conecte-se conosco


Policial

Esposa e amante planejaram e assassinaram servidor público para ficar com os bens dele

Publicado

Edson Vicente da Costa foi assassinado a tiros em novembro em Tangará da Serra

A Polícia Civil esclareceu o homicídio que vitimou um servidor público no município de Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá), com a identificação dos dois envolvidos no crime. A esposa da vítima e o amante dela tiveram as prisões preventivas decretadas na quarta-feira (16) e são apontados na investigação como a mandante e o executor do crime.

O homem teve o mandado de prisão cumprido na manhã desta quinta-feira (17) em ação dos policiais da Delegacia de Tangará da Serra. A esposa da vítima é procurada pela polícia. Segundo as investigações da Delegacia de Tangará da Serra, o crime teve motivação financeira.

O crime que vitimou Edson Vicente da Costa, conhecido como “Edinho”, ocorreu no dia 06 de novembro de 2020, tendo grande repercussão na cidade. Na ocasião, o servidor retornava de um evento político, em sua motocicleta Honda Bros, quando foi abordado na garagem de casa por um homem armado, que efetuou vários disparos de arma de fogo, atingindo a vítima nos braços, tórax e cabeça. As investigações demonstraram que não foi um roubo e sim uma execução.
O autor dos disparos fugiu com a motocicleta da vítima. Logo após o fato, a esposa do servidor foi chamada ao local por vizinhos e encontrou a vítima caída na garagem, que chegou a ser socorrida, porém, não resistiu aos ferimentos.
As equipes da Polícia Civil iniciaram as diligências para identificar os autores do crime. Durante as investigações foram ouvidas diversas testemunhas que apontaram que a vítima não tinha inimigos, contudo, mantinha um relacionamento conturbado com a esposa.
Os investigadores apuraram que o casal tinha problemas matrimoniais, mas não tinham a intenção de se separar para evitar a partilha de bens. A vítima teria contraído dívidas para comprar o carro e a casa e a esposa estava mantendo um caso extraconjugal e queria que o marido deixasse a residência.
Segundo o delegado responsável pelas investigações, Adil Pinheiro de Paula, outra questão que chamou a atenção da Polícia durante as investigações foi a pressa da esposa em acessar os bens do servidor após a sua morte. Os únicos dois interessados na morte da vítima foram justamente os suspeitos que tiveram a prisão preventiva decretada.
O delegado decretou o sigilo do inquérito a pessoas estranhas aos autos devido a grande comoção que o caso trouxe à cidade.
O homem foi preso no sítio dos pais, na zona rural do município de Santo Afonso, divisa com o município de Tangará da Serra. Ele não apresentou resistência e foi encaminhando à Delegacia da Polícia Civil em Tangará. O investigado será interrogado pelo delegado Adil Pinheiro nos próximos dias, na presença de seu advogado legalmente constituído.

O advogado da esposa da vítima compareceu na delegacia nesta quinta-feira e comprometeu-se a apresentar sua cliente nas próximas horas.

O delegado Adil Pinheiro ressaltou o trabalho do Judiciário de Tangará da Serra. “Independentemente do mérito desta ou de qualquer outra ação, o Judiciário Criminal na comarca, comandado por duas juízas, tem se mostrado ao longo dos anos, sensível a casos graves, decidindo de forma célere, em consonância com os anseios dos jurisdicionados. Sempre de forma imparcial, embasado na lei, nas provas dos autos e na sua convicção. A sociedade de Tangara da Serra tem muito a ganhar com um judiciário que exerce com maestria seu mister constitucional”, finalizou Adil.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia identifica suspeitos e apreende armas de fogo em investigação de homicídio contra mulher em Comodoro

Publicado

Os autores do bárbaro homicídio que vitimou uma mulher em Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá) foram identificados e duas armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Civil, na sexta-feira (30.07), durante diligências para apuração do crime.

Entre os envolvidos está um casal, formado por uma mulher de 31 anos e um menor de 16, apontados como autores da execução da vítima. Um segundo casal teria presenciado os fatos, não interferindo na ação dos executores.

O homicídio que vitimou Lázara Izabel Souza da Silva, de 35, ocorreu na quinta-feira (29), ocasião em que a vítima foi com a tia buscar garrafas pet na residência vizinha. Havia dois casais na casa, e a tia decidiu ficar no local, onde ficou ingerindo bebida alcoólica com a suspeita e o marido dela.

Em determinado momento o casal entrou para a casa, ocasião em o suspeito saiu com uma arma de fogo atirando contra a vítima, que saiu correndo, porém foi alcançada pelo casal. Vendo que a vítima ainda estava com vida, a suspeita a esfaqueou, assim como o marido dela deu várias coronhadas na cabeça da vitima.

O outro casal não se envolveu na situação, porém ficou o tempo todo observando com uma espingarda calibre 28. Após o crime, os dois casais esconderam as armas e fugiram do local.  A vítima foi socorrida, porém não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de sexta-feira (30).

Assim que foi acionada do crime, a equipe da Polícia Civil foi até o local, onde localizaram uma das armas escondida na mata. Em continuidade as diligencias, os policiais localizaram o casal, dono da residência. Questionados sobre a outra arma, eles confessaram que também estava escondida na região de mata próxima a casa.

O suspeito apontado como dono da arma, de apenas 18 anos, e casado com um menor de 15, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e liberado após pagamento de fiança. O menor que atirou contra a vítima se apresentou na Delegacia na presença de advogado na sexta-feira (30), sendo ouvido e liberado.

A companheira dele, suspeita de esfaquear a vítima, continua foragida. Segundo as informações, o crime foi motivado por uma briga ocorrida em um bar no ano de 2018, ocasião em que a vítima o irmão da suspeita (casada com o menor).

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Suspeito com passagens por roubo é preso com arma e munições em Sinop

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de envolvimento em crimes de roubo foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na sexta-feira (31.07), durante ação realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Sinop (500 km ao sul de Cuiabá).

A ação deflagrada para cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar expedido pela 4ª Vara Criminal de Sinop, decretado, com base nas investigações da Derf. O suspeito, de 28 anos, possui passagens anteriores por roubo.

Durante as buscas na residência no bairro Terra Rica, os policiais apreenderam uma arma de fogo calibre 38, com numeração suprimida e sete munições do mesmo calibre, além de produtos de origem duvidosa.

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Derf, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana