conecte-se conosco


Nacional

Estudo aponta que pessoas de QI baixo tendem a ser intolerantes e de direita

Publicado

source
manifestação pró-Moro arrow-options
Reprodução/Twitter @demiranda37

Pessoas com QUI mais baixo tendem a ser de direita, revela estudo


Um estudo publicado na última edição da revista alemã Emotion  mostrou, por meio de pesquisa, que as pessoas que tiveram uma nota mais baixa em testes de inteligência costumam ser apoiadores de causas da direita e a favor de temas de intolerância, como racismo, xenofobia e homofobia.

Leia também: Kim Kataguiri diz que “a direita está abandonando Bolsonaro”

O estudo é o primeiro do mundo a identificar tendências emocionais em pessoas com déficit de inteligência. No total, 983 estudantes belgas participaram dos testes emocionais, reconhecimento de emoções e situacional. Os que tiveram apontamentos de QI mais baixo, mostraram ter tendências de autoritarismo e apoio a causas políticas da direita .

“Resultados foram unívocos. Pessoas que apoiam líderes fortes e que não se importam com desigualdades mostram níveis de desequilíbrio emocional “, explica o psiquiatra autor do estudo, Alain Van Hiel.

O mesmo pesquisador lembra, porém, que o estudo precisa ser identificado com cuidado e não tem intenção de criar uma briga de ideologias.

Leia Também:  Justiça recebe ofício do STF cobrando cópias do inquérito sobre hackers

“Ideologia não pode ser discutida por meio de análises emocionais apenas. Esse estudo mostra uma tendência de autoritarismo, típica da direita , entre os personagens com notas baixas, mas é uma pequena mostra”.


Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Portal do MEC tira dúvidas sobre carteira de estudante digital

Publicado

source

Agência Brasil

modelo de carteira de estudante digital arrow-options
Divulgação/MEC

Nova carteirinha estudantil será inteiramente digital e gratuita

O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta segunda-feira (16) o portal da ID Estudantil , que traz informações para estudantes de todo o país sobre a nova carteira de estudante digital gratuita. Os estudantes poderão adquirir o documento nas lojas Google Play e Apple Store a partir de dezembro.

O documento permitirá o pagamento de meia-entrada em shows, teatros e outros eventos culturais, sem que isso gere um custo extra. O site traz também uma contagem regressiva para a emissão da nova carteirinha estudantil . Contados a partir desta segunda-feira, faltam 83 dias para o começo das emissões.

Leia também: Proposta de Bolsonaro para militarizar ensino cria sensação de autoritarismo

A carteirinha digital poderá ser emitida pelo MEC; pela Associação Nacional de Pós-Graduandos; pela União Nacional dos Estudantes (UNE); pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); por entidades estudantis estaduais, municipais e distritais; diretórios centrais dos estudantes; centros e diretórios acadêmicos e outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes.

O estudante que solicitar a carteira digital terá que consentir com o compartilhamento dos dados cadastrais e pessoais com o Ministério da Educação (MEC) para subsidiar o Sistema Educacional Brasileiro — o novo banco de dados nacional dos alunos, a ser criado e mantido pela pasta.

Leia Também:  Cúmplice de hacker se recusou a fornecer senha do celular e de contas de Bitcoin

O MEC poderá usar essas informações apenas para formulação, implementação, execução, avaliação e monitoramento de políticas públicas. O sigilo dos dados pessoais deve ser garantido sempre que possível.

Leia também: Novo modelo de RG pode substituir a carteira de habilitação?

A emissão da carteira de estudante digital está prevista em medida provisória (MP) que dispõe sobre o pagamento de meia-entrada publicada no último dia 9, no Diário Oficial da União .

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

A Amazônia queima em chamas e governo prioriza investimentos em publicidade

Publicado

source
Bolsonaro prioriza investimentos em publicidade, em meio a crise na Amazônia arrow-options
Alan Santos/PR – 7.9.19

Bolsonaro prioriza investimentos em publicidade, em meio a crise na Amazônia

O Ministério de Meio Ambiente   segue com R$ 195 milhões bloqueados, em meio a cenário caótico,  onde as queimadas estão batendo recorde no bioma da Amazônia .  Informações do repórter Guilherme Amado, da revista Época, mostram que  governo de Jair Bolsonaro (PSL) remanejou R$ 171,3 milhões do orçamento federal na semana passada e investiu 75% desse valor, ou seja, R$ 126,3 milhões, só para a área de publicidade. A verba remanejada para a comunicação cobriria 65% do valor bloqueado para o Ministério do Meio Ambiente .

Leia também: Operação de combate a incêndios na Amazônia pode ser prorrogada

Além do investimento em publicidade, o Ministério da Infraestrutura, especificamente a estatal Valec, foi beneficiada com R$ 45 milhões. A Amazônia é uma das áreas afetadas, entretanto a “promoção e fomento à cultura brasileira”, “aquisição e distribuição de alimentos na agricultura familiar ” e “apoio a tecnologias sociais de acesso à água para consumo humano e produção de alimentos na zona rural” também são exemplos de áreas afetadas pela falta de investimento federal.

Leia Também:  Corpo de menina de 9 anos é encontrado com marcas de violência

Leia também: Aumento de 91%! Desmatamento na Amazônia quase dobra em relação a 2018

Além disso, o Ministério da Educação, principalmente no que diz respeito às bolsas de pós-graduação, mestrado e doutorado, vem sofrendo com diversos cortes . É o caso da  Capes  (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), onde  R$ 2,2 bilhões foram reservados  frente os R$ 4,3 bilhões previstos neste ano.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana