conecte-se conosco


Economia

Expectativa de vida em 76,8 anos afeta aposentadoria do INSS; entenda

Publicado


source
Expectativa de vida em 76,8 anos afeta aposentadoria do INSS para trabalhadores antigos
Wikimedia Commons

Expectativa de vida em 76,8 anos afeta aposentadoria do INSS para trabalhadores antigos

A expectativa de vida do brasileiro ficou em 76,8 anos, em 2020, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Tábua de Mortalidade foi divulgada pelo órgão nesta quinta-feira (25), no Diário Oficial da União.

Apesar do grande número de mortes por Covid-19 no país — ao fim de 2020, a quantidade de óbitos chegou a 230.452, segundo dados revistos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e divulgados em agosto deste ano —, a expectativa de vida oficial do país no ano passado cresceu 2 meses e 26 dias em relação ao ano anterior. O IBGE ainda considerou para essa projeção os dados do Censo 2010.

De acordo com o órgão, para efeito de comparação, uma pessoa nascida no Brasil em 2019 tinha expectativa de viver 76,6 anos. Em 2018, a projeção de mortalidade era de 76,3 anos. E o aumento da expectativa de vida altera aposentadorias concedidas pelo INSS.

Fator previdenciário do INSS

A mudança na expectativa de vida do brasileiro resulta, também, na alteração da tabela de fator previdenciário do INSS, utilizado para o cálculo de benefícios para trabalhadores antigos da iniciativa privada.

A reforma da Previdência — promulgada em 12 de novembro de 2019 — acabou com o fator previdenciário, mas garantiu que as pessoas que já estavam perto da aposentadoria por tempo de contribuição pelas regras antigas (35 anos, homem, e 30 anos, mulher) fossem beneficiadas por regras de transição na hora de calcular seu benefício inicial.

Uma dessas regras de transição ainda considera o fator previdenciário — criado em 1999 —, que varia conforme a idade e o tempo de contribuição do trabalhador. Quanto mais jovem é a pessoa, menor o fator, o que contribui para uma renda menor, uma vez que se pressupõe que o cidadão vai viver mais, e o INSS vai pagar seu benefício por mais tempo.

Leia Também

O fator ainda existe no caso de quem estava a dois anos da aposentadoria por tempo de contribuição na época da reforma. Neste caso, a pessoa teria que trabalhar mais 50% do tempo que faltava. Se faltavam dois anos, teria que trabalhar mais um, totalizando três. É a regra do pedágio de 50%.

Divisão por sexo

Para a população masculina, a esperança de vida ao nascer, em 2020, era de 73,3 anos, e, para as mulheres, de 80,3 anos.

Segundo o IBGE, as Tábuas de Mortalidade são calculadas a partir de projeções populacionais, baseadas nos dados dos censos demográficos. A metodologia é adotada pelo instituto desde 1991.

As últimas tábuas foram projetadas a partir dos dados de 2010, já que o Censo 2020 não foi realizado por conta da pandemia e deve ser retomado em 2022.

“Um novo conjunto de tábuas de mortalidade será elaborado após a publicação dos resultados do Censo 2022, quando o IBGE terá uma estimativa mais precisa da população exposta ao risco de falecer e dos óbitos observados na última década”, informou o IBGE.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Preço médio do gás de cozinha fica em R$ 95 nos últimos seis meses

Publicado


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) divulgou hoje (7) a média semestral nacional do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. O valor do botijão de 13 quilogramas (kg) ficou em R$ 95,63, entre junho e novembro deste ano.

Segundo a ANP, a medida atende ao decreto 10.881, publicado na semana passada, que obriga a agência a divulgar todo mês, até o décimo dia útil do mês, a média nacional dos últimos seis meses do GLP.

O sistema de levantamento de preços da agência mostra que, na última semana, Cuiabá foi a capital com o maior preço para o botijão de 13 quilos do GLP, R$ 120,31, enquanto Salvador ficou com o menor valor, R$ 92,59.

Em relação à gasolina comum, o litro mais em conta foi comercializado nos postos de combustíveis de Macapá: R$ 5,938. O Rio de Janeiro teve o valor mais alto para o litro da gasolina comum, R$ 7,208.

Curitiba teve o menor para o litro do óleo diesel: R$ 4,949. A pesquisa da ANP mostra que Rio Branco teve o litro mais alto do diesel: R$ 6.071.

A coleta de preços foi feita entre 28 de novembro e 4 de dezembro.

Edição: Maria Claudia

Continue lendo

Economia

Aneel aprova reajustes nas tarifas de energia do Acre e de Rondônia

Publicado


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (7) reajuste das tarifas de energia de Rondônia e do Acre. Os novos índices entram em vigor na próxima segunda-feira (13).

Em Rondônia, o reajuste é para os cerca de 675 mil consumidores atendidos pela Energisa. No caso dos consumidores de baixa tensão (residencial), o reajuste médio será de 6,95% e os de alta tensão (comercial e industrial), 6,85%. O efeito médio para o consumidor é 6,93%.

No Acre, também atendida pela Energisa, as 280 mil unidades consumidoras atendidas pela distribuidora sofrerão efeito médio de 9,9%. Para os consumidores de baixa tensão, o efeito médio é de 10,36% e de alta tensão, 7,65%.

Edição: Valéria Aguiar

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana