conecte-se conosco


Política MT

Empresário cita participação de deputados em esquema de empréstimos fraudulentos investigado na Operação Ararath

Publicado

O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco e o deputado Juarez Costa, citados como beneficiário de empresários do Bic Banco

O dono da empresa Consop Construções, Ulisses Viganó, em depoimento no Ministério Público Federal (MPF), afirmou ter criado um verdadeiro esquema de financiamento ilegal de campanhas políticas com empréstimos fraudados dentro do extinto Bic Banco.

Conforme Viganó, o esquema foi feito a pedido de deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e do ex-secretário da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), Eder Moraes. O processo é oriundo da Operação Ararath que investiga crimes contra o sistema financeiro e de lavagem de dinheiro em Mato Grosso e é baseado na delação premiada do ex-superintendente da instituição financeira (BIC Banco), Luiz Carlos Cuzziol. Conforme os autos, a Consnop Construções contraiu empréstimos que totalizam R$ 4,3 milhões.

Em depoimento, Ulisses Viganó, citou o nome do ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (DEM), e do atual deputado federal e ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa (MDB), como favorecidos no esquema que, segundo a denúncia oferecida ao Ministério Público Federal, envolve 14 pessoas.

“Eu tinha uma empresa em Sinop que não fazia obras pública, aí e fui procurado pelo deputado Dilceu Dal Bosco e pelo Junior Leite (…) e me disseram o seguinte, você quer fazer obra no governo, a condição é esta você pega, vai lá no BIC, abre um cadastro lá, troca uma carta que nós garantimos obras para vocês. Eu fui lá, me apresentei com o Luiz [Carlos Cuzziol], na época era superintendente, eles pegaram uma carta, que essa carta eu não tinha nem um contrato com o Governo, me deram uma carta assinada pelo Vilceu, o Bic Banco trocou e eu repassei o dinheiro para eles, e aí começou as obras”, diz trecho do depoimento do empresário.

“Foram várias pessoas, eu peguei empréstimos orientados pelo Ságuas Moraes, da Seduc, pelo falecido Vilceu Marchetti, da Sinfra, o secretário dele na época, Ezequiel de Lara, para deputados. Eles argumentavam que precisavam de dinheiro lá para campanhas, eles chegavam lá com a carta, o Dilceu Dal Bosco, o ex-prefeito de Sinop Juarez Costa, para vários deputados foi feito a pedido do governo, o governador Silval Barbosa na época era vice do Blairo. Tinha secretarias que eu pegava cartas em que eu nem tinha contrato com o governo”, revelou o empreiteiro.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Batalhão da PM de Lucas do Rio Verde receberá R$ 1 milhão em emenda parlamentar

Publicado


.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Com emenda parlamentar de R$ 1 milhão destinada pelo deputado estadual Silvio Fávero, o governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), formalizou na quinta-feira (13), o termo para construção do 13ª Batalhão da Polícia Militar, no município de Lucas do Rio Verde.

“É muito gratificante, com muito empenho, concretizar esse sonho que vai não só reforçar a segurança pública no município de Lucas do Rio Verde, como para toda região. Agradeço a todos que se empenharam para que, juntos, pudéssemos, finalmente, dar início às obras para construção do Batalhão de Lucas”, comemorou o parlamentar.

Orçada em R$ 2,1 milhões, as obras terão a contrapartida do município, com previsão de entrega no prazo de um ano. Em uma área total de 18 mil metros quadrados, o batalhão também abrigará, futuramente, a Escola Militar que já funciona na cidade com 355 alunos. Com a nova sede, serão ampliadas para 1.200 vagas, com a destinação de outra emenda parlamentar do deputado Silvio, também no valor de R$ 1 milhão.

Em nome da Polícia Militar, o coronel PM Wancley Rodrigues, presente no ato de assinatura do termo, agradeceu Fávero por somar esforços em benefício da segurança pública de Mato Grosso, assegurando melhores condições de trabalho aos militares que atuam em Lucas do Rio Verde.

“Agradecemos o deputado Silvio Fávero por tratar a segurança pública com prioridade na atuação no Legislativo estadual. Este é um grande sonho da Polícia Militar. Essa obra dará mais qualidade ao trabalho da polícia na região e, consequentemente, mais segurança à população”, destacou o subchefe do Estado Maior, Wancley Rodrigues.

Na oportunidade, o governador Mauro Mendes (DEM) agradeceu o apoio do deputado estadual Silvio Fávero, a quem chamou de deputado artilheiro pelas iniciativas e leis emplacadas pelo parlamentar em favor de Mato Grosso. “Esse é o nosso deputado artilheiro! Mato Grosso agradece pela sua forte atuação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso”, declarou o chefe do Poder Executivo Estadual.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Estudantes poderão receber celulares, tablets e notebooks apreendidos pela polícia

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), apresentou o Projeto de Lei nº 700/2020, que prevê a doação de celulares, tablets e notebooks apreendidos pelas polícias Juciária Civil e a Militar de Mato Grosso a alunos da rede pública de ensino em situação de vulnerabilidade. A matéria foi apresentada na sessão de quarta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.  

A proposta, se aprovada, vai atender estudantes que, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), passaram a ter as aulas on-line. As aulas presenciais na rede estadual estão suspensas desde o dia 23 de março; e, agora, os estabelecimentos educacionais estão ofertando aulas na modalidade remota, à distância, por meio digital. Ocorre que nem todos os alunos da rede pública, possuem acesso aos meios digitais para poderem assistir as aulas.  

No texto fica estabelecido que os alunos beneficiados serão estudantes considerados em situação de vulnerabilidade, cuja a família esteja inscrita em cadastros para programas sociais do governo ou que de outra forma comprove a total impossibilidade de aquisição dos aparelhos de que trata o projeto.    

O deputado explica que a situação de muitos alunos que não possuem computadores ou celulares, o sensibilizou. “Por mais que as aulas sejam transmitidas por um canal de televisão, as atividades estão todas na plataforma digital. Queremos contribuir com a formação dos nossos jovens a partir da destinação de equipamentos que seriam queimados ou leiloados”, destacou Nascimento.  

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana