conecte-se conosco


Agro News

Equador abre o mercado de bovinos vivos para o Brasil

Publicado

O Ministério da Agricultura recebeu hoje comunicação das autoridades do Equador informando da aceitação do Certificado Zoosanitário Internacional proposto pelo Brasil para a exportação de bovinos vivos, concluindo, assim, negociações para a abertura daquele mercado, iniciadas em 2014.

O Brasil exportou, em 2018, 535 milhões de dólares em bovinos vivos, para todos os continentes, além de 6,5 bilhões de dólares em carne bovina. A exportação de animais vivos diversifica a pauta exportadora brasileira e oferece uma alternativa para os produtores rurais de todo o país.

O avanço do Brasil no mercado de bovinos vivos é um testemunho do alto padrão genético e da qualidade dos animais brasileiros e um reconhecimento da confiança internacional na defesa agropecuária brasileira.

Fonte: MAPA GOV
Leia Também:  Ministra Tereza Cristina fará abertura de reunião de vice-ministros da Agricultura do Brics
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Agro News

Plantio da soja está liberado em MT a partir desta 2ª-feira

Publicado

Defesa Agrícola

Plantio da soja está liberado em MT a partir desta 2ª-feira

Vazio sanitário encerrou no domingo. Aprosoja-MT espera regularização das chuvas

16/09/2019

A partir desta segunda-feira (16), o plantio de soja em Mato Grosso está permitido. O período do vazio sanitário, iniciado em 15 de junho, encerrou no domingo. A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) reforça a informação com seus associados e espera que haja a regularização das chuvas no Estado.

De acordo com o gerente de Defesa Agrícola da Aprosoja-MT, Daniel Pasculli, o plantio não deve começar massivamente após o final do vazio Ssnitário. “O tempo ainda está seco na maioria das regiões do Estado e é preciso aguardar a regularização das chuvas”, disse.

Pasculli reforoua que os agricultores precisam se ater, no início da safra, à qualidade das sementes que estão chegando às propriedades rurais. “As condições de transporte e armazenagem das sementes na fazenda são fundamentais para manter a qualidade até a hora da semeadura”, afirma.

Leia Também:  Mapa publica normativas para abóboras no Mercosul

A Aprosoja desenvolve o programa Semente Forte, que tem o objetivo de coletar sementes, dentro das especificações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para fazer um levantamento de qualidade do insumo que está chegando na propriedade e, também, fazer uma orientação de como deve ser armazenada. O produtor rural que quiser entender mais sobre o programa pode entrar em contato com a gerência de Defesa Agrícola, pelo e-mail [email protected]

 

 

Fonte: Ascom/Aprosoja-MT

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA
Continue lendo

Agro News

Mapa participa de ação para estimular produção de cacau no Brasil

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) será parceiro do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) na realização da Oficina de Implementação do Polo Transamazônico – Rota do Cacau, que acontecerá entre os dias 17 e 20 de novembro, nos municípios de Altamira e Belém, no estado do Pará. O objetivo é impulsionar o potencial produtivo do cacau e contribuir para a geração de emprego e renda, especialmente para pequenos e médios produtores rurais.

A Rota do Cacau faz parte do Programa Rotas de Integração Nacional do MDR, que mapeia as cadeias produtivas potenciais em todo o país e atua com redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) para promover inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados. A participação do Mapa será por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI).

O encontro vai reunir representantes de instituições públicas e atores locais interessados na instalação da Rota do Cacau, para debater a atualização do planejamento estratégico do Polo, a formalização do Comitê Gestor, propostas de cooperação e a execução de projeto de assistência rural. Também estarão na pauta temas como a viabilização do Centro de Referência do Cacau, a implementação do Projeto de Boas Práticas Agrícolas, o Programa PI Brasil, o Selo Brasil Certificado e a inauguração da incubadora de empreendimentos voltados para a inovação e o desenvolvimento da cadeia do cacau.

Técnicos da SAF estarão presentes na Oficina, expondo e articulando as possibilidades de integração com as diversas políticas públicas do Mapa, como os programas Bioeconomia Brasil – Sociobiodiversidade e Brasil Mais Cooperativo, voltados para a agricultura familiar e para pequenos e médios produtores rurais.

“A Rota do Cacau é mais uma possibilidade de somar esforços voltados para a estruturação de uma cadeia produtiva que tem significativa participação de agricultores familiares e pequenos e médios produtores. Dessa forma, podemos trazer mais efetividade e eficiência na aplicação dos recursos públicos para geração de renda destes produtores. Isso é bom para os agricultores, para as empresas e para o País”, destaca o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke.

A SDI, por meio do Departamento de Desenvolvimento de Cadeias Produtivas, apresentará a Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil), um programa nacional, coordenado pelo Mapa desde 2002, que objetiva a produção de alimentos sustentáveis e seguros para o consumo mediante a adoção das Boas Práticas Agrícolas, o uso racional de pesticidas e a adoção de rastreabilidade nas cadeias produtivas agrícolas e florestais. Os produtores que aderem à PI Brasil podem fazer uso do Selo Brasil Certificado, garantindo que a produção é sustentável e que respeita as legislações ambiental e trabalhista.

Técnicos das duas Secretarias também participarão da abertura do Chocolat Amazônia 2019 – VI Festival Internacional do Chocolate e Cacau, que ocorrerá em Belém, de 19 a 22 de setembro. Durante o evento, a SDI realizará uma série de reuniões com representantes regionais da cadeia produtiva do cacau com vistas à adoção da PI Brasil na região amazônica.

Estão envolvidas com as atividades, a Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Pará (SFA/PA), a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac/Mapa), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap-PA), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater-PA), a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará-PA), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Associação das Indústrias Processadoras de Cacau (AIPC), a Secretaria Nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano (SDRU/MDR), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet-PA), a World Cocoa Foundation (WCF-Cocoa Action) e as cooperativas Cepotx , Coopatrans, Copoam e Coopercau.

Rota do cacau         

Leia Também:  Programa Leite Seguro vai beneficiar cadeia produtiva do Rio Grande do Sul

O cacau é considerado uma das grandes promessas de crescimento do setor agrícola no Brasil e, consequentemente, de promoção de desenvolvimento regional. Atualmente, 90% da produção nacional está concentrada, principalmente em dois polos: no litoral sul da Bahia, que abrange 26 municípios na Mata Atlântica e na Transamazônica, englobando 11 cidades paraenses na região da Floresta Amazônica.

O Pará vem surpreendendo e ultrapassou a Bahia, até então líder na produção. Em 2016, foram 117 mil toneladas de cacau produzido em aproximadamente 170 mil hectares no estado paraense.

O Brasil é o 7º maior exportador do produto no mundo. A agregação de valor do cacau supera 2.000% desde a amêndoa até o chocolate e a cadeia produtiva movimenta R$ 20 bilhões no território nacional.

 Informações à imprensaCoordenação-Geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana