conecte-se conosco


Mato Grosso

Estado insere DNA de 1.500 condenados por crimes hediondos em banco nacional

Publicado

Em seis meses, Mato Grosso cadastrou no Banco Nacional de Perfis Genéticos os genes de 1.500 reeducandos condenados por crimes hediondos e de grave ameaça. A ação atende à determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, órgão do Governo Federal, conforme a Lei nº 12.654, sancionada em 2012, que visa compartilhar e comparar perfis genéticos para ajudar na apuração criminal e no processo de investigação. As informações são sigilosas.

No Estado, foram inseridos no sistema pessoas custodiadas das unidades Ana Maria do Couto May (feminino), Penitenciária Central do Estado (PCE) e Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC). O trabalho de inserção na Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG) começou em maio deste ano e é resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária (SAAP), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o Tribunal de Justiça (TJ-MT).

“Criar um banco de dados nacional com o registro dos autores de delitos criminais graves é um importante passo para a segurança pública no país. Os profissionais de Mato Grosso se empenharam para atender a demanda de atendimentos e isso demonstra também o comprometimento das instituições envolvidas”, revela o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Mato Grosso integra um dos 18 laboratórios credenciados pela rede integrada. São considerados hediondos os crimes de homicídio, roubo seguido de morte, estupro e genocídio. Mato Grosso têm uma população carcerária de 12.221 mil pessoas, entre homens e mulheres, em 53 unidades penais.

“A lei que trata da coleta do perfil genético é de 2012. Desde então, até houve tentativas dos órgãos dos Estados em fazer valer a lei, mas a demanda esbarrava na falta de informações. Mas em 2019, o Governo Federal começou a cobrar a aplicação da lei nos Estados e os órgãos envolvidos se uniram para garantir que o trabalho fosse efetivado”, explica a coordenadora de Perícias em Biologia Molecular da Politec, Kesia Renata Lopes Lemes Melo.

Segundo dados do Ministério da Justiça, divulgados em novembro deste ano, o Banco Nacional de Perfis Genéticos conta com 17.361 perfis de condenados cadastrados. Ainda segundo o órgão federal, estima-se que há 137.600 condenados nessas condições no Brasil e que deveriam ser identificados pelo perfil genético, de acordo com a Pesquisa Perfil de Laboratórios de DNA, realizada em fevereiro de 2018 pelo Comitê Gestor e a Secretaria Executiva da RIBPG.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, ressalta que o trabalho de coleta de material genético não alterou as atividades desenvolvidas internamente nas unidades. “O Sistema Penitenciário atuou em conjunto para cumprir a meta do Ministério da Justiça, movimentando a massa carcerária sem nenhuma alteração ao funcionamento dos estabelecimentos penais”.

O trabalho de coleta das amostras já foi encerrado neste ano, mas para 2020, a meta é realizar outros mil atendimentos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Cestas básicas vão ajudar famílias assistidas pela Associação Pestalozzi de Cuiabá

Publicado


.

A Associação Pestalozzi de Cuiabá recebeu da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” 176 cestas básicas com alimentos não perecíveis, materiais de limpeza e de higiene. As doações foram entregues nesta quarta-feira (27.05), as famílias das pessoas com deficiência assistidas pela entidade e que passam por dificuldades devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As entregas foram um pedido do deputado Max Russi.

A secretária adjunta de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Salete Morocoscki, que esteve no local representando a primeira-dama, Virginia Mendes, que é voluntaria da ação, e a secretária da Setasc Rosamaria Carvalho, destaca a importância da atenção especial as pessoas com deficiência, que se enquadram no grupo de risco e estão mais vulneráveis.

“Sabemos a importância do cuidado com este público, que depende de cuidados diários. A iniciativa busca com olhar sensível da primeira-dama, Virginia Mendes, atender com carinho e amor a todos que estão em situação de vulnerabilidade e procuram por nossa ajuda”, afirmou.

A Associação Pestalozzi de Cuiabá, que é mantenedora da Escola Jonas Pinheiro da Silva Júnior, é uma entidade filantrópica, não governamental sem fins lucrativos, cujas ações são de nível educacional, social e assistencial. Atualmente a entidade atende 176 alunos com idade entre 18 e 59 anos, com deficiência mental/intelectual, múltiplas deficiências e transtornos globais do desenvolvimento, além das famílias e comunidade, nas áreas da educação, saúde, assistência social, cultura e lazer.

A presidente da Associação Pestalozzi de Cuiabá, Inae Vilela, que acompanhou as entregas, explica que devido ao isolamento social decorrente da pandemia, as famílias têm ficado sem o suporte da entidade e os alimentos doados vão suprir essas necessidades.

“Como as famílias estão em situação de extrema pobreza a doação é muito importante, porque neste momento atual de crise, a entidade não está conseguindo atender regularmente com as três refeições diárias que geralmente são oferecidas aos alunos. Agradeço a parceria da primeira-dama Virginia Mendes e da Rosamaria, que estão sendo como anjos protetores para nossas famílias”, agradeceu.

Conforme a diretora da Escola Jonas Pinheiro da Silva Júnior, Maria Eila Nogueira, como os pais dos alunos que frequentam a Pestalozi, em sua maioria, atuam como trabalhadores informais, muitos estão sem qualquer fonte de renda e precisam do auxílio para enfrentar as dificuldades.

“Saiba que essa doação faz a grande diferença na vida dessas pessoas que estão sem o mínimo que é alimentação. Ficamos emocionados em receber essa ajuda da primeira-dama, Virginia Mendes e toda sua equipe. Vocês estão assistindo quem tem necessidade e realmente precisa”, destaca.

Para a família da senhora, Mariluce da Silva Oliveira, as cestas chegaram no momento certo. Ela é mãe de dois jovens, assistidos pela Associação Pestalozzi de Cuiabá. “Estou desempregada, então esses alimentos vão servir muito, lá em casa moramos eu, meu marido e os meus três filhos, a despesa é alta. Agradeço pela ajuda”, disse.

A Igreja Batista Nacional Missionária do bairro CPA IV também recebeu as doações da Campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus”. Os mantimentos e materiais foram entregues pela secretária adjunta de Cidadania da Setasc, Rosineide Porcionato que frisou a importância dos cuidados para o combate da Covid-19.

“Estamos em um momento atípico e delicado, em que todos precisam estar cientes dos cuidados que devem ser tomados. As entregas têm como prioridade, suprir as necessidades das pessoas que mais precisam, mas sempre organizando os atendimentos com cautela”, enfatizou.

A servidora da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Bruna Saggin, que articulou as doações junto ao Governo do Estado e faz parte dos membros da Igreja, salientou a importância da ação para as famílias carentes.

“Essas unidades chegaram em um momento importante onde muitas famílias estão sofrendo impactos, como o desemprego e a redução do salário. Esses alimentos estarão ajudando os membros da igreja a manterem a sua dispensa e a sua mesa.  Que Deus abençoe a primeira-dama, Virginia Mendes, a secretária Rosamaria e todos que fazem parte deste projeto”.

A jovem Jaqueline Vanessa, 28 anos, grávida de sete meses, agradeceu a iniciativa que segundo ela, dará um fôlego para o sustento da sua família. “Eu vejo que o governo tem se preocupado com a população neste tempo difícil. Como moro sozinha, com meu filho e estou desempregada, esse apoio está sendo ótimo”, disse.

A aposentada Ivone Monteiro, 64 anos, que também foi contemplada conta que tem passado por dificuldades e com filho deficiente os gastos aumentaram. “Eu sobrevivo com minha aposentadoria, mas as vezes o valor não é suficiente, porque tenho gastos com meu filho que é especial. Com os alimentos vou poder economizar o dinheiro para gastar no tratamento”, relatou emocionada.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Homenagem ao Dia do Ceramista integra programação online do Museu de Arte Sacra

Publicado


.

O museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT) traz uma novidade em sua programação online desta semana. No dia nacional do ceramista, celebrado nesta quinta-feira (28.05), o equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) lança, às 19h, a exposição online em homenagem ao mestre da cerâmica Clínio Moura.

A exibição entra em cartaz no canal de YouTube Museu Arte Sacra e mostrará o acervo de um dos mais antigos artesãos do Estado.  Com curadoria de Viviene Lozzi, a exposição reúne codornas em argila e esculturas de santos em argila sobre óleo, dentre as quais a imagem de São Gonçalo do Amarante, santo violeiro e padroeiro da comunidade onde vivia Seo Clínio, o bairro São Gonçalo Beira Rio, situado na margem esquerda do rio Cuiabá.

“Além de ser uma expressão artística, a cerâmica é uma fonte de renda hoje na comunidade que possui apenas oito artistas produzindo. Essa exposição online é também uma forma de homenagear a resistência da cultura mato-grossense, mostrando o trabalho do povo ribeirinho, sua história, singularidade, memória e identidade”, explica Viviene Lozzi. 

O restante da programação semanal do MASMT terá ainda transmissões ao vivo em que especialistas convidados trazem informações sobre temas relacionados à educação, história, arte, arquitetura e patrimônio. As lives são transmitidas pelo perfil do Museu de Arte Sacra na rede social Instagram (@museudeartesacramt) às 19h, de quinta-feira a domingo. 

Os 60 anos de história da Rádio Difusora Bom Jesus de Cuiabá será o tema da live desta quinta-feira (28.05). A convidada para falar sobre o assunto é Estela Costa, produtora do Vinde & Vinde, apresentadora da Rádio Difusora Bom Jesus e assessora de comunicação da Arquidiocese de Cuiabá.

Na sexta (29.05), a mestre em história e doutora em geografia, Elizabeth Johansen, trata sobre o tema “Devoções populares: múltiplos patrimônios culturais vivenciados cotidianamente”. 

No sábado (30.05), será a vez de aprender sobre “Inventários e proteção de bens eclesiásticos” com Joana Braga, pesquisadora que atua na atualização do Inventário Nacional de Bens Móveis e Integrados (INBMI) da cidade de Diamantina e região, em Minas Gerais.

E no domingo (31.05), a live terá a participação do professor e doutor em Educação, Silas Borges Monteiro, com o tema “Nada é mais grave que uma tradução”.

Com o projeto “MASMT em Casa”, a programação online contou também com mais um vídeo da série “Você Sabia?”, que traz curiosidades sobre o museu.  Nessa semana, o quadro apresenta os instrumentos musicais que pertenceram a Antiga Igreja Bom Jesus de Cuiabá. Esse e os demais vídeos da série estão disponíveis no canal de YouTube Museu Arte Sacra.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana