conecte-se conosco


Mato Grosso

Especialistas participarão do 1º Fórum Mato-grossense em Promoção da Saúde

Publicado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), realiza o 1º Fórum Mato-grossense em Promoção da Saúde, durante os dias 6, 7 e 8 de novembro, no Hotel Fazenda Mato Grosso. O evento reunirá teóricos de referência na área da Promoção da Saúde e englobará assuntos que dialogam com o cotidiano da população.

Os debates percorrerão temas diversos, como a sustentabilidade, a cultura da paz e as políticas efetivas em Promoção da Saúde e serão conduzidos por especialistas de cada área. Dentre os convidados, o professor e doutor pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Ricardo Ceccim, que dará início à primeira conferência magna do evento e discorrerá sobre a “Educação Permanente e as perspectivas para o fortalecimento das ações em Promoção da Saúde”.

De acordo com ele, o Fórum é uma oportunidade para a construção plural e multifacetada da Política Estadual de Promoção da Saúde, que reunirá diretrizes e estipulará objetivos para o Estado.

“Durante sua construção, é positivo que a política seja conversada, compartilhada. Eu defendo que quando temos uma proposta de política, que a gente abra esse espaço de conversa. Dá para dizer que o Sistema Único de Saúde (SUS) inventou isso desde as conferências temáticas, como a da saúde da mulher, saúde do trabalhador, saúde mental. É uma maneira de dizer que cada temática merece uma conversa com a sociedade”, avaliou.

Para Ceccim, a iniciativa da gestão estadual reflete o entendimento que o Governo tem sobre a importância da saúde que reside no cotidiano, nos hábitos, e que vai muito além da gestão hospitalar.

Leia Também:  Última parcela do salário dos servidores estará disponível no sábado

“Neste momento, a SES-MT está se dispondo a mediar uma conversa com o tema da Promoção da Saúde. Também acho que [a secretaria] está dizendo: ‘esse outro componente, que não é o tratamento, vamos falar sobre isso?’. Falamos das modalidades de tratamento, mas precisamos falar de Promoção e Educação em Saúde”, destacou o especialista.

Doutor em psicologia clínica e com pós-doutorado em antropologia médica, o professor explicou que a educação permanente atua no aprimoramento da prática profissional e atenta os trabalhadores para outros eixos que também estão relacionados à saúde e ao bem-estar da população.

“A Escola de Saúde Pública, por exemplo, é um equipamento específico do SUS e da educação dos profissionais; é um lugar em que formamos profissionais, podendo capacitá-los, inclusive, para fazer as práticas integrativas e de promoção na rede de serviços. Tudo isso é um processo educativo. Mudar práticas é um processo educativo”, pontuou.

Mato Grosso

De acordo com a coordenadora de Promoção e Humanização da Saúde da SES-MT, Rosiene Pires, o Estado de Mato Grosso registra excelentes índices em programas voltados para o Enfrentamento do Tabaco, o Bolsa Família, a Saúde na Escola, a Academia da Saúde e o Aleitamento Materno.

Para que este cenário seja aprimorado, o 1º Fórum Mato-grossense debaterá a Política Estadual de Promoção da Saúde, que tem o objetivo de fortalecer uma atuação que já é substancialmente positiva. Por meio do Encontro Mato-grossense de Experiências Bem-sucedidas em Promoção da Saúde, que acontecerá durante o Fórum, também haverá a troca de saberes e experiências para o fortalecimento das ações de Promoção da Saúde.

Leia Também:  Comitiva da Sesp e Gefron fazem testes em 45 fuzis em fábrica nos EUA

“Quando pensamos neste primeiro Fórum, pensamos em fazer um encontro de saberes e diálogo. Desejamos que a Política Estadual seja construída por várias mãos e, neste contexto, os congressistas também poderão contribuir com as suas experiências científicas e auxiliarão na relação entre a teoria e a prática”, explicou a gestora.

O saldo deste Fórum será compilado na “Carta Mato Grosso para a Promoção da Saúde”, documento que reunirá as diretrizes para o avanço das políticas de promoção da Saúde no estado. “Essa carta englobará todos os tópicos e temas que a política traz”, concluiu a coordenadora.

Serviço

Realizado pela SES-MT, o 1º Fórum Mato-grossense em Promoção da Saúde ocorrerá durante os dias 6, 7 e 8 de novembro, no Hotel Fazenda Mato Grosso. Além de Ricardo Ceccim, participarão do primeiro dia de evento Dais Gonçalves Rocha, da Universidade de Brasília (UNB); Laura Cury, representante da ACT Promoção da Saúde; Andréa Cardoso, do Programa Nacional de Controle do Tabagismo; Eliane Jeronimo, Coordenadora de Ensino, Pesquisa e Extensão da SES-MT; o reitor da Unipaz de Brasília e escritor, Roberto Crema; e o professor e doutor Marcos Aurélio da Silva, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Para acessar a programação completa do evento, clique aqui

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Escola de VG aposta em feira cultural com a temática voltada para a Amazônia

Publicado

A Escola Estadual Dom Bosco, de Várzea Grande, realizará a sua 1ª Feira Cultural na próxima quarta-feira (20.11). Intitulada “Um Olhar Para a Amazônia”, a mostra terá a participação de 620 alunos, que mostrarão trabalhos relacionados ao desmatamento, culinária, índice populacional, além dos rios da região. Os estudantes apresentarão atividades relativas a mortandade dos animais a destruição da fauna e flora. Na parte cultural, serão abordados o folclore com suas lendas, danças e músicas típicas da Amazônia. 

Todas as atividades apresentadas na feira cultural serão construídas pelos alunos e professores. A ideia é que os jovens se sintam protagonistas de seu próprio conhecimento, participando ativamente no processo.

Segundo a diretora Suzan Kelly de Souza Campos de Paula, a ideia nasceu de uma conversa informal, em sala de aula, sobre o desmatamento e as queimadas que vêm atingindo nossas florestas. “Os professores observaram que o assunto estava em foco nas mídias, e devido a esse problema mundialmente discutido a equipe gestora juntamente com os professores e alunos decidiram realizar um projeto”, assinala. No entendimento da diretora, os alunos necessitam saber da grande importância da Amazônia para a humanidade, passando assim a valorizá-la.

Leia Também:  Seduc realiza prova para Atesto em Libras

“Sem dúvida o nosso foco com esse projeto é fazer com que o aluno conheça melhor, para valorizar e aprender a preservar um bem que é de toda a humanidade, modificando as relações que o homem estabelece com a natureza e a forma de utilização de seus recursos” falo a professora de história Eliane Maria.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Segunda etapa da vacinação contra sarampo começa nesta segunda-feira (18)

Publicado

A segunda etapa da vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (18.11) e imunizará, até 30 de novembro, adultos de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta de vacinação em dia. Para garantir mais efetividade à campanha, além da dose de rotina, Mato Grosso recebeu 35 mil doses extras como forma de facilitar o acesso da população à imunização.

Ciente de que a vacina tríplice viral é a forma mais segura de prevenir o sarampo, protegendo também contra a rubéola e a caxumba, o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, reforça o pedido à população mato-grossense para que procurem o posto de saúde mais próximo para vacinar.

“Essa é uma força-tarefa nacional de imunização contra o sarampo. Até o momento, Mato Grosso não tem casos confirmados de sarampo e não queremos que a doença, que chegou a ser erradicada no Brasil, volte a circular no Estado”, disse o secretário.

Conforme dados do Ministério da Saúde, um total de 68.814 mil mato-grossenses, entre 20 e 29 anos, não estão imunizados contra a doença. A proposta da campanha é diminuir esse número. Para isso, o Ministério deve enviar para o Estado, na próxima semana, novas doses da vacina.

Leia Também:  Exposições, shows e seminário são destaques da semana

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), Alessandra Moraes, explica que, diferentemente dos anos anteriores, essa faixa-etária foi selecionada porque apresentou, em outros estados com casos confirmados de sarampo, uma gravidade no acometimento da doença, evoluindo, muita das vezes, para internações.

“Esse grupo precisa ter duas doses da vacina para ser considerado imunizado. É importante buscar uma unidade de saúde e levar o cartão vacinal para que possa ser vacinado. Se não puder comprovar que já recebeu alguma dose da vacinação, a pessoa vai tomar a primeira dose da vacina normalmente e 30 dias depois irá tomar a segunda dose”, informa.

Além da participação espontânea das pessoas, Alessandra destaca a importância de os munícipios estarem ativos na campanha. “É importante também que os municípios não percam a oportunidade de vacinar esse público. Então, é imprescindível ficar atento aos espaços onde os jovens estão e buscar levar as  informações sobre vacinação a esses meios. Essas são estratégias que os municípios podem utilizar para acessar este público”, avalia a coordenadora.

Leia Também:  PM apreende duas armas na residência de caseiro que agrediu esposa e filho

Sobre o sarampo

O sarampo é uma doença viral altamente contagiosa, que pode evoluir para complicações graves e óbitos. A doença é transmitida por meio das secreções expelidas pelo doente ao falar, tossir e espirrar. O comportamento endêmico/epidêmico do sarampo varia de um local para outro e depende basicamente da relação entre o grau de imunidade e a suscetibilidade da população, bem como da circulação do vírus na área.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana