conecte-se conosco


Esportes

Enderson Moreira destaca "Cruzeiro guerreiro" na estreia da Série B

Publicado


.

A noite desse sábado (8) foi histórica para um dos maiores clubes do futebol brasileiro. O Cruzeiro fez o primeiro jogo da sua vitoriosa trajetória na Série B do Campeonato Brasileiro. O placar final foi de vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto (SP).

Claro que o momento do clube está muito longe do esperado pela imensa torcida da Raposa, apelido pelo qual o Cruzeiro é conhecido. Mas o mais importante, no momento, é buscar o principal objetivo do clube na temporada, que é a volta à Série A do Campeonato Nacional.

Depois da partida, o técnico Enderson Moreira destacou principalmente os três pontos e a dedicação dos jogadores. “Tivemos coisas muito boas, e coisas que precisam ser acertadas. Mas acho que a postura da equipe foi boa, uma equipe que guerreou até o fim. Sofremos um gol quando, normalmente, a gente acaba sentindo muito (aos 40 minutos do segundo tempo). O poder de reação foi fantástico, de tentar a jogada, de tentar sair a vitória”, afirmou Enderson.

Os gols foram marcados pelo zagueiro Cacá, aos 17 minutos, e o meia Jean, aos 42, para o Cruzeiro. E o atacante Wellington Tanque, aos 40 minutos, para o Botafogo. A equipe mineira volta a campo na terça-feira (11) para enfrentar o Guarani no Brinco de Ouro, em Campinas, às 20h30.

Outros jogos

A tarde e a noite de sábado (8) também foram marcadas por mais cinco jogos: Operário 3 a 1 Figueirense, no Paraná, o Avaí fez 3 a 1 no Náutico, em Santa Catarina, o Vitória, jogando em Salvador, fez 1 a 0 no Sampaio Corrêa, o CSA fez 1 a 0 no Guarani, no Nordeste, e o América/MG fez 1 a 0 na Ponte Preta, em São Paulo.
 

Edição: Graça Adjuto

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Jogos de Tóquio: Comitê divulga cronograma de revezamento da tocha

Publicado


O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio anunciou, nesta segunda-feira (28), o percurso do revezamento da tocha. Segundo as autoridades japonesas, o início será no dia 25 de março em Fukushima, local arrasado por um terremoto em 2011.

Na sequência, a chama olímpica passará por outras 46 províncias do país asiático até a chegada à capital, onde acenderá a pira no Estádio Olímpico em 23 de julho. O lema escolhido para o revezamento, pelo Comitê Organizador, é “esperança ilumina nosso caminho”.

“No rastro da pandemia da covid-19, o fogo simbolizará a luz no fim do túnel escuro; uma luz de esperança para o mundo na preparação para os Jogos de Tóquio, que já serão um símbolo da resiliência, da unidade e da solidariedade da humanidade”, diz a entidade.

Os organizadores também afirmaram que, dependendo do andamento da pandemia, pequenas mudanças podem ocorrer no cronograma divulgado. Além disso, garantiram que a intenção é fazer um revezamento mais curto e mais barato do que o previsto originalmente.

Já o revezamento da Tocha Paralímpica acontecerá entre 12 e 24 de agosto. Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecem de 23 de julho a 8 de agosto de 2021, e as Paralimpíadas estão marcadas para o período de 24 de agosto a 8 de setembro de 2021.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Jogos de Tóquio: cavaleiro Nilson Moreira obtém um índice para CCE

Publicado


O cavaleiro Nilson Moreira da Silva registrou um dos índices necessários para garantir a participação na prova do Concurso Completo Equitação (CCE) dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A marca foi obtida, no último final de semana, em uma prova CCIs4* small (curto), realizado na cidade de Aiken (EUA).

Montando o cavalo Magnum´s Martini, o brasileiro registrou 40,30 pontos perdidos no adestramento, zerou o salto e um desconto de apenas 2,5 pontos no cross country por ultrapassar o tempo concedido, fechando a competição com 43,70 pontos perdidos em 14º lugar.

Agora, o cavaleiro Nilson e o cavalo Magnum computam dois índices técnicos em CCIs4* curtos. Para confirmar a presença em Tóquio, a dupla necessita ainda de índice em um CCI4* longo ou CCI5* longo.

A próxima oportunidade para alcançar este feito será no CCI4* longo, entre os dias 11 e 15 de novembro nos Jogos Equestres Mundiais, em Tryon (EUA).

“Esse ano ficou um pouco difícil por causa da pandemia. A covid-19 cancelou muitas provas. Tinha duas bem importantes nos primeiros meses de 2020. A minha ideia era ter conseguido os índices para a Olimpíada e para outras competições importantes naquela época. Mas agora é buscar as marcas em novembro nos Jogos Equestres Mundiais. Quero participar com meus três animais e tentar classificá-los, para depois ver qual está em um melhor momento”, disse o cavaleiro.

Os requisitos necessários são a obtenção mínima de 55% no adestramento, zerar ou atingir no máximo 11 pontos perdidos nos obstáculos, com não mais do que 75 segundos de excesso tempo (100 segundos em CCI5*L) e, no salto, não mais que 16 pontos perdidos. O prazo para a obtenção dos índices vai até 21 junho de 2021. O Brasil já está classificado para a prova olímpica do CCE. A equipe terá três titulares e um reserva.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana