conecte-se conosco


Nacional

Ex-assessora de Flávio Bolsonaro investigada é nomeada por Crivella

Publicado


source
Flávio Bolsonaro
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Ex-assessora de Flávio Bolsonaro foi nomeada para o cargo em maio de 2018, antes das eleições.

A ex-assessora do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Lídia Cristina dos Santos Cunha, que é investigada no inquérito das “rachadinhas” foi nomeada pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) para um cargo na Secretaria de Legado Olímpico.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) investiga o envolvimento de Lídia no esquema de lavagem de dinheiro envolvendo funcionários do gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj)

Depois que Flávio foi eleito para o senado, em 2018, o jornal O Dia noticiou que a assessora havia sido nomeada em maio e tinha um salário de mais de R$ 5 mil por mês. Entretanto, segundo o veículo, ela nunca foi trabalhar.

Segundo o jornal, ela e recebia da Alerj, mas trabalhava para o partido. Em março de 2019, ela perdeu seu cargo de secretária-geral no diretório do partido e foi substituída pela deputada estadual Alana Passos.         

A nomeação acontece um mês depois de Crivella ter tirado a subsecretaria de Legado Olímpico da Casa Civil e ter criado uma secretaria para isso, que é comandada por Alan Passos. Lídia foi nomeada para o cargo mais baixo disponível na secretaria. Entretanto, seu salário ainda não é conhecido e, por ser acrescido de bônus, só deve ser colocado no site da transparência da prefeitura carioca no próximo mês.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

CNJ amplia investigação contra juiz que atuou em ação da ‘rachadinha’

Publicado


source
cnj
Divulgação

Itabaiana já era alvo de uma apuração preliminar no Conselho Nacional de Justiça


O ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, determinou, nesta segunda-feira (10), que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) proceda com a abertura de uma reclamação disciplinar contra o juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau, titular da 27ª Vara Criminal da Comarca do Rio de Janeiro, que atuou no caso da ‘rachadinha’ envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).


O pedido foi instaurado para apurar a condut a disciplinar do magistrado, decorrente de matérias veiculadas na internet que afirmavam sua “frustração” de ter sido retirado do caso envolvendo o senador Flávio Bolsonaro.

Segundo as notícias, o juiz, supostamente, “relatou a pessoas próximas a frustração com a decisão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) que tirou a investigação sobre o possível esquema de rachadinha no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj da vara da qual é titular”.

Após a análise de todas as informações prestadas pelo magistrado, o ministro considerou que é possível que existam elementos indiciários apontando para a prática de infração disciplinar por parte do juiz, em desobediência a alguns artigos do Código de Ética da Magistratura Nacional e da Loman.

Segundo Martins, os acontecimentos não foram apurados e analisados pela corregedoria local, sendo que há proibição de “manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento, seu ou de outrem, ou juízo depreciativo sobre despachos, votos ou sentenças, de órgãos judiciais, ressalvada a crítica nos autos e em obras técnicas ou no exercício do magistério”.

Além disso, Humberto Martins ainda aponta que existe análise superficial em outra suspeita que recai sobre Itabaiana, ligada à contratação de parentes seus pelo governo do Rio de Janeiro.

Dessa forma, o ministro determinou a expedição da intimação ao juiz Flavio Itabaiana, que tem direito a apresentar dentro de um prazo de 15 dias. 

Continue lendo

Nacional

Guardas municipais agridem morador de rua em São José dos Campos; veja

Publicado


source
Morador de rua
Reprodução

Morador de rua é agredido por policiais

Um morador de rua foi agredido por agentes da Guarda Civil em São José dos Campos, no interior de São Paulo, nesta segunda-feira (10). A ação foi filmada por pessoas que estavam no local e viralizaram nas redes sociais por mostrar o idoso sendo abordado de maneira violenta por três agentes de segurança.

Segundo testemunhas, Jadir tentou entrar no mercado municipal de São José dos Campos com sua cadela no coloco, o que seria proibido. Ao ser impedido por um dos guardas civis, a confusão teria começado e outros dois guardas teriam ajudado a realizar a abordagem.

No vídeo é possível ver que os três guardas imobilizam o senhor, que está segurando seu cachorro, enquanto pessoas gritam para fazer com que os agentes o soltassem.

Testemunhas contaram, inclusive, que os agentes dispararam spray de pimenta contra aqueles que tentavam se aproximar.

O prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), publicou nas redes sociais um pequeno texto em apoio ao morador de rua. “Na minha opinião essa abordagem excedeu muito o que deveria ser feito. Em nome da cidade quero pedir desculpas ao senhor Jadir”, afirmou.

O caso foi parar na delegacia da cidade, e os policiais vão ter suas condutas investigadas.

Veja o vídeo na sequência:

View this post on Instagram

#Repost @esdrasandradeoficial Acredito que todos vocês que moram aqui em São José dos Campos-SP conheçam o senhor Jadir e sua cachorrinha Isabella, inclusive a poucos meses fora feita uma campanha para tirá-los da rua e deu certo, porém hoje por volta das 10hs da manhã ele passou por tal situação no centro da cidade, as pessoas que filmaram, que trabalham próximo ao local me disseram que ele não fez absolutamente nada para passar por tamanho constrangimento, até então o motivo foi ele estar pedindo dinheiro, aparentemente o levaram sem a Isabella (sua cachorrinha) e ainda não sei onde e com quem ela está, pois nota-se no vídeo que ao tentarem tirá-la dele a força ela acaba caindo no chão e sai correndo com medo! O real motivo só saberemos com mais informações trazidas por ambas partes e mais filmagens, seja de câmeras das lojas do calçadão ou do COI. Tenho uma admiração por toda e qualquer instituição pública que sirva para defender os cidadãos de bem, mas não posso admitir nem aceitar tamanha troglodilagem com um idoso e uma cachorrinha idosa, nota-se também que o calçadão inteiro estava ao lado do senhor Jadir, que as pessoas pediam para filmarem aquilo, pediam para os agentes o soltarem, mas sem sucesso! Queremos uma explicação plausível para tal ato senhor Felicio Ramuth SENHOR JADIR E ISABELLA, VOCES NÃO ESTÃO SOZINHOS. ELE ESTÁ SOZINHO NA DELEGACIA, SEM ADVOGADO, E NINGUÉM SABE ONDE ESTÁ A CACHORRINHA!! MAS ESTAMOS INDO PRA LÁ!!!!!!

A post shared by Mídia NINJA (@midianinja) on Aug 10, 2020 at 12:45pm PDT


Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana