conecte-se conosco


Mato Grosso

Espinhel de 200 metros é retirado da praia da Vereda em Santo Antônio

Publicado

Em uma ação preventiva, os fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente retiraram do rio um espinhel que aparentava ter mais de 200 metros de comprimento, na região da praia da Vereda no município de Santo Antônio do Leverger (34 quilômetros de Cuiabá).

As ações são realizadas nas últimas semanas pela equipe de Fiscalização de Fauna da Sema, para prevenir a pescada predatória, retirando dos rios equipamentos como: cervas fixas, armadilhas ilegais, redes, espinheis, boias e tarrafas que poluem o rio. Além disso, as equipes libertam peixes presos nas armadilhas.

“A Sema está fazendo um trabalho intenso de retirada de armadilhas e lixos que se encontram nos rios Cuiabá e Manso, visando mantê-los limpos e possibilitar a reprodução dos peixes. É importante a participação da comunidade ribeirinha e pescadores, sejam eles profissionais ou amadores, de contribuir com a limpeza dos rios, esse grande patrimônio que possuímos”, destaca o coordenador de Fiscalização de Fauna da Sema, Jean Holz.

Esse trabalho preventivo, que retira materiais irregulares dos rios, possibilita a subida dos peixes, diminuindo a pressão de pesca predatória.

Leia Também:  Profissionais de escola do campo e quilombola de Santo Antônio passam por formação

Denúncias

A pesca depredatória e outros crimes ambientais podem ser denunciadas por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838; no site da Sema (www.sema.mt.gov.br), por meio de formulário; ou ainda nas unidades regionais do órgão ambiental.

Fonte: GOV MT
publicidade
1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Cidadão Matogrossense Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Cidadão Matogrossense
Visitante
Cidadão Matogrossense

As grandes cevas no Rio Cuiabá, notadamente na região de Santo Antônio, impedem a subida dos peixes. Lembro que em 2011 quando a Sema realizou um trabalho nestas cevas, os cardumes subiram com vigor. Sem contar que boiões (tipo armadilha ou de marcação de ceva ou ancoragem), além de representarem perigo à navegação, destroem o aspecto do rio. Quanto a espinhéis, anzóis de galho, etc, há que se ficar sempre atento. Já passou da hora de proibir a circulação de peixes de rio no estado, inclusive e principalmente para fins comerciais (onde só os atravessadores realmente ganham alguma coisa). Com… Read more »

Mato Grosso

Gefron entrega uniformes a crianças e adolescentes de projeto na fronteira

Publicado

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT), da Secretaria de Segurança Pública, entregou nesta semana uniformes aos participantes do Projeto Grêmio do Gefron, que tem uma escolinha de futebol para crianças e adolescentes. Participam do projeto 60 alunos de ambos os sexos. As atividades são desenvolvidas no distrito de Vila Aparecida, no município de Cáceres (220 km ao oeste de Cuiabá), região de fronteira que é monitorada pelo Gefron.

 A entrega foi realizada no Canil Integrado de Fronteira (Canilfron), onde foram selecionados 20 alunos para receber o uniforme de passeio. No canil, os alunos puderam conhecer a estrutura física, policiais, viaturas e o principal atrativo – os cães policiais das raças belga de malinois e labrador, que integram a unidade.

O coordenador do Gefron, coronel PM José Nildo de Oliveira, afirmou que o projeto é mais uma atividade preventiva desenvolvida pela unidade com o objetivo de aproximar a polícia da comunidade. “Entendemos também que o trabalho preventivo é muito importante. A cada encontro que fazemos nas escolas vemos surtir efeitos positivos na comunidade”.

Leia Também:  Inscrições para o Prêmio Professores do Brasil estão abertas

Participaram também da entrega dos uniformes o coordenador operacional, major PM Luiz Marcelo, o gerente do Canilfron, sargento Moracir, o presidente do Grêmio Recreativo e Desportivo, sargento Cláudio, o vereador, professor Domingos e demais policiais e membros do Projeto Grêmio do Gefron.

Projetos sociais

Além do Grêmio, o grupamento de fronteira desenvolve outros projetos sociais, como o “Cãominhar”, em Cáceres, e o Gefron em minha comunidade. Todos trabalham com ações preventivas e de auxílio a pessoas em situação de vulnerabilidade social. O Gefron em minha comunidade oferta atividades educativas e de lazer para crianças e adolescentes que vivem na região de fronteira.

O Cãominhar utiliza cães da unidade no auxílio à reabilitação de crianças com autismo e paralisia cerebral. A ação é realizada no Centro de Reabilitação de Cáceres, com quatro cães, em sessões de fisioterapia uma vez por mês.

Canil integrado

Dez cães auxiliam as instituições de Segurança Pública na faixa de fronteira entre Brasil e Bolívia. A unidade foi criada em outubro de 2013 e regulamentada em novembro de 2014. Os cães atuam em três frentes: faro de drogas, busca e resgate e captura, abordagens de guarda. Os cães farejadores são os mais empregados nas ações policiais.

Leia Também:  Seduc vai encaminhar às escolas sugestão para reposição de aulas

(*Estagiária de Jornalismo sob supervisão de Raquel Teixeira)

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

CGE participa de Congresso Brasileiro sobre tecnologia para a auditoria interna

Publicado

Representantes da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) participaram nesta semana de debates sobre tecnologia e inovação para a auditoria interna, tema central do 39° Congresso Brasileiro de Auditoria Interna (Conbrai), realizado em Florianópolis (SC). Promovido pelo Instituto dos Auditores Internos do Brasil (IIA Brasil), o Conbrai é o principal evento do país com foco na profissão.

Um dos pontos debatidos foi o uso da inteligência artificial na auditoria interna. Foi evidenciada que, com o auxílio de inteligência artificial robusta, a auditoria interna consegue gerar resultados mais rápidos e assertivos, principalmente antes da ocorrência de eventuais problemas na gestão dos recursos públicos.

Entretanto, para esse ganho de performance, foi discutida no evento a necessidade de que o auditor esteja envolvido na construção, aplicação, gestão e controle dos sistemas de inteligência artificial de forma a se certificar de que realmente foram concebidos adequadamente para encontrar probabilidades de erros, falhas e fraudes.

Durante três dias, cerca de 800 profissionais com atuação na área de auditoria participaram de discussões intermediadas por 30 palestrantes acerca das tendências e regulamentos sobre compliance, transparência, gestão de riscos, governança, entre outros assuntos.

Leia Também:  Projeto ‘Escola Segura’ afasta criminalidade do ambiente escolar

A CGE-MT foi representada no evento pelos auditores Daniel Azevedo e Carlos Melo, da Coordenadoria de Apoio das Atividades de Controle Preventivo.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana