conecte-se conosco


Sem categoria

Estilo de vida responde por 63 mil mortes de câncer por ano no Brasil

Publicado

Um terço das mortes causadas por 20 tipos de câncer no Brasil poderia ser evitado com mudanças no estilo vida. Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física são fatores de risco associados a 114 mil casos da doença (27% do total) e 63 mil mortes (34% do total) por ano no Brasil.

Os dados, publicados na revista Cancer Epidemiology, fazem parte de um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e da Harvard University, nos Estados Unidos, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

A proibição do fumo em lugares públicos é uma das medidas que tem dado bons resultados

O fumo contribui para mortes em todo o planeta. Dez por cento da população brasileira é de fumantes     (Banco Mundial/ONU)

O levantamento aponta, por exemplo, que a incidência de câncer de pulmão, de laringe, de orofaringe, de esôfago, de colón e de reto poderia ser reduzida pela metade caso esses cinco fatores de risco fossem eliminados. Leandro Rezende, pesquisador da FMUSP e um dos autores do estudo, destaca que não se conhece outra forma de prevenir tantos casos.

“O que nos surpreende é a magnitude de casos e mortes que a gente conseguiria evitar a partir da redução desses fatores de risco. Esse número deve chamar atenção para políticas públicas de redução do risco de câncer no Brasil”, disse à Agência Brasil.

Estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que, em 2025, os casos de câncer cresçam em até 50% no Brasil em decorrência do aumento e do envelhecimento da população. Atualmente, a doença é a segunda causa de morte no país.

O levantamento da FMUSP, contudo, aponta que, além das mudanças na estrutura populacional, o aumento da prevalência desses cinco fatores de risco no estilo de vida do brasileiro pode representar novos desafios para o controle do câncer na população.

Os pesquisadores traçaram estimativas de redução da doença caso esses fatores sejam reduzidos.

“Trabalhamos com algumas metas ou recomendações que são mais plausíveis de serem atingidas em nível populacional e que estão presentes em alguns documentos e recomendações por agências internacionais”, explicou Rezende.

Foi considerado o seguinte cenário: o consumo de álcool com uma redução relativa de 10%, uma diminuição de 1 kg/m2 no índice de massa corporal na média da população, uma dieta de cálcio de 200 mg a 399 mg por dia e a redução de 30% na prevalência do consumo de tabaco.

Essas alterações, do ponto de vista populacional, poderiam evitar 19.731 casos de câncer (4,5% dos casos) e 11.480 mortes (6,1%).

Políticas públicas

Rezende destaca que essas estimativas contribuem para formulação de políticas públicas na área de saúde pública. Ele cita como exemplo o combate ao tabagismo no Brasil que conseguiu reduzir para menos da metade a proporção de fumantes em relação a década de 1990.

“Hoje, aproximadamente 10% da população brasileira fumam [antes, eram mais de 30%]. Quando o Brasil adotou um pacote de medidas, leis e regulamentação do tabaco no Brasil, como a tributação do cigarro, a proibição do consumo em local fechado, a gente teve um impacto bastante positivo na saúde da população”, disse.

Largada da Corrida Internacional de São Silvestre na Avenida Paulista, em São Paulo.

Atividades físicas contribuem para elevar qualidade de vida e reduzir risco de doenças   (Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

O pesquisador aponta que o tabagismo é responsável por 67 mil casos de câncer por ano no Brasil, o equivalente a 15,5% dos casos e 40 mil mortes.

“Tem um debate bastante atual de que se deveria reduzir o imposto dos produtos derivados do tabaco para diminuir o consumo de cigarro contrabandeado. É importante trazer a magnitude do estrago que o cigarro faz na saúde da população quando se estimula o consumo. Hoje, o Brasil é um case de sucesso e a gente, primeiramente, precisa manter isso”, defendeu.

Um grupo de trabalho foi instituído em março deste ano pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para avaliar “a conveniência e oportunidade” da redução da tributação de cigarros fabricados no Brasil.

Para Rezende, o combate ao tabagismo poderia servir de exemplo para a elaboração de outras políticas no campo da alimentação.

“Rotulagem, restrições de marketing e aumento de impostos de produtos da indústria de alimentos para desestimular o consumo são propostas possíveis de serem implementadas pegando emprestado o case de sucesso do tabaco para tentar reduzir o excesso de peso e obesidade da população no Brasil”, sugeriu.

Ele lembra que o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, recomenda que sejam consumidos principalmente produtos in natura e que se evitem alimentos processados, especialmente ultraprocessados.

Metodologia

A pesquisa partiu do consenso na literatura científica de que cinco fatores de risco – tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física – estão associados a 20 tipos de câncer.

O que o novo estudo fez foi calcular a fração atribuível populacional (FAP) da doença relacionado a dados populacionais sobre o índice de massa corporal (IMC) elevado, consumo de cigarro, álcool, prática de atividade física e informações sobre a alimentação.

De acordo com os pesquisadores, a FAP é uma métrica que estima a proporção da doença possível de prevenir na população caso os cinco fatores de risco fossem eliminados, mantendo as demais fatores/causas estáveis.

Os dados sobre a distribuição dos fatores de risco do estilo de vida foram calculados a partir da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013, para estimar consumo de álcool, índice de massa corporal (IMC), consumo de frutas e hortaliças, atividade física, tabagismo e fumo passivo entre não fumantes no Brasil.

Foi utilizada também a Pesquisa Nacional de Orçamentos Familiares (POF), realizada entre 2008 e 2009 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para obter o consumo alimentar de fibras, cálcio, carne vermelha e processada.

Edição: Kleber Sampaio
publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sem categoria

Mato Grosso inaugura asfalto de rodovia e aplica R$ 144,6 milhões em investimento na região Oeste

Publicado

O governador inaugurou 104,1 km de asfalto novo da MT-343, entre Cáceres e Porto Estrela, com investimento de R$ 73,9 milhões, e assinou convênios com 18 municípios da região

“Vivemos um momento histórico para Cáceres e toda a região. Fiz uma pesquisa e constatei que em 30 anos, a região Oeste nunca tinha recebido tantos investimentos e recursos. Nunca na história de Cáceres assinamos tantos convênios de obras importantes como agora. Como exemplo da obra da MT-343, que é fundamental para o desenvolvimento dessa região, e tantas outras voltadas para a área da saúde, educação e habitação. E o melhor é que a gente tem a certeza que, após a assinatura do convênio, o dinheiro já está na conta, pois esse Governo trabalha com seriedade”.

A afirmação é da prefeita de Cáceres, Eliene Liberato, durante visita do governador Mauro Mendes ao município, na manhã desta sexta-feira (24.06). Na ocasião, o governador inaugurou 104,1 km de asfalto novo da MT-343, entre Cáceres e Porto Estrela, com investimento de R$ 73,9 milhões, e assinou convênios com 18 municípios da região, que alcançam o montante de R$ 144,6 milhões.

Com o município de Cáceres foram assinados convênios no valor total de R$ 24.166.688,45 e que incluem a construção de 50 casas populares (R$ 6.500.000); entrega de 2 resfriadores (R$ 18.242); manutenção do asfalto na pista, pátio e estacionamento do aeroporto (R$ 2.303.528,30); asfalto novo e drenagem da Avenida da Unemat (R$ 2.299.044,27); asfalto novo, drenagem, sinalização e calçadas no bairro Guanabara, que teve parceria do senador Wellington Fagundes (R$ 3.475.934,24); e drenagem em diversas ruas da cidade (R$ 9.568.939,64).

“Nós, prefeitos, enfrentamos muitas dificuldades, pois, infelizmente, não temos a arrecadação suficiente para investir naquilo que a população merece. Por isso, precisávamos ser olhados de forma especial, com compromisso e responsabilidade, como está sendo feito agora por esse Governo, que está trazendo o desenvolvimento para nossa região”, acrescentou a prefeita.

O asfalto novo inaugurado pelo govenador na MT-343 foi feito em 3 trechos: o primeiro liga Cáceres a Porto Estrela e Barra do Bugres, o segundo vai de Vila Aparecida a Porto Estrela e o terceiro fica na Serra da Peraputanga.

“Nesses últimos anos, trabalhamos com seriedade, pagamos as contas atrasadas e aplicamos os recursos de forma correta. Enfim, conseguimos fazer com que o Estado entrasse nos eixos e agora estamos ajudando os municípios com suas obrigações, fazendo uma série de obras, como asfalto, calçadas, iluminação pública. Uma parceria importante para que o cidadão mato-grossense possa ter uma qualidade de vida melhor”, pontuou o governador Mauro Mendes.

O deputado estadual Dr. Gimenez destacou que cada vez que o governador vai para a região de Cáceres leva coisas boas: “Essa é uma região que estava esquecida por muito tempo e o senhor é o único governador que está trazendo desenvolvimento para cá, principalmente terminando obras que ficaram por décadas paradas”.

Gimenez disse ainda que, como médico, se sente feliz pelo Governo fazer tantos investimentos na área da saúde. “Um dia o senhor disse que queria ser reconhecido nesse Estado como o governador que consertou a saúde e, hoje, tenho certeza que está conseguindo fazer isso”.

O deputado federal Dr. Leonardo destacou ser um dia marcante para toda a região. “O governador está fazendo investimentos históricos e importantes para nossa região. Está terminando a obra da MT-343 ligando a cidade de Cáceres, Porto Estrela e Barra do Bugres, criando uma nova rota de desenvolvimento e produção. Esses investimentos representam uma justiça histórica para a região. Muito obrigado governador, pela atenção e esse olhar diferenciado”, destacou.

O deputado Valmir Moretto também fez questão de frisar que os investimentos para os municípios representam o progresso e desenvolvimento para a região.

“Essa região estava atrasada no cenário mato-grossense e nacional, porém o governador tem olhado por essa região com o carinho que ela merece, assim como tem feito em todo o Estado. Essa conquista de hoje é uma vitória para nós e tenho certeza que essa região ainda terá muito mais desenvolvimento”, afirmou Moretto.

Acompanham o governador os senadores Fábio Garcia, Wellington Fagundes e Margareth Buzzetti, os deputados federais Neri Geller, Carlos Bezerra e Dr. Leonardo, os deputados estaduais Dr. Gimenez, Valmir Moretto, Dr. João, Max Russi, Xuxu Dal Molin e Elizeu Nascimento, e os secretários de Estado Rogério Gallo (Casa Civil), Laice Souza (Comunicação), Marcelo de Oliveira (Infraestrutura), César Miranda (Desenvolvimento Econômico) e Teté Bezerra (Agricultura Familiar), Jordan Espíndola (Gabinete de Governo), e os presidentes da MT Par, Wener Santos, do Intermat, Francisco Serafim, e da Sanemat, Luiz Caldart.

Além da prefeita de Cáceres, também estiveram presentes os prefeitos de Barra do Bugres, Maria Azenilda; Curvelândia, Jadilson Alves; Glória D’Oeste, Gheiysa Borgato; Lambari D’Oeste, Marcelinho da Bem Estar; Mirassol D’Oeste, Héctor Alvares; Porto Espiridião, Martins Dias; Porto Estrela, Eugenio Pelachim; Reserva do Cabaçal, Jonas Campos; Rio Branco, Luis Carlos; Salto do Céu, Professor Mauto; São José dos Quatro Marcos, Jamis Bolanin; e Vale do São Domingos, Geraldo Ramos.

Confira os convênios assinados com os 18 municípios:

Cáceres – R$ 24.166.688,45

– Convênio para construção de 50 casas populares – R$ 6.500.000

– Entrega de 2 resfriadores – R$ 18.242

– Convênio para manutenção do asfalto na pista, pátio e estacionamento do aeroporto – R$ 2.303.528,30

– Convênio para asfalto novo e drenagem da Avenida da Unemat – R$ 2.299.044,27

– Convênio para asfalto novo, drenagem, sinalização e calçadas no bairro Guanabara (parceria senador Wellington Fagundes) – R$ 3.475.934,24

– Convênio para drenagem em diversas ruas – R$ 9.568.939,64

Araputanga – R$ 4.414.003,50

– Convênio para manutenção do asfalto da Avenida 23 de Maio e Trevo – R$ 240,263,96

– Convênio para manutenção do asfalto em diversas vias e avenidas (parceria do deputado federal Neri Geller) – R$ 800.811,50

– Convênio para construção de ponte de madeira sobre o córrego Água Limpa – R$ 462.676,83

– Entrega de uma pá carregadeira – R$ 459.210,52

– Convênio para manutenção do Asfalto em 41 vias e avenidas (parceria do senador Carlos Fávaro) – R$ 2.078.072,69

– Convênio para implantação de piso modular nas quadras poliesportivas Denilton Camilo e Sidney de Freitas (parceria deputado estadual Allan Kardec– R$ 300.000,00

– Entrega de 8 resfriadores para a agricultura familiar – R$ 72.968,00

Barra do Bugres – R$ 17.529.350,54

– Convênio para reforma do Centro Comunitário do Distrito de Assari – R$ 285.420,59

– Convênio para Asfalto novo no Distrito de Currupira (parceria Senador Wellington Fagundes) – R$ 3.327.405,19

– Convênio para reforma da praça da 3ª Idade (parceria senador Jaime Campos) – R$ 253.987,22

– Convênio para revitalização do canteiro central da Avenida 01 do Loteamento do Jardim Imperial (parceria do deputado estadual Eduardo Botelho) – R$ 110.206,02

– Entrega de uma pá carregadeira – R$ 459.210,52

– Realização do primeiro Encontro da Família – R$ 325.000,00

– Entrega de 1 resfriador e 1 caminhonete para a agricultura familiar – R$ 268.121,00

– Convênio para construção de 50 casas populares – R$ 6.500.000,00

– Hospital Municipal Roosevelt Figueiredo Lira – obra licitada pela Prefeitura com investimento de R$ 9.000.000,00 do Governo de MT

Comodoro – R$ 13.402.199,46

– Autorização de Colaboração para manutenção e conservação das rodovias não pavimentadas MT-199, MT-235 e MT-440 – R$ 12.912.882,80

– Entrega de 1 rolo compactador – R$ 489.316,66

Curvelândia – R$ 3.560.181,73

– Convênio para asfalto novo, sinalização e calçada nas seguintes vias: Avenida Brasil – 3ª Etapa, Avenida Rio Brando, Rua Jericoacoara e Rua dos Desbravadores – R$ 572.620,69

– Convênio para manutenção do Asfalto em diversas ruas – R$ 1.377.488,51

– Convênio para Asfalto novo, drenagem, calçada e sinalização – R$ 1.610.072,53

Figueirópolis D’Oeste – R$ 5.983.345,53

– Convênio para asfalto novo em ruas do bairro Jardim Paraíso – R$ 4.086.980,50

– Entrega de 1 motoniveladora – R$ 703.566,03

– Convênio para realização do 2º Rodeio Fest Show – R$ 1.120.000,00

– Entrega de 1 plantadeira/adubadeira 4 linhas e 1 grade 14 discos para Agricultura Familiar – R$ 72.799,00

Glória D’Oeste – R$ 15.738.869,34

– Convênio para iluminação pública da zona urbana (parceria deputado federal Neri Geller) – R$ 431.428,74

– Convênio para manutenção do Asfalto em diversas ruas – R$ 2.367.214,39

– Autorização de ordem de início para restauração da MT-339 – R$ 11.809.447,75

– Entrega de 1 Escavadeira – R$ 710.434,78

– Convênio para construção de campo de Futebol Society – R$ 281.105,68

– Entrega de 1 cultivador de enxadas hidráulico, 1 secador e 1 colhedora para a Agricultura Familiar – R$ 139.238,00

Indiavaí – R$ 3.412.836,91

– Convênio para asfalto novo, drenagem, calçada e sinalização viária: Rua C, Rua B, Rua Maria do Carmo Modesto, Rua A, Rua Professora Maria Odorica de Oliveira, Rua 13 de Maio e Rua Valdirene Mezanine (parceria do deputado federal Juarez Costa) – R$  1.136.002,69

– Convênio para iluminação da Avenida Jaime Campos – R$ 911.623,70

– Entrega de uma pá carregadeira – R$ 459.210,52

– Convênio para realização do Ind Fest – R$ 906.000,00

Jauru – R$ 4.048.081,01

Convênio para recuperação de estada vicinal Córrego do Ouro e encabeçamento de 5 pontes de concreto (parceria do senador Carlos Fávaro) – R$ 3.362.890,24

– Convênio para compra de material para construção de calçada e meio-fio – R$ 225.980,25

– Entrega de uma pá carregadeira – R$ 459.210,52

Vale de São Domingos – R$ 5.576.144,08

– Entrega de 4 motoniveladoras – R$ 2.672.000

– Convênio para construção de creche (parceria deputado federal Nelson Barbudo) – R$ 1.572.195,63

– Convênio para captação de água do Rio Guaporé – R$ 2.930.948,45

– Convênio para compra de materiais para calçada e acessibilidade – R$ 773.000

São José dos Quatro Marcos – R$ 14.111.927,40

– Entrega de 1 pá carregadeira – R$ 326.086,95

– Entrega de 4 resfriadores, 1 caminhonete e 1 grade para agricultura familiar – R$ 234.483

– Convênio para compra de trator cortador de grama (parceria deputado estadual Eduardo Botelho) – R$ 50.000

– Convênio para compra de materiais esportivos (parceria deputado estadual Xuxu Dal Molin) – R$ 50.000

– Convênio para academia ao ar livre (parceria deputado estadual Dr. Gimenez) – R$ 35.000

– Convênio para realização das atividades culturais de emancipação do município – R$ 35.000

– Entrega de 1 motoniveladora – R$ 703.566,03

– Convênio para reforma da ponte de madeira sobre o Rio Bugre – R$ 329.967,16

– Convênio para asfalto novo e drenagem em ruas dos bairros Jardim Bela Vista, Jardim São José e Loteamento Bandeirantes II (parceria deputado federal Nelson Barbudo) – R$ 2.328.521,97

– Convênio para asfalto novo no bairro Jardim Rondon etapa 1 (parceria deputado federal Carlos Bezerra) – R$ 1.862.294,35

– Convênio para asfalto novo no bairro Jardim Rondon etapa 2 (parceria deputado federal Carlos Bezerra) – R$ 2.600.584,32

– Convênio para asfalto novo na via Perimetral Lions Internacional trechos 1,2 e 3, Rua Presidente Getulio Vargas, Rotatória e Avenida Guilherme Pinto Cardoso trechos 1 e 2 – R$ 5.466.423,64

Salto do Céu – R$ 2.390.000,44

– Entrega de 1 retroescavadeira – R$ 324.807,33

– Convênio para asfalto novo, drenagem, sinalização e calçada (parceria senador Carlos Fávaro) – R$ 2.065.193,11

Rio Branco – R$ 2.726.449,04

– Entrega de 1 pá carregadeira – R$ 459.210,52

– Convênio para manutenção do asfalto de 4 ruas – R$ 257.696,34

– Convênio para manutenção e construção de canteiro em 4 ruas (parceria senador Carlos Fávaro) – R$ 831.555,86

– Convênio para recuperação do asfalto de 3 ruas e da MT-170 – R$ 817.719,06

– Convênio para recapeamento e construção de canteiro central – R$ 360.267,26

Reserva do Cabaçal – R$ 3.913.730,07

– Autorização para licitar o encabeçamento das pontes nos Rios Cabaçal, Cachoeirinha e Bugres – R$ 2.362.750,42

– Convênio para pavimentação com bloket sextavado, drenagem e sinalização na Avenida José Júlio de Lima trecho 1 (parceria senador Jayme Campos) – R$ 625.148,13

– Convêio para pavimentação com bloket sextavado, drenagem e sinalização nas Ruas Santos Dumont, Avenida Rio Branco, Rua do Bandeirantes, Avenida Cáceres e Rua  Projetada 1 (parceria deputado federal Neri Geller – R$ 925.831,52

Porto Estrela – R$ 4.425.322,48

– Convênio para realização do 7º Festival Cultural de Pesca – R$ 840.330

– Convênio para implantação do sistema de esgoto bacia 1 – R$ 3.000.000

– Convênio para implantação do sistema de água na comunidade Vão Grande – R$ 584.992,48

Porto Espiridião – R$ 5.449.286,65

– Convênio para realização do Circuito Regional do Esporte – R$ 500.000

– Entrega de 1 escavadeira hidráulica (parceria senador Jayme Campos) – R$ 668.957,08

– Entrega de 1 retroescavadeira – R$ 324.807,33

– Convênio para asfalto novo em ruas do Distrito Vila Cardoso (parceria deputado federal Juarez Costa) – R$ 3.955.522,24

Mirassol D’Oeste – R$ 10.279.751,10

– Entrega de 1 patrulha mecanizada e 1 trator para agricultura familiar – R$ 444.463

– Convênio para realização da 15ª edição do Feirarte – R$ 876.204

– Entrega de 1 escavadeira – R$ 710.434,78

– Convênio para asfalto novo, drenagem, sinalização e calçada em ruas do bairro Cidade Tamandaré (parceria deputados federal Nelson Barbudo e estadual Max Russi) – R$ 4.230.816,57

– Convênio para sistema de abastecimento e distribuição de água – R$ 197.163,06

– Convênio para asfalto novo nas Ruas Madalena Marina Marques e Paulina Moreira de Matos e da Avenida Elídio Sabino no bairro Parque Morumbi (parceria senador Carlos Fávaro) – R$ 435.540,95

– Convênio para asfalto novo, sinalização, drenagem e calçadas de 8 ruas (parceria deputado federal Carlos Bezerra) – R$ 2.436.526,30

– Convênio para asfaltar e fazer drenagem de ruas (parceria deputado federal Neri Geller) – R$ 598.973,93

– Convênio para asfalto novo e drenagem das Ruas São Bento e 14 de Maio e da Avenida Elídio Sabino no bairro Parque Morumbi (parceria deputados federal Neri Geller e estadual Dr. Gimenez) – R$ 349.628,47

Lambari D’Oeste – R$ 3.548.798,54

– Entrega de 1 caminhonete – R$ 259.000

– Convênio para realização do Lambarifest – R$ 645.000

– Convênio para revitalização do balneário municipal (parceria deputado federal Juarez Costa) – R$ 1.886.163,57

– Convênio para revitalização da praça Geraldo Fidélis (parceria deputado estadual Eduardo Botelho) – R$ 500.000

– Convênio para reforma da ponte de madeira na MT-339 – R$ 258.634,97

Mais investimentos em Cáceres

No total, o Governo de Mato Grosso investe mais de R$ 220 milhões em Cáceres desde o início da gestão. Os recursos destinados à cidade foram revertidos em obras para a melhoria de infraestrutura, educação, realização de ações sociais e fomento da cultura e esporte local, além da economia criativa.

Entre as principais ações, para a área industrial o Governo de Mato Grosso investiu na construção de unidades administrativas da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres, com uma área aproximada de 240 hectares. Essa obra recebeu R$ 15,4 milhões por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Mato Grosso (Sedec).

Somente para a infraestrutura, o Governo, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), destinou mais de R$ 125 milhões para Cáceres.

Continue lendo

Sem categoria

Donos de oficinas usadas e desmanche veículos roubados são presos em Cuiabá e VG

Publicado

Duas pessoas foram presas em flagrante na região metropolitana de Cuiabá pelos crimes de receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo, em ações conjuntas da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal.

Os dois suspeitos foram autuados na Delegacia Especializada de Roubo e Furto de Veículos (Derfva).

A primeira prisão, que contou com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado, ocorreu na quinta-feira (26), em Várzea Grande, quando policiais civis e rodoviários localizaram uma oficina de funilaria automotiva utilizada para realizar adulteração de sinais identificadores de veículos pesados (caminhões), produtos de crime. O proprietário do local foi preso em flagrante.

A investigação começou após a apreensão de um caminhão adulterado no município de Barra do Garças. Os policiais apuraram que o caminhão era produto de crime e havia sido adulterado na oficina do suspeito.

As equipes policiais se deslocaram ao local, onde encontraram escondido no galpão da oficina um caminhão Volkswagen, modelo 8.150E, que tinha uma placa fria. Os policiais checaram que a numeração de chassi do caminhão correspondia a outra placa veicular, de um automóvel furtado no dia 18 de maio em Cuiabá.

Na outra ação realizada nesta sexta-feira (27) por equipes da Derfva e a PRF, os policiais localizaram um semirreboque que foi roubado em Várzea Grande no início deste mês.

O veículo estava escondido em um estabelecimento comercial de peças usadas, localizado em Cuiabá, na BR-364. O semirreboque estava em processo de adulteração, sendo que as etiquetas oficiais de identificação de numeração do chassi foram removidas e o número de identificação veícular adulterado.

O proprietário do local também foi conduzido para a Derfva e autuado em flagrante pelos crimes de receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

O delegado adjunto da Derfva, Diego Martimiano, destaca que o trabalho desenvolvido pela unidade especializada em conjunto com outras forças de segurança, como a PRF, Gefron, Delegacia de Fronteira e Polícia Federal, tem representado uma forte atuação no combate aos delitos patrimoniais de veículos, como indiretamente também nos crimes decorrentes.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana