conecte-se conosco


Turismo

Especialistas explicam: comprar viagens na Black Friday vale a pena?

Publicado


source
black friday
Pixabay

Nesta sexta, preste atenção nas promoções

Com a Black Friday chegando,  muitas promoções de agências e sites especializados em viagens começam a aparecer e gerar uma grande tentação nos turistas. Mas permanece a dúvida: com a pandemia do novo coronavírus, vale a pena comprar uma viagem na Black Friday? 


Pensando nessa dúvida, conversamos com Lucas Estevam, do canal  Estevam pelo Mundo  e Gustavo Mariotto, Head Marketing do ViajaNet para entender melhor o que fazer nesta edição da Black Friday para não cair em golpes e também se vale mesmo a pena reservar uma viagem em tempos de pandemia. 

Vale a pena comprar pacotes para datas aleatórias?

Lucas aponta que é necessário entender quais são as suas preferências e também saber se o site ou agência possui taxa de cancelamento. “Acho que vale você colocar na balança: investimento e risco. Eu recomendo apenas compras que garantem remarcações sem custo. Devido à pandemia muitas empresas estão deixando remarcar sem custo, mas muitas cobram o cancelamento integral”, afirma.

Por conta das grandes promoções, Gustavo indica focar em passagens aéreas. “Por ser um momento de grandes promoções e descontos, na Black Friday vale a pena comprar passagens de viagem. O período permite encontrar oportunidades de valores e possibilidades mais acessíveis”, diz.

Como se planejar com datas aleatórias?

Lucas aponta que é necessário ter uma boa flexibilidade, ainda mais com os níveis de contaminação tendo variações bruscas nos números. “Com o cenário atual de pandemia, fica difícil qualquer planejamento. Acho importante ver se você teria flexibilidade para remarcar caso fosse necessário”, indica.

A mudança é a disponibilidade da passagem no momento em que optar viajar, segundo Gustavo. “Devido à incerteza imposta pelo coronavírus, além do planejamento da viagem diante do melhor momento para o turista, já que é preciso conciliar a agenda entre ambas as partes”, diz.

O que fazer em caso de uma segunda onda da pandemia?

Você deve analisar em dobro se vale ou não a viagem. “É preciso aguardar o melhor momento para viajar, avaliar as condições impostas pela agência de viagem, para verificar a usabilidade das passagens, suas restrições e direitos do comprador”, diz Gustavo.

Lucas indica disponibilidade. “O ideal é garantir que você tenha pelo menos 12 meses para realizar a viagem e que você possa ter uma remarcação ou cancelamento sem taxas. Assim, você fica tranquilo e não compra com “peso” na consciência”, afirma.

Em um geral, quais as vantagens e desvantagens da Black Friday?

Lucas aponta que é preciso prestar atenção em toda a descrição da promoção. “Muitas ofertas de black friday não garantem o hotel ou passeio de forma exata. Por exemplo, muitos não dizem o nome do hotel, apenas que será um hotel classe turista. Já vi pessoas que compraram pacotes e se deram muito bem, e outras que estavam em lua de mel e o pacote os colocou em um quarto compartilhado de um hostel no Chile”, indica.

Além de descontos e promoções, você pode aproveitar uma variedade maior de pagamentos. “Devido ao preço é possível comprar e aproveitar um período mais longo de viagem e outra vantagem. Mas vejo como desvantagem a é a instabilidade e a possibilidade de cancelamento”, aponta Gustavo.

Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Cidadão do mundo: veja quais são os passaportes mais poderosos do planeta

Publicado


source
Desde 2018%2C o Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo%2C numa lista de 110
Banco de Imagens

Desde 2018, o Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo, numa lista de 110

Anualmente o ranking Henley Passport Index aponta os passaportes mais poderosos do mundo. O ranking é feito com dados da Iata (Associação Internacional de Transportes Aéreos) e leva em consideração o número de países a que eles dão acesso sem necessidade de visto ou onde é possível emiti-lo apenas depois de chegar no destino.

Desde 2018, o  Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo, numa lista de 110 passaportes. O documento japonês dá acesso a 191 países. O Afeganistão aparece como o mais fraco, permitindo o acesso a apenas 26 países sem o visto. O Brasil ocupa a 19ª posição, junto da Argentina e de Hong Kong. Os três permitem que seus cidadãos entrem em 170 países sem a necessidade de solicitar e emitir visto. Em 2021, a segunda colocação do ranking ficou com a Singapura, cujo passaporte é aceito em 190 países, e o terceiro lugar ficou com Alemanha e Coreia do Sul, que dão direito de acesso a 189 países. Apesar do acesso irrestrito a alguns lugares,  essas condições mudaram para muitos países durante a pandemia da Covid-19, por regras temporárias de cada país. Confira os principais países do ranking: Os passaportes mais poderosos 1º Japão (191 países) 2º ​Singapura (190 países) 3º Coreia do Sul e Alemanha (189 países) 4º Finlândia, Itália, Luxemburgo e Espanha (188 países) 5º Áustria e Dinamarca (187 países) 6º França, Irlanda, Holanda, Portugal e Suécia (186 países) 7º Bélgica, Nova Zelândia, Noruega, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos (185 países) 8º Austrália, República Tcheca, Grécia e Malta (184 países) 9º Canadá (183 países) 10º Hungria (182 países) Os passaportes mais fracos 106º Somália e Iêmen (33) 107º Paquistão (32 países) 108º Síria (29 países) 109º Iraque (28 países) 110º Afeganistão (26 países)

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Ecoturismo pertinho de São Paulo: saiba como se aventurar em Brotas

Publicado


source
rafting
Divulgação

O rafting é uma das atrações em Brotas que atrai quem gosta de adrenalina

São Paulo, apesar de ser um estado repleto de cidades grandes, tem refúgios naturais . Para os que querem fazer uma trilha, aproveitar uma praia ou fazer atividades radicais, um desses destinos é Brotas.

Localizada a 220 quilômetros da capital, Brotas é oferece diversas opções para os apreciadores do ecoturismo e dos esportes radicais. Conhecida como a Capital Nacional do Turismo de Aventura, a estância é referência quando o assunto é atividades ao ar livre. O clima é quente o ano inteiro, tornando possível a prática de atividades de ecoturismo por terra, água ou ar independente da estação. 

Você viu?

O que fazer em Brotas?

O rio Jacaré Pepira é o principal atrativo da cidade. Ao longo de seu curso há cachoeiras, nascentes, cuestas basálticas, trilhas com diversos graus de dificuldade, ecoparques. Entre eles o Eco Parque é um dos mais famosos. Outra atividade que vem ganhando destaque em Brotas é a prática de observação de pássaros.

Para quem curte esportes radicais, existem opções para todos os gostos e idades. Só para citar alguns exemplos, é possível praticar rafting, floating, kayak, boia cross, canionismo, voo do Tarzan, tirolesas, trilhas, trekking, árvorismo, quadricículos e cavalgadas. Existem, inclusive, algumas atividades que podem ser realizadas durante a noite.

Como se hospedar em Brotas?

As hospedagens são variadas, com hotéis fazenda repletos de atividades. Uma dica de hospedagem é o Brotas Eco Hotel Fazenda. O valor para o casal tem tarifas a partir de R$ 2.316, com pensão completa. Crianças até 3 anos não pagam. Além do Eco Hotel, as hospedagens em Brotas saem na média diária de R$ 504. 

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana