conecte-se conosco


Internacional

Escassez faz Maryland importar 500 mil testes da Coréia do Sul

Publicado


source
covid-19 arrow-options
Agência Brasil

Até agora, Maryland realizou 71.577 testes para o vírus e quase 14 mil infecções foram registradas, um número que continua a aumentar


Quando o presidente dos EUA, Donald Trump, disse aos governadores que eles precisavam intensificar seus esforços para garantir suprimentos médicos, o governador Larry Hogan, de Maryland, levou a sério o pedido. Ele negociou com fornecedores na Coréia do Sul para obter kits de teste de coronavírus.

“O principal problema que enfrentamos é a falta de testes”, disse Hogan, republicano, que esteve entre os muitos críticos das repetidas alegações do governo Trump de que os estados têm testes adequados fornecidos pelo governo federal. “Não podemos abrir nossos estados sem aumentar os testes.”

No sábado (18), um vôo da Korean Air chegou ao Aeroporto Internacional de Baltimore-Washington carregando 5 mil kits que, segundo autoridades oficiais, dariam a Maryland a capacidade de fazer 500 mil novos testes . A Food and Drug Administration (F.D.A.) e outras agências deram seu selo de aprovação para os kits quando o avião estava pousando.

Nos últimos dias, sua esposa, Yumi Hogan, imigrante coreana, estava no telefone no meio da noite ajudando a garantir o acordo final com dois laboratórios para garantir a transação.

“Felizmente, temos uma aproximação muito forte com a Coréia”, disse Hogan. “Mas não deveria ter sido tão difícil.”

Até agora, Maryland realizou 71.577 testes para o vírus e quase 14 mil infecções foram registradas, um número que continua a aumentar . Mais de 500 pessoas já morreram no estado.

Vários fornecedores sul-coreanos foram contatados para os novos kits de teste e, finalmente, o estado fechou negócio com a LabGenomics.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Venezuela confirma que 8 soldados foram sequestrados por guerrilheiros

Publicado


source
Venezuela confirma que 8 soldados foram sequestrados por guerrilheiros
Reprodução

Venezuela confirma que 8 soldados foram sequestrados por guerrilheiros

O ministro da Defesa venezuelano, Vladimir Padrino, informou neste sábado que oito de seus soldados foram capturados e estão detidos por grupos armados dissidentes das Farc, na Colômbia, após combates no estado de Apure, na fronteira entre os dois países, onde acontecem confrontos armados desde março.

O ministro disse que os paramilitares ofereceram uma prova de vida dos sequestrados em 9 de maio e exigiu que os captores “preservassem suas vidas e integridade física”.

“Estabelecemos os contatos para levar à sua libertação antecipada e a Chancelaria da República está em coordenação com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, para que este sirva de elo na entrega dos nossos irmãos combatentes”, disse o ministro, ao ler um comunicado na televisão estatal.

Esta foi a primeira confirmação oficial do caso, que já fora adiantado por uma organização não governamental venezuelana, FundaREDEDS, em uma denúncia no início desta semana. Segundo a ONG, os sequestradores integram uma dissidência das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que não se desmobilizou após o acordo de paz com o governo da Colômbia, e os sequestros ocorreram após combates em meados de abril em uma área de Apure, perto da fronteira com a Colômbia.

Analistas militares venezuelanos, como Rocío San Miguel, disseram que não há precedentes de soldados venezuelanos detidos por insurgentes do país vizinho pelo menos desde os anos 1990.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha confirmou que tem conhecimento das alegações, anunciando que os soldados venezuelanos estavam em seu poder, mas se recusou a dar detalhes, indicando que o trabalho humanitário do Comitê é bilateral e confidencial.

As autoridades de Caracas relataram combates em Apure desde 23 de março com grupos ilegais colombianos, que não identificaram, e nos quais morreram pelo menos uma dezena de soldados venezuelanos, enquanto o Serviço de Migração da Colômbia informou que cerca de 5 mil pessoas chegaram da Venezuela fugindo desses confrontos.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Israel destrói prédio em Gaza que abrigava escritórios de imprensa

Publicado


Israel realizou um ataque e destruiu uma torre de 12 andares em Gaza que abrigava os escritórios da Associated Press e de outros meios de comunicação dos Estados Unidos neste sábado (15), alegando que o prédio também foi usado pelo grupo militante islâmico Hamas.

O prédio al-Jalaa na Cidade de Gaza, que também abriga os escritórios da emissora Al Jazeera, do Catar, bem como outros escritórios e apartamentos, foi evacuado depois que o proprietário recebeu um aviso prévio da ataque iminente.

Um jornalista palestino foi ferido no ataque, informou a mídia palestina. Destroços e estilhaços voaram a dezenas de metros de distância.

Os militares israelenses disseram que seus “aviões de combate atingiram um prédio de vários andares que continha ativos militares pertencentes aos escritórios de inteligência da organização terrorista Hamas”.

Eles disseram que haviam fornecido um aviso prévio aos civis no prédio, permitindo que todos saíssem.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana