conecte-se conosco


Internacional

EUA: Suprema Corte revisará lei do Texas que proíbe aborto

Publicado


A Suprema Corte dos Estados Unidos concordou, nesta sexta-feira (21), em ouvir no dia 1º de novembro uma contestação a uma lei do Texas que impõe uma proibição quase total ao aborto, em um caso que pode reduzir drasticamente o acesso ao aborto nos EUA se os juízes endossarem a medida.

Os juízes aceitaram as solicitações do governo do presidente Joe Biden e de clínicas de aborto para analisar imediatamente suas contestações à lei. O tribunal recusou-se a atender ao pedido do Departamento de Justiça de bloquear imediatamente a execução da legislação do Texas.

O tribunal irá avaliar se o desenho incomum da lei é legalmente permissível e se o governo federal tem permissão para processar o Estado que tentar bloqueá-lo.

A medida do Texas proíbe o aborto após cerca de seis semanas de gravidez – um ponto em que muitas mulheres ainda não percebem que estão grávidas. A lei abre uma exceção para uma emergência médica documentada, mas não para casos de estupro ou incesto.

A juíza liberal Sonia Sotomayor discordou do adiamento da decisão do tribunal sobre o veto à aplicação da lei enquanto o litígio continua. Sotomayor disse que a nova lei suspendeu quase todos os abortos no Texas, o segundo Estado mais populoso dos EUA, com cerca de 29 milhões de pessoas.

“A estratégia do Estado funcionou. O impacto é catastrófico”, escreveu Sotomayor.

A disputa no Texas é o segundo grande caso sobre aborto que o tribunal, que tem uma maioria conservadora de 6 a 3, agendou para os próximos meses. Além dela, será julgada em 1º de dezembro a legalidade de uma lei de aborto restritiva do Mississippi.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Sobe para 34 número de mortos após erupção de vulcão na Indonésia

Publicado


Pelo menos 34 pessoas morreram e 17 continuam desaparecidas após a erupção do Semeru, o maior vulcão da ilha de Java, mostrou hoje (7) novo balanço das autoridades indonésias.

O número de mortos subiu de 22 para 34, informou o porta-voz da Agência Nacional de Desastres da Indonésia, Abdul Muhari.

De acordo com balanço anterior do organismo, pelo menos 51 pessoas ficaram feridas com queimaduras, incluindo 35 em estado grave.

Cerca de 5,2 mil pessoas foram afetadas pela erupção do Semeru, tendo mais de 1,7 mil sido retiradas para os 19 centros de acolhimento criados, enquanto cerca de 3 mil casas e 38 escolas, em um raio de cinco quilômetros da cratera, ficaram danificadas, além de uma ponte que liga duas das principais cidades da região.

A erupção do vulcão Semeru, no distrito de Lumajang, na província de Java Oriental, ocorreu no sábado (4) e causou enorme coluna de cinzas que atingiu 12 mil metros.

O vulcão está em atividade intermitente, com várias erupções todos os dias desde o fim de semana.

As fortes chuvas e a atividade do vulcão estão dificultando o trabalho das equipes de resgate, que procuram sobreviventes nas 11 comunidades da região.

A Indonésia situa-se no chamado “Anel de Fogo” do Pacífico, onde o encontro de placas continentais causa elevada atividade sísmica. O arquipélago do Sudeste Asiático tem quase 130 vulcões ativos.

No fim de 2018, a erupção de um vulcão entre as ilhas de Java e Samatra provocou um deslizamento de terra subaquática e um tsunami, matando cerca de 400 pessoas.

Continue lendo

Internacional

Austrália: carga de nhoque de R$ 120 mil é roubada

Publicado


source
Mais de R$ 120 mil foram roubados em nhoque na Austrália
Reprodução: commons

Mais de R$ 120 mil foram roubados em nhoque na Austrália

Um caminhão de nhoque no valor de $ 30 mil, o equivalente a R$ 120 mil, foi roubado na noite do último domingo (05) na Austrália. Os donos do restaurante Gnocchi Gnocchi Brothers estão oferecendo uma recompensa para quem encontrar o caminhão que contém nhoque. 

Os proprietários, Ben Cleary-Corradini, de 40 anos, e Theo Roduner, de 37 estão oferecendo bebidas e comidas ilimitadas para quem tiver informação sobre o paradeiro dos nhoques. 

Segundo os donos, a carga desapareceu enquanto o motorista de entrega carregava uma caixa para a sala fria do restaurante. Quando voltou à doca de carga, o caminhão refrigerado Toyota Hilux estava vazio.

“É uma pena essa situação. Eu fico preocupado com o nhoque, sei que isso parece ridículo, mas tivemos muito trabalho para fazê-lo. Espero que a gente consiga recuperar o caminhão, mas rezo para que tratem o nhoque com carinho e não joguem tudo fora”, afirmou Ben Cleary-Corradini, em entrevista ao Daily Mail australiano.

Leia Também

Ben ainda lamentou que o roubo aconteceu durante a pandemia da Covid-19 e se estressou por ter gastar tudo de novo para repor os nhoques. Não se trata apenas da perda do veículo e do nhoque, mas dos custos de reposição, do tempo e dos extras com seguro”, explicou Ben Cleary-Corradini.

Ao Daily Mail Australia, a polícia declarou que já está investigando o caso e estão ‘procurando qualquer pessoa com informações relevantes ou com filmagens da câmera do painel por volta da meia-noite de domingo (5 de dezembro) para entrar em contato com a polícia’.


Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana