conecte-se conosco


Política MT

Ex-prefeito é liberado pela Justiça Eleitoral e pode voltar a disputar em Poconé

Publicado

Decisão devolveu os direitos políticos de Euclides Santos

Uma decisão da juíza eleitoral Katia Rodrigues Oliveira, no final do ano passado, pode mudar o tabuleiro político da eleição deste ano em Poconé, município distante 100 quilômetros de Cuiabá. Na decisão, a juíza escreve que “não havendo notícia de outras condenações que autorizem a permanência da suspensão dos direitos políticos do sr. José Euclides dos Santos Filho, determino a regularização de sua inscrição eleitoral”.

O ex-prefeito Euclides Santos, atualmente sem partido, comemora o que classifica como chance de disputar a Prefeitura de Poconé nas eleições deste ano. Até agora, o prefeito Tatá Amaral (DEM), mesmo com uma gestão mal avaliada e com alto índice de rejeição, corria como franco favorito em função de os demais pretendentes estarem inseridos na lei da ficha suja.

Na decisão a justiça também determinou que Euclides Santos promova o pagamento do débito no valor de R$ 13.942,21 (treze mil, novecentos e quarenta e dois reais e vinte e um centavo) no prazo de 15 dias.

Apesar da intenção do prefeito, as oposições estão unindo forças no município. Um bloco aglutina nada menos que três ex-prefeitos, Meire Adauto (PSDB), Clovis Martins (PTB) e Tico de Arlindo, que perdeu espaço no DEM para Tatá e tenta se viabilizar, possivelmente em outra legenda. Agora, com a decisão da juíza Katia Rodrigues, o ex-prefeito Euclides Santos também já iniciou conversações com o grupo oposicionista.

O ex-prefeito Euclides Santos confirma que vai disputar as eleições deste ano e que, inclusive, já foi chamado para uma conversa pelo ex-prefeito Clóvis Martins (PTB), que é um dos líderes da oposição à atual administração do prefeito Tatá Amaral.

A frente de oposição fechou um pacto para lançar o melhor nome para disputar a eleição com apoio dos demais. Além dessa movimentação, há outros pretensos candidatos à sucessão em Poconé, como a ex-vice-prefeita Cibele Gaiva (sem partido) e Jean Silva, presidente do PP municipal, assessor do deputado Paulo Araújo e esposo da vereadora Camila Silva, que também se articula com o mesmo objetivo.

Veja abaixo o fac-símile de parte da decisão da juíza eleitoral:

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Presidente da Câmara e secretário de Governo ameaçam lacrar comércio, se não acabar as aglomerações em VG – VEJA VÍDEO

Publicado

Presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin (DEM), e o secretário de Governo, Kalil Baracat (MDB), dão ultimato aos comerciantes, exigindo que se cumpra regras de distanciamento social na cidade

O secretário de Governo da prefeitura de Várzea Grande, que também é presidente do Comitê de Enfrentamento ao coronavírus na cidade, e o presidente da Câmara de Vereadores, Fábio Tardin (DEM), em um vídeo disparado nas redes sociais nesta quinta-feira (09), afirmam que se não houver colaboração da população e, principalmente dos comerciantes, o comércio pode ser fechado novamente no município.

As autoridades não conseguiram fiscalizar a determinação de abertura do comércio com o cumprimento das regras para funcionamento de toda e qualquer atividade econômica na cidade, desde que observadas as regras de distância e higienização. Por conta disso, a cidade se transformou num verdadeiro mercado persa nesta quinta-feira.

Conforme as autoridades municipais, se não houver o cumprimento das exigências estabelecidas pela Organização Municipal de Saúde (OMS), haverá restabelecimento do decreto anterior para fechar 100% o comércio da cidade.

O presidente da Câmara, vereador Fábio Tardin (DEM), abre o vídeo argumentando que “hoje queremos falar para você, comerciante em Várzea Greande, empresário. Conseguimos restabelecer o comércio em 50%, estamos aqui com o secretário e presidente do comitê para enfrentamento do coronavírus, para dizer que tem de ser respeitada a orientação da OMS para enfrentarmos essa praga que está assolando não só Várzea Grande, como o mundo inteiro”.

O secretário de Governo, Kalil Baracat, pediu a colaboração e conscientização dos empresários, da sociedade de uma maneira geral. “Conscientizem, mantém o distanciamento social, usem a máscara, lave as mãos. faça uso do álcool gel, para que a gente passe esse período de crise”.

Ao final do vídeo, o presidente da Câmara de Vereadores é taxativo: “se a população não contribuir neste momento vamos fechar o comércio, lacrar Várzea Grande”, disse o vereador.

Continue lendo

Política MT

TCE-MT e MPC retomam sessões virtuais a partir da próxima semana e prorrogam trabalho remoto

Publicado

Tribunal de Contas de Mato Grosso: alerta ao combate da pandemia causada pelo coronavírus

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e o Ministério Público de Contas (MPC) retomam a partir da próxima semana, as sessões de julgamentos dos processos virtuais e não virtuais.  As sessões plenárias serão realizadas por videoconferência. Já o trabalho remoto por prevenção aos riscos de contaminação pelo novo coronavírus (COVID-19) foi prorrogado e as atividades normais nos órgãos serão retomadas no dia 4 de maio.

As novas medidas de combate ao novo coronavírus foram publicadas em portaria nesta quinta-feira (09), no Diário Oficial de Contas. O presidente do TCE-MT, Guilherme Maluf, que é médico, informou que o TCE e o MPC já haviam determinado ações preventivas, porém, diante do avanço do novo vírus no Brasil e a manutenção da precaução exigida por setores governamentais e não governamentais internacionais de saúde, entenderam a necessidade de prorrogação das medidas.

Com isso, as duas sedes seguem fechadas e os servidores continuam trabalhando no sistema home office. As sessões plenárias serão realizadas por videoconferência e será obrigatória a participação dos conselheiros e do procurador geral de contas. A pauta da sessão deverá ser publicada com pelo menos 72 horas de antecedência e indicará a data e horário que ocorrerá, a relação de processos que será apreciada, o endereço eletrônico e as instruções para o acompanhamento dos julgamentos que serão transmitidos ao vivo pela rede mundial de computadores.

Aos advogados, será garantido o acesso ao ambiente de transmissão da sessão para, remotamente, fazerem o uso da palavra para a sustentação oral e para esclarecerem eventuais questões de fato. As inscrições para sustentação oral podem ser feitas no site do tribunal em www.tce.mt.gov.br ou por meio do endereço eletrônico [email protected]

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana