conecte-se conosco


Mato Grosso

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar resgatam indígena atacado por onça pintada

Publicado


Na sexta-feira (16.10), por volta das 19h, o posto de comando da Operação Pantanal II foi informado sobre uma ocorrência envolvendo ataque de onça pintada na região indígena Baía dos Guatós, no município de Barão de Melgaço.

O posto de comando averiguou que um homem, Irenaldo José da Silva, de 36 anos, estaria ferido na cabeça. De imediato o posto acionou a guarnição do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso (CBMMT) que estava no Pixaim, região mais próxima do local, que se deslocou para atender a vítima. Ao chegar no local, os militares relataram que o homem estava ferido e acompanhado pelo médico da aldeia onde a vítima reside, já tendo recebido os primeiros socorros.

A vítima estava consciente, porém com saturação baixa. A equipe conduziu a vítima junto com o médico da aldeia visto que o homem estava com perda significativa de volume sanguíneo, sendo transferida para a ambulância que se deslocava de Poconé junto a uma viatura da Força Nacional.

A vítima, após ser levado à unidade médica de Poconé, foi regulada para Cuiabá, devido aos ferimentos terem atingido uma artéria, necessitando de um atendimento especializado em um centro cirúrgico. O homem foi levado ao centro cirúrgico em Cuiabá por volta da 1h.

O coordenador geral do CIMAN, tenente coronel Dércio Santos destacou que a “Operação Pantanal II, além de atuar no combate aos incêndios também presta um serviço importante na região em outros atendimentos como ajuda humanitária, atendimento e resgate de animais, atendimento pré-hospitalar, dentre outros que se fazem necessários”.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Domingo (25): Mato Grosso registra 140.375 casos e 3.789 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (25.10), 140.375 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.789 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 131 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 140.375 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.826 estão em isolamento domiciliar e 122.224 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 182 internações em UTIs públicas e 162 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 45,50% para UTIs adulto e em 18% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (28.151) Rondonópolis (10.365), Várzea Grande (9.889), Sinop (6.909), Sorriso (6.211), Lucas do Rio Verde (5.851), Tangará da Serra (5.634), Primavera do Leste (4.819), Cáceres (3.438) e Campo Novo do Parecis (2.866).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 112.771 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.261 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último sábado (24), o Governo Federal confirmou o total de 5.380.635 casos da Covid-19 no Brasil e 156.903 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 5.353.656 casos da Covid-19 no Brasil e 156.471 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de domingo (25).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Trincheira do Tijucal será interditada para restauração a partir desta segunda-feira (26)

Publicado


A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) fará a interdição da trincheira do Complexo Viário do Tijucal, em Cuiabá, para restauração de alguns trechos que apresentaram falhas na estrutura, posteriores à entrega da obra. A interdição começa nesta segunda-feira (26.10) e a previsão para conclusão dos serviços é de 30 dias.

Em razão disso, a Sinfra orienta que os motoristas fiquem atentos, evitem transitar por esse trecho e busquem rotas alternativas como uma forma de prevenir eventuais problemas e transtornos. A trincheira do Complexo Viário do Tijucal possui 740 metros de extensão e interliga a BR-364 até a Avenida Archimedes Pereira Lima, na Capital.

De acordo com o secretário-adjunto de Obras Especiais da Sinfra, Isaac Nascimento, o  projeto de restauração que será executado teve sua elaboração iniciada ainda no ano de 2019 e foi concluído em setembro – e é resultado de um amplo esforço para identificar as causas de patologias relativas à umidade excessiva do solo e as soluções de engenharia aplicáveis.

Além desse diagnóstico de engenharia, ainda segundo o adjunto, embaraços jurídicos e administrativos existentes desde o ano de 2017, quando a trincheira foi liberada para o tráfego de veículos,  impediam a retomada e conclusão em definitivo da obra e quase levaram ao rompimento do contrato com a empresa executora. 

“Após esforço para dirimir todas as divergências, houve acordo entre a contratada e o Estado, sendo celebrado novo aditivo de prazo ao contrato. A expectativa agora é de conclusão dos serviços em 30  dias após a emissão da ordem de retomada dos serviços”, esclareceu Isaac Nascimento.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana