conecte-se conosco


Geral

Especialistas alertam para os riscos de suicídio durante e pós-pandemia; Profissionais da Saúde são os mais vulneráveis

Publicado

Cuiabá, que já atuava em diversas ações de combate, criou novos programas para auxiliar na saúde mental dos servidores

Levantamento recente elaborado pelo Governo Federal, por meio do Mapa da Violência, apresenta o Brasil na 8ª posição dentre os países que possuem maior índice de suicídio e Mato Grosso na 10ª posição entre os estados brasileiros. No início deste mês, na Câmara dos Deputados — em Brasília, a Associação Brasileira de Estudo e Prevenção do Suicídio (Abeps) alertou que o período durante e pós-pandemia de Covid-19 poderá agravar ainda mais esse números e os profissionais da Saúde que atuam em linha de frente contra a doença, estão entre os mais suscetíveis.

Com base nesta preocupante realidade, a Prefeitura de Cuiabá, que já atuava em diversas frentes de trabalho com eventos de rotina e atividades alusivas — conduzidas pela Coordenadoria de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, intensificou as ações com a criação de novos projetos e programas.

Dentre eles, está o Projeto Acolher. A iniciativa atua com suportes psicossociais contínuos aos servidores do Hospital São Benedito, entre palestras, rodas de conversas e atividades fisioterápicas conduzidas pela própria equipe de psicólogos e assistentes sociais da unidade. A psicóloga Flávia Saldanha Guedes, que é uma das idealizadoras do projeto, ressalta a importância desse apoio psicológico principalmente agora que a unidade possui 40 leitos de UTIs exclusivos para Covid-19 e atua em capacidade máxima de ocupação dos leitos — o que oportuniza maior desgaste físico e mental entre a equipe.

“O Projeto Acolher nasceu no final de 2018 para dar suporte direto aos servidores do São Benedito que, pela própria rotina hospitalar, já estão propensos a desenvolver comorbidades psicológicas graves. Na pandemia, entendemos que esse suporte é ainda mais necessário, uma vez que a intensidade de trabalho e a pressão do mesmo estão ainda maiores, principalmente para os que estão nas UTIs Covid. E tudo isso contribui para adoecimento psicológico que se não acompanhado pelo profissional, pode evoluir para suicídio”, explicou Guedes.

Outra iniciativa da Capital para reduzir os impactos da pandemia é o Programa Cuidando de Quem Cuida da Gente — uma plataforma digital que beneficia mais de sete mil servidores do Sistema Único de Saúde (SUS) e mais 200 servidores da Assistência Social que estão ligados ao atendimento e combate ao novo coronavírus (Covid-19). Interligada ao site da Prefeitura, o Programa, que foi idealizado e coordenado pela primeira-dama Márcia Pinheiro de forma inédita em Mato Grosso, está acolhendo esses profissionais por meio de palestras, workshops e ainda atendimentos psicológicos e psiquiátricos. Ao todo, o Programa conta com uma equipe multiprofissional composta dentre outros por especialistas das áreas de psiquiatria, psicologia, nutrição e educação física. Os acompanhamentos tiveram início em junho e serão feitos ao longo de seis meses para beneficiar também o pós-pandemia.

A psicóloga Telma Alves de Alencar Mendes, reforça a importância desses cuidados na vida dos servidores que estão expostos a cargas elevadas de estresse. E isso pode oportunizar ondas de distúrbios como ansiedade e consequentemente transtornos depressivos que podem contribuir para ideação suicida.

“A depressão é o principal fator que leva ao suicídio. Por isso, precisamos falar muito sobre as formas de combatê-la. Embora esta seja uma palavra bastante comum entre as pessoas nos dias atuais, cada vez mais nos deparamos com amigos, parentes ou pessoas muito próximas que entram em sofrimento e desenvolvem transtornos psicólogos e, em muitos casos, cometem o suicídio. Para se ter ideia, estudos do Ministério da Saúde comprovam que para cada morte por este ato, houve de 10 a 20 tentativas. Por isso, estratégias como estas que visam cuidar da saúde mental de forma precoce sempre serão as melhores estratégias e sem dúvidas salvará muitas vidas nessa pandemia”, enfatizou a especialista.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Carreta tomba na rodovia, mata mulher e deixa mais três feridos; laudo sai na semana que vem

Publicado

Uma mulher morreu e três pessoas (esposo e dois filhos) ficaram feridas no tombamento de uma carreta (marca e modelo não informados), na rodovia federal, num trecho entre Nova Xavantina e Barra do Garças (654 e 515 quilômetros de Cuiabá, respectivamente), ontem, por volta das 23h. A identidade dela ainda está sendo confirmada.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, a mulher ficou com a parte inferior do corpo presa na cabine e estava sem sinais vitais quando a equipe de resgate chegou para prestar os atendimentos.

Ainda de acordo com os militares, as duas crianças e o pai sofreram escoriações e foram encaminhadas ao hospital municipal de Barra do Garças. A versão investigada é que a carreta seguia sentido Barra quando saiu da pista e tombou.

O local do acidente foi analisado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que apontará, em laudo, os possíveis motivos do tombamento. Após conclusão do trabalho pericial, os bombeiros fizeram a limpeza da pista para e evitar novos acidentes.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia e reconhecimento oficial.

(Fonte: Sonoticias)

Continue lendo

Geral

Com novo decreto, Mendes libera bares, boates, shows, esporte e cinema

Publicado


O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira [Foto – Junior Silgueiro]

Com a redução na média móvel de casos confirmados de covid-19 no Estado, o governo publicou novas regras para regulamentar a prática de esportes e a abertura de cinemas e bares em Mato Grosso. O decreto nº 655/2020 foi publicado em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (25).

De acordo com o governador Mauro Mendes, planejamento para a retomada das atividades econômicas no Estado está acontecendo de forma responsável, com o objetivo de preservar os postos de trabalho e a economia de Mato Grosso.

“Estamos fazendo essa retomada de forma gradativa. Com a redução da contaminação e da ocupação de UTIs, já é possível permitir que essas atividades possam ser realizadas, sempre de forma segura. O setor cultural e esportivo foi muito prejudicado pela pandemia e cabe ao Governo auxiliar esses profissionais a restabeleceram sua fonte de renda”, afirmou o governador.

“É importante exaltar a sensibilidade do governador que permitiu essas atividades culturais e esportivas, que foram as primeiras afetadas pela pandemia e assim minimizar os impactos a quem vive do setor. Tudo isso paralelamente à ampliação da rede pública de saúde, com criação de leitos de UTI em todo estado, assim como pelas ações de tratamento precoce, a exemplo da criação do Centro de Triagem na Arena Pantanal e do envio de medicamentos e  300 mil testes rápidos aos municípios”, completou o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado.

Novas regras

A prática de esportes coletivos das categorias amador e profissional pode funcionar, desde que respeitado o limite de público externo de, no máximo, 30% da capacidade total do local do evento. Também deve ser observado o espaçamento de 1,5 metro entre os assentos.

Já os cinemas, museus e teatros, podem abrir as portas ao público, desde que respeitado o limite de pessoas correspondente a 50% da capacidade máxima do local. Para este cálculo, é necessário usar como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5 m entre as pessoas.

Os bares, shows, casas noturnas e congêneres, precisam respeitar o limite de público sentado, que não deve ultrapassar 50% da capacidade máxima do local, utilizando o mesmo critério para cálculo dos cinemas, teatros e museus.
Para a edição do decreto, o governo considerou a tendência de estabilização nos registros de casos de infecção pelo coronavírus, conforme os dados do último Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde n° 32. Também houve a redução da média móvel de casos confirmados, e de hospitalizações e óbitos.

Confira o decreto na íntegra clicando aqui.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana