidade visual nos veículos são os nomes deles. O Renegade da Jeep por exemplo, nada mais é do que um Fiat 600L (considerando que a marca pertence ao grupo Stellantis que controla as duas montadoras) foi além e resgatou o nome “Renegade” de seus antigos Jeeps raízes, por assim dizer.

Conheça algumas dessas formas de homenagear a fabricante ou país nas lanternas mais curiosas.

1 – Jeep Renegade

O Renegade ganhou novas lanternas em LED, mas manteve o design de X, associado aos galões usados do Jeep militar
Divulgação

O Renegade ganhou novas lanternas em LED, mas manteve o design de X, associado aos galões usados do Jeep militar

Os designers da Jeep ao conceberem o Renegade se inspiraram no Wrangler , mas não foi suficiente. Associá-lo à robustez veio então dos antigos Willys e uma das lembranças está no “X” estampado nos galões de combustíveis e vistos nas lanternas do novo carro.

2 – Peugeot 208

Lanterna do Peugeot 208 lembra as garras de um leão, símbolo da marca francesa
Divulgação

Lanterna do Peugeot 208 lembra as garras de um leão, símbolo da marca francesa

Feito no Brasil desde 2013, o Peugeot 208 buscou inspiração na origem da marca associada ao leão, e uma dessas evidências está no design das lanternas que remetem às patas do felino, uma ideia que se manteve em outros modelos como 2008 e 408 . Em 2021, o novo 208 perdia o formato da lanterna alusiva à marca.

3 – Mini Cooper

Repare na lanterna deste Mini e veja nitidamente se não remete à bandeira da Inglaterra, país de origem da fabricante
Divulgação

Repare na lanterna deste Mini e veja nitidamente se não remete à bandeira da Inglaterra, país de origem da fabricante

Os Mini são feitos na Inglaterra desde 1959 e sempre foram o orgulho da nação; no último conceito da Mini , Superleggera Vision Concept , a marca resolveu homenagear o país através do formato da lanterna em LED que remete a bandeira britânica e que passou a equipar os modelos de série da marca inglesa.

Você viu?

4 – Jaguar F-Type

Lanterna do Jaguar F-Type lembra os olhos penetrantes do felino da Jaguar
Divulgação

Lanterna do Jaguar F-Type lembra os olhos penetrantes do felino da Jaguar

Os carros da Jaguar de aparência arrojada remetem constantemente a um aspecto ágil e agressivo, tal como o felino que integra o logo da marca; e para fazer jus, no F-Type , a “visão” da marca foi parar no formato das lanternas que remetem aos olhos de um felino.

5 – Bentley Bentayga

Lanterna do Bentley Bentayga tem a lente em formato do Flying B, símbolo da marca britânica
Divulgação

Lanterna do Bentley Bentayga tem a lente em formato do Flying B, símbolo da marca britânica

Ao criar o primeiro SUV da Bentley , os engenheiros inseriram todas as evidências de um autêntico representante da casa. Assim o fez e nem as lanternas foram esquecidas. Repare o Flying B na lanterna que ganha destaque quando o acende o conjunto ótico.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Lada Niva renasce com o sobrenome Bronto na Rússia

Publicado


source

Lada Niva Bronto mantém a silhueta tradicional originada de 1977. No Brasil, modelo foi vendido nos anos 90
Dviulgação

Lada Niva Bronto mantém a silhueta tradicional originada de 1977. No Brasil, modelo foi vendido nos anos 90

Desde 1977 no mercado, o Lada Niva se mantém desde então com a mesma construção básica atualizando muito pouco e para 2021 não seria diferente. A atualização mais marcante e até provocativa, digamos, veio do nome Bronto , e não Bronco como o consagrado jipe da Ford dos anos 60 e que ganhou uma releitura em 2021.

Mas vamos às novidades. O Lada Niva Bronto 2021 já está à venda na Rússia e não será lançado nos mercados globais. Baseia-se no topo de gama Niva Legend de três portas e pode ser encomendado nos níveis de acabamentos Luxe e Prestige.

Luxe, por exemplo, conta com rodas de 15 polegadas calçadas em pneus para terrenos de lama, extensões de arco de roda, para-choques de aço e trilhos de teto. Já o  Prestige traz de diferente para-choques maiores em plástico, grade do radiador exclusiva, proteção para as soleiras laterais e para as cavas das rodas e faróis de nevoeiro dianteiros.

Ambos os modelos podem ser adquiridos com um acabamento em pintura de camuflagem e luzes de trilha montadas no teto por um custo adicional. Vale lembrar que o Lada Niva chegou a ser vendido no Brasil no início do anos 90 e conquistou uma legião de fãs com toda robustez e valentia do sistema de tração 4×4 com reduzida.

Você viu?

Interior do Lada Niva Bronto inclui painel mais moderno que o original, mas sem perder a  o estilo rústico
Divulgação

Interior do Lada Niva Bronto inclui painel mais moderno que o original, mas sem perder a o estilo rústico

Apesar de não ter divulgado nenhuma foto do interior até o momento, a montadora russa afirma que o novo Niva Bronto 2021 virá com novos sistema de controle de temperatura, bancos dianteiros mais confortáveis, amortecimento sonoro extra e console central modificado, além de o que eles chamam de “várias outras melhorias estilísticas e técnicas”.

Os bancos dianteiros e espelhos laterais aquecidos e o ar condicionado já eram itens de série na versão Legend.  O sistema de tração nas quatro rodas, completo com diferenciais de travamento dianteiro e traseiro (além do travamento central instalado como padrão em toda a linha), bem como suspensão reforçada e eixo traseiro, estão incluídos.

Traseira  também  se manteve próximo da versão original do final dos anos 70. Para choque envolvente é uma das mudanças
Divulgação

Traseira também se manteve próximo da versão original do final dos anos 70. Para choque envolvente é uma das mudanças

A potência, por outro lado, é fornecida pelo mesmo motor a gasolina de 1,7 litro de aspiração natural, que desenvolve 82 cv e 13,15 kgfm de torque. A troca de marchas é feita manualmente por meio do câmbio manual, de cinco marchas. No Niva Legend , a aceleração de 0 a 100 km/h em 17 segundos e a velocidade máxima é de 142 km/h .

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana