conecte-se conosco


Política MT

Estado arrecada R$ 5,7 bilhões, mas fecha 1º quadrimestre com déficit de R$ 420 milhões

Publicado

Números serão apresentados terça-feira à ALMT pelo secretário Rogério Gallo

A Assembleia Legislativa, por intermédio da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, realiza audiência pública na terça-feira (21), para apresentação do Executivo estadual da evolução das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2019, do governo Mauro Mendes.

Os debates estão marcados para começar às 9 horas, no auditório Milton Figueiredo. As explicações sobre a receita e a despesa, dos quatro meses da atual administração estadual, serão feitas pelo secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Rogério Luiz Gallo. No 1º quadrimestre, a arrecadação do governo foi da ordem de R$ 5.716.830.649 bilhões.

A média mensal arrecadada pelo Governo foi de R$ 1.429.207.662 bilhão. Em janeiro, a receita do estado foi de R$ 1.361.175.606 bilhão. Mas as despesas pagas e não pagas somaram o montante de R$ 1.530.031.612 bilhão. A soma entre receitas e despesas gerou um déficit de R$ 168.856.014 milhões.

Em fevereiro, o déficit nas contas do governo foi de R$ 118.095.306 milhões. Enquanto isso, a arrecadação do estado foi de R$ 1.419.675.8282 bilhão. As despesas pagas e não pagas geraram um cifra de R$ 1.584.669.966 bilhão.

Leia Também:  Justiça manda bloquear bens de prefeito e empresário por suspeitas de fraudes em licitação

No mês de março, entrou para os cofres públicos o montante de R$ 1.447.192.375 bilhão. O déficit foi de R$ 60.990.101 milhões. Já em abril, o governo arrecadou R$ 1.488.786.840 bilhão. O déficit, diferença entre a receita e a despesa, foi de R$ 72.821.429 milhões.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Oscar Bezerra toma posse na ALMT com licença de Faissal Calil

Publicado

Posse foi durante a sessão matutina desta quarta-feira e será por um período de 120 dias

A deputada Janaína Riva (MDB) empossou durante sessão legislativa na manhã desta quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa, o suplente de deputado e ex-deputado Oscar Bezerra (PV), na vaga do deputado Faissal Calil, que se afasta das atividades parlamentares por um período de 120 dias para tratamento de saúde.

Na ocasião, Janaína Riva, que presidia a sessão, suspendeu o pequeno expediente e convidou os deputados Dr. João (MDB) e Silvio Fávero (PSL), para encaminhar o suplente de deputado ao plenário, para prestar juramento e assumir a vaga devido a licença de Faissal.

Na tribuna, Oscar Bezerra fez o juramento. “Prometo desempenhar fiel e lealmente, o mandado que me foi conferido, guardar a Constituição Estadual e Federal, e servir a minha pátria, promovendo o bem geral do Estado de Mato Grosso, assim eu prometo”, declarou.

Com a posse do ex-prefeito de Juara e ex-deputado estadual Oscar Bezerra, o Vale do Arinos volta a ter dois deputados estaduais durante o período de licença do deputado Faissal Calil. O próprio Oscar e a deputada e reeleita e vice-presidente da Assembleia Legislativa, Janaína Riva.

Leia Também:  ALMT requer informações do Executivo sobre empréstimo e corte de gastos com pessoal

Oscar Bezerra disputou a reeleição no ano passado, mas não conseguiu se reeleger, ficando com 11.827 votos, o que lhe garantiu a suplência. O deputado Faissal Calil, que se licencia, fez questão de argumentar na semana passada, quando anunciou a licença em plenário, que o seu afastamento não será remunerado.

Continue lendo

Política MT

Governo promete pagar salários de 5 mil servidores que tiveram ponto cortado devido a greve na próxima terça-feira

Publicado

Reunião com o Sintep foi realizada na manhã desta quarta-feira. Governo alega que escolas não cumpriram prazo para envio de documentação

O Governo do Estado recebeu a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) nesta quarta-feira (21), no Palácio Paiaguás, para equalizar as questões referentes ao pagamento do ponto que havia sido cortado durante o período de paralisação dos servidores. Uma folha suplementar será paga na próxima terça-feira (27), com os valores dos meses de maio, junho e julho.

Inicialmente, o acordo para o encerramento da greve previa o pagamento dos pontos de maio e junho, no dia 20 de agosto, e dos meses de julho e agosto, no dia 10 de setembro. Com uma readequação, foi possível a quitação de todos os meses de ponto cortado já na última terça-feira (20).

No entanto, 138 escolas não cumpriram o prazo de envio – que era até o dia 12 de agosto – da documentação dos funcionários que retornaram da paralisação, assumindo o compromisso de reposição das aulas perdidas com a greve, e cerca de cinco mil servidores ficaram de fora do pagamento do dia 20.

Leia Também:  Entidades empresariais pressionam deputados para vetarem projeto sobre revisão dos incentivos fiscais

“A Secretaria de Educação tomou conhecimento da questão e já deu início ao levantamento e diagnóstico daqueles que ficaram sem receber. Até quinta-feira (22) este levantamento estará finalizado e encaminhado para a elaboração da folha, que será quitada no dia 27”, explicou a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk.

“É muito importante frisar que nos adiantamos ao acordo e todos os dias de ponto cortado estão sendo quitados nesta folha suplementar, com 20 dias de antecipação. Os salários de agosto serão pagos dentro da folha, normalmente, no dia 10 de setembro”, completou a gestora.

Durante a reunião com o Sintep, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, pontuou a necessidade de Governo e servidores unirem esforços em prol do Estado. De acordo com ele, somente com o engajamento de todos será possível fazer com que Mato Grosso volte a se desenvolver.

“Precisamos virar essa página e contamos com a ajuda de todos os servidores para reconstruir o Estado. Queremos uma educação melhor, assim como saúde, segurança pública e todos os serviços oferecidos à população. Não tem como um governo ter sucesso se não estiver junto com os servidores e acredito que, com o engajamento de todos, iremos fazer a diferença”, declarou Carvalho.

Leia Também:  Alterada data e hora da audiência sobre a Ferrovia Integração do Centro-Oeste (Fico)

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, disse que a reunião foi positiva no sentido de aparar arestas e dirimir questionamentos a respeito dos pagamentos dos servidores da Educação.

“Viemos para checar as informações e peço que o Governo mantenha sempre o diálogo aberto com a categoria e com os servidores da forma como está fazendo”, afirmou Pereira, no que foi prontamente ratificado pelo chefe da Casa Civil. Também participou da reunião o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana