conecte-se conosco


Mato Grosso

Entidades que representam pessoas com deficiências são beneficiadas com doações

Publicado


.

Buscando amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” tem beneficiado entidades filantrópicas de diversos segmentos. Nesta quarta-feira (20.05), foram beneficiadas, com cestas básicas contendo alimentos e kits de produtos de higiene pessoal e limpeza, a Associação Mato-grossenses dos Deficientes (AMDE) e a Associação dos Surdos de Mato Grosso, instituições que atendem pessoas com deficiências.

A campanha é liderada de forma voluntária pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, e realizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc). A secretária adjunta de Cidadania da Setasc, Rosineide Porcionato, representou a primeira-dama e a secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, e enfatizou que a iniciativa busca atender todas as famílias em vulnerabilidade social, principalmente o que estão no grupo de risco, como, por exemplo, as pessoas com algum tipo de deficiência.

“É momento de urgência e estamos trabalhando para que estes alimentos cheguem o mais rápido possível aos que mais precisam. O Governo de Mato Grosso não tem medido esforços para levar solidariedade e união neste momento de pandemia”, destacou Rosineide.

A Associação Mato-grossenses dos Deficientes (AMDE) foi beneficiada com a doação de 120 cestas básicas. Fundada em 1983, a AMDE é uma associação sem fins lucrativos e uma das mais antigas de Cuiabá na luta e defesa dos direitos das pessoas com deficiência. Os associados têm uma diretoria que os representa e que está sempre em busca de melhorias para todos, seja no lazer, transporte, emprego, acessibilidade, visando sempre a inclusão social da pessoa com deficiência.

A presidente da entidade, Rosilene Garcia de Souza, que recebeu os mantimentos, enfatizou a importância da iniciativa e lembrou que a AMDE sobrevive de doações e qualquer um pode contribuir para a continuidade dos atendimentos.


 
“Foi muito bom receber essa ajuda maravilhosa da primeira-dama e toda a sua equipe. Nos mantemos por meio de doações, realizamos encaminhamos das pessoas para o mercado de trabalho, fazemos doações de frutas, alimentos e recentemente perdemos tudo, então neste momento dependemos da união de todos. Quem quiser contribuir conosco e ajudar quem realmente precisa será muito bem vindo”, externou a presidente.

Os pais do pequeno Davi, de quatro anos, atendido pela associação, foram alguns dos beneficiados pelas doações. O casal relatou que Davi nasceu com macrocefalia e hidrocefalia e por este motivo precisa de cuidado especial. Sem trabalhar e com o marido desempregado, a mãe do menino, Claudinéia Maciel, explica que a situação que se encontram é extremamente delicada. “Os alimentos chegaram na hora certa. Além do Davi, temos mais dois filhos para criar e estas doações vão ajudar muito”, disse.

As famílias atendidas pela Associação de Surdos de Mato Grosso, entidade que luta pela participação significativa dos direitos linguísticos dos surdos, também foram beneficiadas com a doação de 75 cestas. A Associação tem como foco promover melhorias dos atendimentos à comunidade surda, visando assegurar as pessoas com deficiência a plena participação social em igualdade de condições que as pessoas não deficientes.

“Vemos a necessidade das pessoas que nos procuram. Todas passando por uma situação problemática em meio a pandemia. Então quando a gente ouve esses relatos queremos ajudar. Agradecemos de coração por esta campanha da primeira-dama e da secretária Rosamaria, só tenho a agradecer”, disse o presidente da instituição, Rogério Belussi Miranda.

“Fico feliz pelo apoio, estamos sofrendo com este vírus, já temos dificuldades no dia-a-dia, e agora piorou, estamos sem renda e sem condições financeiras para comprar o básico, que é o alimento, então essa contribuição é um complemento importante”, destacou Roneide Pereira , uma das beneficiadas pela doação dos alimentos e que é assistida pela Associação de Surdos de Mato Grosso.

Outra entrega

O Instituto Desportivo da Criança (IDC) também foi beneficiado com as cestas da campanha Vem Ser Mais Solidário. A gerente do IDC, Selma Lopes, destacou a importância das doações que irão atender 500 famílias das crianças e adolescentes assistidas pela entidade. 

“Buscamos parcerias para entregas de alimentos, máscaras, álcool, que são coisas que eles estão tendo dificuldades de adquirir, durante esta pandemia. Ficamos imensamente alegres de poder contar com a parceria da primeira-dama, Virginia Mendes, e da secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, para atender essa demanda das famílias e não deixar que as nossas crianças passem necessidade básica, como a falta de comida”, agradeceu a gerente.

O IDC é uma organização sem fins lucrativos, que atua no processo educacional e de formação da cidadania de crianças e adolescentes no estado de Mato Grosso, nas cidades de Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Cuiabá e os Distritos do Sucuri e Nossa Senhora da Guia. O objetivo da entidade é atender crianças da rede pública de ensino, com idade entre 07 e 16 anos, no período do contra-turno escolar.

Fernanda Ferreira é mãe de três crianças atendidas pelo IDC. Atualmente desempregada por causa da pandemia e com o filho mais velho doente, ela conta que a doação irá ajudar nas economias para manter a alimentação e o tratamento com medicamentos. 

“Eu moro na minha casa com mais três filhos, não tenho ninguém que me ajude, sou a chefe de família. Há alguns meses trabalhava como diarista, mas por causa do isolamento fui mandada embora e sem o dinheiro, a situação está bem difícil. Agradeço pela ajuda”, relatou Fernanda.

A família da Nádia Caroline também foi atendida pela campanha. Conforme ela, as despesas da casa estão sendo mantidas apenas pelo marido que trabalha como autônomo. “O que está ajudando são as diárias do meu marido, já estou sem condições, até para fazer compras, os alimentos doados vieram em boa hora”, disse.

Faça parte da campanha

Se você quer ajudar, é possível doar alimentos ou itens de limpeza diretamente na Arena Pantanal. Quem preferir poderá doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil, agência 3834-2, conta corrente número 1.042.810-0 (CNPJ 03.507.415/0009-00). Todas as doações serão revertidas para compra de cestas básicas. As entidades interessadas precisam enviar solicitação para o e-mail [email protected]

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Sexta-feira (25): Mato Grosso registra 119.728 casos e 3.375 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (25.09), 119.728 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.375 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.180 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 119.728 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.419 estão em isolamento domiciliar e 100.183 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, 243 internações em UTIs públicas e 287 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 57,86% para UTIs adulto e em 33% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (23.275), Várzea Grande (8.890), Rondonópolis (8.733), Lucas do Rio Verde (5.430), Sorriso (5.049), Sinop (5.018), Tangará da Serra (4.854), Primavera do Leste (3.921), Cáceres (2.780) e Campo Novo do Parecis (2.667).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 95.865 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 809 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última quinta-feira (24), o Governo Federal confirmou o total de 4.657.702 casos da Covid-19 no Brasil e 139.808 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 138.977 óbitos e 4.624.885 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sexta-feira (25).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Sob coordenação do Governo do Estado, militares da Força Nacional iniciam combate aos incêndios

Publicado


.

Os 48 militares da Força Nacional enviados para Mato Grosso iniciaram nesta sexta-feira (25.09) as atividades de combate e controle dos incêndios na região do Pantanal. Sob orientação do Comitê Integrado Multiagências de Mato Grosso (Ciman-MT), o grupo teve acesso ao mapa com as localizações dos focos e instruções para a atuação com segurança.

Para auxiliar na operação de combate direto ao fogo são utilizadas sete aeronaves, viaturas, um caminhão baú, um micro-ônibus e equipamentos como abafadores, soprador, bomba costal, enxadas e rastelos. O grupo é formado por militares – homens e mulheres que vieram de outros Estados brasileiros como Pará, Rondônia, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Amazonas, São Paulo, Maranhão, Acre, Roraima, Amapá e Distrito Federal. Eles permanecem na região por 30 dias, com a possibilidade de prorrogação.

Os militares chegaram ao município de Poconé nesta quinta-feira (24.09) e atuam inicialmente por terra, nas proximidades da Pousada Aymara, Transpantaneira e Fazenda Pixaim. Na Estância Dorochê e no Parque Estadual Encontro das Águas, o acesso é feito somente com o uso de aeronave e este combate deve ser realizado já nos próximos dias.

Os focos de incêndio no Pantanal tiveram redução de 80% na última semana, conforme levantamento do Corpo de Bombeiros.

“Hoje estamos intensificando a implementação das equipes em campo, com ações em Barão de Melgaço e Porto Jofre. Está ocorrendo o monitoramento e vigilância as áreas onde o fogo já foi combatido e temos uma tropa que atuará em conjunto próximo à divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que passa pela mesma situação de incêndios florestais. Mesmo com a redução dos focos, ainda é necessária uma força-tarefa para que o estágio de controle total do fogo seja alcançado”, pontuou o comandante do Comitê Integrado Multiagências de Mato Grosso (Ciman-MT), tenente-coronel Dércio Santos da Silva.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, coronel Alessandro Borges, destacou a importância do reforço, já que o trabalho de combate aos incêndios no Pantanal vem sendo feito pelo Estado há mais de 70 dias.

“Trata-se de um trabalho contínuo e substituímos nossos militares de 10 em 10 dias. No entanto, eles continuam o atendimento de ocorrências de rotina na cidade. Este reforço é muito importante por termos um efetivo maior na escala de combate aos focos, que hoje, apresentam intensidade mais baixa. Se não fosse o trabalho forte do Governo do Estado e do Governo Federal, provavelmente teríamos danos maiores”, explicou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso, coronel Alessandro Borges.

Operação Pantanal II

A operação foi deflagrada no dia 7 de agosto, e desde então empenha esforços para proteção da maior planície alagável do mundo. A região abriga o Parque Encontro das Águas, conhecido por ter a maior concentração de onças do Pantanal.

Há mais de 200 pessoas atuando no combate às chamas, entre eles militares do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, militares da Marinha do Brasil, funcionários do SESC, ICMBio, IBAMA, militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul e servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana