conecte-se conosco


Mato Grosso

Estudantes de Querência conhecem Cuiabá e o funcionamento dos poderes

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) recebeu na quarta-feira (18.09) a visita de 35 alunos do Ensino Médio da Escola Estadual 19 de Dezembro, localizada no município de Querência (945 quilômetros a Nordeste da Capital). A vinda dos alunos faz parte do Projeto Visita Cidadã, um trabalho multidisciplinar que envolve todas as áreas do conhecimento.

Na Seduc, os alunos foram recepcionados pela secretária adjunta de Gestão Educacional, Rosa Maria Araújo Luzardo, que respondeu vários questionamentos dos estudantes sobre o funcionamento da estrutura escolar.

Um dos alunos quis saber se a Seduc tem algum projeto de aproximação com as escolas e alunos. “Sua pergunta vem ao encontro de uma ação estratégica da escola que é o Projeto Seduc Vai à Escola. O projeto é conhecer a escola, os estudantes e seus profissionais da educação, e que verifica os tipos de dificuldades que ela tem, para melhorar a gestão e a aprendizagem do aluno”, explicou Rosa Luzardo.

A professora de História, Tatiane Schneider Neukamps, que acompanhou os alunos, avaliou como positiva as visitas nos órgãos públicos, pois o conhecimento adquirido foi muito grande.

“Nossos alunos não conheciam a Capital do Estado. É um imenso ganho de conhecimento. É a teoria ligada à prática. Eles fizeram um trabalho sobre os 300 anos de Cuiabá e estão fazendo essa vivência”, frisou. A professora lembrou ainda que os estudantes têm muita curiosidade histórica, pois querem saber a história de Mato Grosso.

A coordenadora pedagógica, Helen Cristina Ladeia, que também participa do projeto, explica que a viagem até a Capital é uma oportunidade ímpar que os alunos tiveram. “Nossos alunos ficaram deslumbrados com a Capital. É um momento que vai fazer a diferença na maneira deles encararem a escola”, ressalta.

A aluna Rainara Olegária disse ter adquirido bastante conhecimento e aprendizado sobre aos órgãos públicos que visitou. “A palestra que tivemos na Assembleia Legislativa, de como funciona aquele poder, foi excelente, muito bem detalhada”, assinalou.

O colega dela, Fábio Henrique, também não conhecia Cuiabá e achou a cidade interessante e aprendeu principalmente sobre o funcionamento dos três poderes. “Também visitamos pontos turísticos como o Parque das Águas e conhecemos os shoppings centers”.

O estudante Biulen Souza Santos disse que conhecer a Capital e como funciona os poderes é uma experiência única, pois sempre ouviu falar de Cuiabá pelos meios de comunicação e nunca tinha posto os pés na Capital de Mato Grosso.

“É um prazer enorme conhecer a nossa Capital, apesar de ser uma viagem difícil e cansativa. Podemos passar informações daqui para nossos colegas”, comemorou.

Pontos Turísticos

Na quarta-feira, os alunos também visitaram o Palácio Paiaguás e na terça-feira (17.09) estiveram no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Os estudantes fizeram uma panorâmica – viagem pelos pontos principais de uma cidade – e conheceram o Balneário da Salgadeira, em Chapada dos Guimarães, e visitaram os shoppings centers. Nesta quinta-feira (19.09), os alunos ainda visitarão vários pontos turísticos da Capital.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Parceria entre Estado e produtores levará primeira etapa de pavimentação a Gaúcha do Norte

Publicado


.

Esperada há mais de 30 anos, a pavimentação da rodovia MT-129, que liga o munícipio de Gaúcha do Norte às demais cidades de Mato Grosso, será realizada graças à parceria público-privada conhecida como PPP Social, firmada entre o Governo do Estado e a Associação de Manutenção e Extensão da MT-129 (AMEX).

A assinatura do termo de colaboração foi realizada pelo governador Mauro Mendes, o vice-governador Otaviano Pivetta, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, o presidente da AMEX, Ari do Prado, e acompanhada pelo prefeito de Gaúcha do Norte, Voney Goiano.

Com a colaboração, o Governo do Estado e associação se unem para pavimentar 39,04 quilômetros da MT-129, no trecho da MT-020 (Rio Alegre) até chegar ao município de Gaúcha do Norte.  Os investimentos serão da ordem de R$ 32 milhões e essa será a primeira etapa das obras de pavimentação.

Do montante investido, R$ 27 milhões serão repassados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e os outros R$ 4,9 milhões serão a contrapartida da associação, para que possam executar a obra na rodovia, que é uma importante ligação do município com Paranatinga.

De acordo com o presidente da AMEX, Ari do Prado, o interesse da associação por assumir o compromisso de auxiliar o Estado na pavimentação ocorreu em razão da grande dificuldade que os produtores encontram para escoar a produção da região, que tem apenas as rodovias não-pavimentadas MT-129 e a MT-427 e a BR-242 como acessos.

Presidente da AMEX, Ari do Prado, celebrado termo de colaboração

Hoje o município possui mais de 220 mil hectares de Soja, um rebanho Bovino de 170 mil cabeças de gado e um cultivo de um milhão de pés de Seringueira e os produtores demoram cerca de quatro a cinco horas para realizar o trajeto da MT-129, por falta de asfalto.

“Nós unimos os produtores e vamos fazer a colaboração de uma saca de soja por hectare, para que possamos arrecadar o valor e inteirar o que o Estado já está destinando, para poder realizar essa obra. A pavimentação é um clamor geral da população e de todo cidadão de Gaúcha do Norte. Em época de chuva, às vezes, você nem consegue sair do município”, disse.

Ainda segundo Ari, essa primeira parceria social é o pontapé inicial para que novas parcerias para execução das obras de pavimentação possam ser realizadas em prol do município.  “Hoje já estamos conversando para pensar outros projetos, porque esse vai dar certo. Aliás, já está dando certo. Temos também a rodovia MT-427, que é outra ligação de Gaúcha do Norte, que podemos pensar em parceria também. Se Deus quiser a falta de pavimentação será uma realidade que vai ficar no passado”, afirmou o presidente da AMEX.

Para o prefeito de Gaúcha do Norte, Voney Goiano, a associação tem papel fundamental para que a obra seja realizada no município que, com a pavimentação, tende a se desenvolver ainda mais nas áreas econômica, social, de saúde e educação, por exemplo.

“Uma região com pavimentação desenvolve em uma velocidade que não se tem ideia. Através da associação, o Governo viu a facilitação para realizar a obra. Se fosse através da Prefeitura seria mais burocrática. Com a associação, a obra vai chegar numa velocidade que o povo de Gaúcha do Norte merece e espera”, disse.

Parceria foi firmada entre Governo do Estado e Associação 

Ainda segundo o prefeito, a pavimentação é esperada principalmente pelos moradores do município mesmo antes da emancipação, há 24 anos, e é a realização de um sonho. “Isso é de extrema importância e não vamos medir esforços para ajudar e esse asfalto vai chegar em boa hora.  A população de Gaúcha do Norte está muito satisfeita com essa obra”, disse o prefeito.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, formalizar parcerias sociais é um grande modelo de gestão, adotado pelo Governo do Estado, para atender mais as regiões com serviços de infraestrutura, proporcionar desenvolvimento para todo Mato Grosso e beneficiar o cidadão.

“O trabalho do Governo é esse. Com o pouco que tem, procurar os prefeitos, associações e consórcios para que possamos fazer esse dinheiro render muito. É isso que fizemos ao formalizar essa PPP Social, com um custo quase 40% mais barato do que um orçamento normal, e vamos executar essas obras com orçamento em torno de R$ 600 mil o quilometro. Uma vantagem, pois o Estado faz mais, gastando menos, e a população ganha mais qualidade de vida. E o Estado precisa disso para se desenvolver”, encerrou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

STF suspende requisição administrativa da união e determina entrega de respiradores

Publicado


.

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a requisição administrativa feita pelo Governo Federal e determinou que a empresa Magnamed Tecnologia Médica S.A. forneça os 50 ventiladores pulmonares (respiradores) comprados pelo Governo de Mato Grosso.

A decisão foi proferida nesta quinta-feira (28.05), quando foi deferida parcialmente a tutela de urgência requerida pelo Estado, afastando todos os argumentos do Governo Federal e da empresa.

A Procuradoria Geral do Estado deve entrar em contato com a empresa nas próximas horas para agilizar o processo de entrega dos equipamentos ao Estado, que serão utilizados em leitos de UTI’s.

Entenda o caso

O Governo de Mato Grosso havia comprado e efetuado o pagamento de 50 respiradores, por meio da Secretaria de Estado de Saúde. Contudo, quando o Estado já aguardava a entrega dos equipamentos, o Governo Federal fez uma requisição administrativa de todos os equipamentos produzidos pela empresa, que atingiu os aparelhos de Mato Grosso.

Por esse motivo, o Estado recorreu ao STF para que fosse garantido a entrega dos respiradores. Na primeira decisão judicial, do dia 1º de maio de 2020, o ministro determinou a entrega dos equipamentos, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

Contudo, após a União recorrer a decisão foi suspensa.

Agora, com a tutela de urgência concedida, o Estado deverá receber os respiradores nos próximos dias.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana