conecte-se conosco


Registro Geral

Ex-vereador deve substituir Botelho em disputa por vaga de deputado estadual, em 22

Publicado

Ex-vereador de Cuiabá, Ricardo Adriane (Republicanos): provável herdeiro do espólio eleitoral do deputado, Eduardo Botelho (DEM)

O ex-vereador de Cuiabá, Ricardo Adriane (Republicanos), braço direito do primeiro secretário da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), deverá ser o seu sucessor nas eleições gerais do próximo ano. Após perder a presidência da Casa, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), Botelho desanimou com a política e, muito provavelmente, vai compor o pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) como conselheiro vitalício. Neste caso, Adriane ocupará o vácuo deixado pelo chefe. Verdade seja dita, o ex-vereador conhece como ninguém a base eleitoral do parlamentar. Em tempo: o irmão de Botelho, empresário do transporte coletivo, Rômulo Botelho, é o principal incentivador do deputado para que ele ingresse o mais rápido possível no TCE.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Registro Geral

Morre de infecção pela covid-19, vereador e ex-secretário de Saúde do governo Taques

Publicado

Tendo testado positivo para a covid-19 em março, depois e se isolar ser internado e intubado, o ex-secretário estadual de Saúde João Batista Pereira da Silva na gestão do ex-governador Pedro Taques morreu nessa sexta-feira (16). Ele também foi secretário municipal em Nova Mutum, onde era presidente da Câmara de Vereadores.

Continue lendo

Registro Geral

Com Sputnik V, governador espera vacinar 40% da população de Mato Grosso

Publicado

Governador, Mauro Mendes (DEM), é um dos poucos gestores de Brasil a comprar vacinas contra Covid-19 com recursos próprios

O governador Mauro Mendes (DEM) deve entrar para a história como uns dos poucos gestores do Brasil que poderá vacinar quase metade da população mato-grossense com vacina comprada na Rússia, cerca de R$ 40 milhões, com recursos próprios, sem depender de nenhum centavo do Governo Federal. Por determinação de Mauro, a Casa Civil, após uma longa batalha internacional, comprou 1,2 milhão de doses da Sputnik V, imunizante usado em 56 países, entre eles Argentina, Bélgica e Coréia do Sul. Por conta da enorme e irracional burocracia da Anvisa (Agência Brasileira de Vigilância Sanitária), a Sputnik ainda não foi liberada para uso emergencial no Brasil. Quando obtiver o sinal verde da agência fiscalizadora, Mato Grosso vai imunizar todas as pessoas com idade de até 30 anos, em um curto prazo de três meses.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana