conecte-se conosco


Policial

Equipe da Força Tática que matou colega de farda por engano em Cuiabá é afastada das ruas, diz PM

Publicado

A morte do soldado Ricardo Ferreira Azevedo será investigada pela Corregedoria da PM e pela Polícia Civil

O Comando Geral da Polícia Militar determinou o afastamento de um tenente da Força Tática, acusado de ter atirado e matado por engano o policial militar Ricardo Ferreira de Azevedo, de 36 anos, na noite desta quinta-feira (28), durante uma abordagem em Cuiabá. O nome do oficial não foi informado.

De acordo com nota divulgada nesta sexta-fera (29), o caso é investigado pela Corregedoria da PM e pela Polícia civil, e o tenente juntamente com outros militares que participaram da abordagem exercerão trabalhos administrativos até a conclusão do inquérito.

“A Polícia Militar lamenta imensamente pela perda trágica e precoce do policial militar e informa que todas as medidas para apuração já estão sendo tomadas, inclusive com o afastamento preliminar dos envolvidos para atividades internas”, diz a nota. A nota diz ainda que a corporação está prestando apoio à família do militar que morreu.

Ricardo Ferreira era soldado da 21ª Companhia de Polícia Militar, do Centro, de Cuiabá, e estava na corporação há nove anos. Na noite de ontem, ele e outro soldado estavam avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA) auxiliando uma ocorrência do batalhão da Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam), que procurava por um grupo de motociclistas que fazia manobras perigosas na região da Avenida da Prainha. Por trabalhar no setor de Inteligência, ele não andava fardado.

Os suspeitos foram abordados no pátio de um posto de gasolina, no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Historiador Rubens de Mendonça. Ricardo sacou a sua arma e apontou em direção a eles para que se entregassem

Nesse momento, uma equipe da Força Tática viu a ação. O tenente pensou que se tratava de um roubo e teria ordenado para que Ricardo abaixasse a arma. Como isso não aconteceu, disparou um tiro contra o soldado.

Só depois, é que o colega dele informou à Força Tática que eles também eram policiais militares da inteligência. Ricardo foi levado em uma viatura até o Hospital Municipal de Cuiabá,porém, não resistiu e morreu em seguida.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Homem com mando de prisão é detido pela PRF em Comodoro/MT

Publicado


.

Na manhã desta quarta-feira (08), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem, de 49 anos, que possuía um mandado de prisão em seu desfavor.

Durante fiscalização na BR-174, em Comodoro, os policiais abordaram o veículo GM/S10, de cor branca e placas de Cuiabá/MT. Ao consultar a documentação, os PRFs constataram que havia um mandado de prisão em desfavor do condutor, pelo crime de sequestro e cárcere privado.

O mandado foi emitido pela Segunda Vara Criminal e Cível – Comodoro, na data de 10 de junho deste ano.

A ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil de Comodoro.

SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Ação conjunta vai distribuir cestas básicas a famílias cadastradas por Consegs e Polícia Comunitária

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil se uniu em uma ação conjunta com a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência (Setasc) e Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança (Feconseg-MT) para distribuição de cestas básicas para atender comunidades carentes da região metropolitana de Cuiabá e interior.

 

As cestas são montadas pela Setasc e fazem parte da Campanha Vem Ser Mais Solidário, coordenada pela secretaria, que arrecada alimentos e materiais de limpeza para doações a famílias em situação de vulnerabilidade neste período da pandemia do coronavírus.

A distribuição das 500 cestas básicas será organizada será organizada pela Coordenadoria de Polícia Comunitária e terá por parâmetro as demandas oriundas dos Consegs. As doações também irão para pessoas em situação de vulnerabilidade que já são cadastradas pela coordenação da Polícia Comunitária.  

As cestas contêm gêneros alimentícios de primeira necessidade, produtos de limpeza e vem também acompanhadas de cobertores, a fim de proporcionar às famílias melhores condições de passar pelo período  inverno, além de. Os cobertores fazem parte do Programa Aconhecgo, também da Setasc.

 

“A Polícia Judiciária Civil espera com esta ação contribuir com a população carente que tanto sofre com a pandemia. Ações desta natureza são a tônica da Coordenadoria neste momento difícil pelo qual passa muitas famílias mato-grossenses”, reforçou o coordenador de Polícia Comunitária, delegado Walter de Melo Fonseca Junior.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana