conecte-se conosco


Geral

Estado contrata consultoria para melhorar taxa de recuperação de pacientes com Covid nos Hospitais Regionais

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) iniciou o processo de contratação de uma consultoria em assistência hospitalar. O assessoramento tem como objetivo melhorar os índices de recuperação de pacientes registrados nos Hospitais Regionais de todo o Estado de Mato Grosso.

Dentre estas unidades está o Hospital Regional de Sinop. Mesmo registrando uma média de 47,3% de cura entre os pacientes atendidos na ala Covid-19 – em enfermaria e Terapia Intensiva –, o governo tem como desafio aumentar a taxa de recuperação registrada.

A taxa é relativa aos tratamentos oferecidos em enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que compreendem toda a instalação do hospital. Os dados ainda apontam que é inverídica a informação de que todos os pacientes da UTI vieram a óbito nos últimos meses.

“É absolutamente falsa a informação de que todos os pacientes que entraram na UTI do Hospital Regional de Sinop vieram a óbito. Contudo, estamos muito empenhados em ofertar essa consultoria aos hospitais e aumentar as nossas taxas de cura. Trabalhamos para oferecer o melhor atendimento à população”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

O presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT), Marco Antônio Norberto Felipe, enfatizou a credibilidade do hospital junto à população mato-grossense. “O Hospital Regional de Sinop tem profissionais altamente qualificados e já salvou muitas vidas. Eu tenho amigo pessoal que foi internado na UTI Covid em Sinop e na semana passada obteve alta”, validou o presidente.

Na unidade regional de Sinop, mais de 300 pacientes receberam tratamento e se recuperaram com o auxílio da equipe profissional. O professor Euclides Maranho, de 65 anos e residente de Lucas do Rio Verde, ficou 16 dias internado na UTI do Hospital Regional. Ele atribui a sua recuperação à competência da equipe da unidade hospitalar.

“Passei muito mal e fui transferido para o Hospital Regional de Sinop, onde fiquei internado em UTI. Nesses dias em que estive no hospital, eu fui muito bem tratado, tinha seis refeições por dia. Nunca me faltou atendimento. Como fiquei sempre lúcido, pude perceber na UTI a dedicação total da equipe. Isso me deu a confiança de que, se dependesse do hospital, eu sairia de lá com vida. Comecei a acreditar e me sentir mais forte, também fui acompanhado por psicólogos”.

Euclides ainda pontuou que o atendimento não poderia ser melhor. “Eu só tenho a agradecer. Quem conhece o SUS do jeito que eu conheci e o tratamento que me foi dado, jamais teria coragem de falar mal do serviço”, disse.

O fotógrafo Jaime Júnior de Oliveira, de 33 anos e residente do município de Sinop, também foi atendido pelo Hospital Regional. Ele passou 25 dias em UTI, sendo 11 deles entubado. A avaliação dele, enquanto paciente, foi positiva. “O atendimento foi ótimo, da limpeza ao médico. Não tenho nada do que reclamar. Os profissionais da equipe eram muito atenciosos, me deixavam para cima, me davam motivação, falavam que eu ia conseguir sair da UTI e me recuperar”.

A paciente Maria Neuza Pontarolo, de 68 anos, passou pela UTI Covid-19 do Hospital Regional de Sinop e também avaliou positivamente o atendimento. “Fui muito bem tratada e cuidada. Agora estou em recuperação, mas vou ser grata o resto da vida aos profissionais do hospital, que cuidavam da gente com o maior carinho. Muito obrigada ao regional e aos profissionais, só gratidão”, concluiu.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Apostas de Cuiabá e VG ganham R$ 2,7 milhões na Lotofácil; veja números

Publicado

Duas apostas de Cuiabá e uma de Várzea Grande acertaram os 15 números da Lotofácil sorteados nesta quarta-feira (3) e vão levar, juntas, R$ 2,7 milhões. Cada uma delas receberá a R$ 899.910,20 mil. Outras apostas foram feias em Teixeira de Freitas, na Bahia, Paderneiras (SP) e em Brasília (DF). Os números do concurso 2171 sorteados na noite de quarta-feira (3) em São Paulo foram: 01 – 04 – 09 – 10 – 11 – 13 – 15 – 17 – 18 – 19 – 21 – 22 – 23 – 24 – 25.

As duas apostas de Cuiabá foram realizadas nos bairros Tijucal e Pedra 90. A primeira foi um bolão de quatros cotas de 15 números que dividirá o prêmio de 899.910,20 mil, sendo, no mínimo, R$ 225 mil para cada. Já a do  Pedra 90, foi um jogo simples de 15 números.

Já a aposta de Várzea Grande foi um bolão de 17 números realizado na Lotérica Nossa Senhora D’Abbadia, localizada na Avenida Ulisses Pompeu de Campos, na região do Zero Quilômetro.

Você pode fazer a sua aposta na Lotofácil marcando de 15 a 20 números em uma cartela com 25 dezenas. A menor aposta agora custa R$ 2,50, enquanto a mais cara chega a mais de R$ 38,7 mil. Também é possível usar a “Surpresinha” para deixar o sistema escolher os números por você.

Continue lendo

Geral

Estudo aponta agravamento da pandemia e necessidade de medidas restritivas em todo país

Publicado

Fiocruz publicou Nota Técnica em que alerta para o agravamento simultâneo de indicadores da pandemia no país [Foto – Christiano Antonucci]

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou nesta quarta-feira (3) uma Nota Técnica em que alerta para o agravamento simultâneo dos indicadores que monitoram a pandemia pela Covid-19 em todo o Brasil.

De acordo com o estudo, essa é a primeira vez, desde o início da pandemia, em que o cenário aponta para um agravamento generalizado no país. “Os dados apresentados, embora alarmantes, constituem apenas a ponta de um iceberg de um patamar de intensa transmissão”, enfatiza a Fiocruz, em boletim.

Dentre os indicadores avaliados, está o crescimento do número de casos e óbitos, a alta positividade de testes e a sobrecarga das unidades hospitalares. No momento, 19 unidades da Federação apresentam taxas de ocupação de leitos de UTI acima de 80%.

Desde o dia 23 de fevereiro, Mato Grosso registra uma ocupação superior a 80% dos leitos de Terapia Intensiva. Na última terça-feira (2), foi divulgada a ocupação de 88% das 483 UTIs existentes para o tratamento da Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado.

A taxa permanece na casa dos 80% porque, nos últimos 23 dias, o Governo do Estado trabalhou em uma força tarefa e abriu 90 leitos de UTI pela Rede Pública. Mesmo com o incremento de novos leitos, a taxa de ocupação cresceu cerca de 7 pontos percentuais na última semana.

No estudo da Fiocruz, a capital de Mato Grosso – que registra 85% de taxa de ocupação – também figura entre as 20 capitais com alta ocupação em UTI.

É importante destacar que, em dezembro, foram confirmados 20.933 novos casos da Covid-19 em Mato Grosso. Contudo, somente no mês de janeiro, esse número subiu para 37.364 confirmações; em fevereiro, foram 34.505 novos casos. Atualmente, o Estado registra o total de 253.783 confirmações da doença e 5.864 óbitos ocasionados pelo coronavírus.

Medidas restritivas

Além de alertar para o agravamento dos indicadores epidemiológicos em todo o país, a Nota Técnica da Fiocruz ainda reafirma as medidas não-farmacológicas como forma de conter a propagação do vírus no Brasil.

O boletim recomenda a adoção de medidas mais rigorosas de restrição da circulação e das atividades não essenciais de acordo com a situação epidemiológica e capacidade de atendimento de cada região, bem como a manutenção de todas medidas preventivas (distanciamento físico, uso de máscaras e higiene das mãos) até que a pandemia seja declarada encerrada. Para acessar a íntegra da Nota Técnica, clique aqui.

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana