conecte-se conosco


Esportes

Emoção na Alemanha! Filho de Schumacher, Mick pilota Ferrari do 7º título do pai

Publicado

Mick Schumacher ficou emocionado ao pilotar a Ferrari do 7º título do seu pai na Fórmula 1 arrow-options
Ferrari/Divulgação

Mick Schumacher ficou emocionado ao pilotar a Ferrari do 7º título do seu pai na Fórmula 1

O filho do piloto heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher, Mick, homenageou o pai neste sábado (28) no circuito de Hockenheim, na Alemanha, ao ter guiado a histórica Ferrari F2004 .

Leia também: Vettel diz ser ‘injusto’ comparar Mick Schumacher com o pai

Com a máquina, Schumacher  conquistou o seu sétimo título da carreira na temporada de 2004. O carro ajudou o alemão a vencer 13 das 18 provas do ano.

Mick, filho do heptacampeão, pilotou a F2004 após a qualificação para o Grande Prêmio da Alemanha e ficou emocionado com a volta que deu em Hockenheim .

“Foi incrível poder pilotar o carro por aqui. Era o assento do meu pai e tudo se encaixou perfeitamente, de modo que foi ainda melhor. Sair do pit lane, até entrar novamente, eu não perdi um sorriso, estava na minha cara o tempo todo”, disse o piloto de 20 anos de idade.

Mick Schumacher ficou emocionado ao pilotar a Ferrari do 7º título do seu pai na Fórmula 1 arrow-options
Ferrari/Divulgação

Mick Schumacher ficou emocionado ao pilotar a Ferrari do 7º título do seu pai na Fórmula 1

O alemão também afirmou que não conseguiu ouvir o público por conta do motor V10 da F2004. Segundo Schumacher, o barulho estava “um pouco alto”.

Esta é a segunda vez que Mick Schumacher guia um carro utilizado pelo pai. Anteriormente, o jovem piloto dirigiu uma Benetton de 1994 para comemorar o 25º aniversário da primeira vitória de Schumi na Fórmula 1.

Leia também: Imigrantes ilegais são encontrados dentro de caminhão da Ferrari

O filho de Schumacher está atualmente disputando a Fórmula 2 e ocupa a 14ª colocação do campeonato, com 26 pontos. Seu melhor resultado foi um quarto lugar na corrida dois do Grande Prêmio da Áustria.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

GP da Holanda é a quarta prova cancelada da Fórmula 1

Publicado


.

Após 35 anos a Holanda voltaria a sediar este ano uma corrida de Fórmula 1, mas a pandemia do novo coronavírus (covid-19) forçou o adiamento no evento para 2021. A prova de Zandvoort, província no norte do país, inicialmente programada para o último dia 3, já havia sido adiada, mas hoje (28) os organizadores do Grande Prêmio(GP) decidiram pelo cancelamento da corrida,  tendo em vista que a competição ocorreria sem a presença de público, caso fosse remarcada.

“Nós e a Fórmula 1 investigamos o potencial de realizar uma corrida remarcada para este ano, sem espectadores, mas gostaríamos de comemorar este momento – o retorno da Fórmula 1 em Zandvoort – junto com nossos fãs de corrida na Holanda. Pedimos a todos que sejam pacientes. Eu tive que esperar por 35 anos, então eu posso esperar mais um ano”, esclareceu o diretor esportivo do GP da Holanda, Jan Lammers, em comunicado oficial publicado no site da Fórmula 1. 

Desde 1985, quando o austríaco Niki Lauda saiu vitorioso, o país não recebia uma prova do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O circuito passou por reformas de modernização e adequação, exigidas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). O interesse pelo retorno da disputa no país cresceu, principalmente, devido ao sucesso do piloto holandês Max Verstappen.

Em meio à pandemia de covid-19, o GP da Holanda é a quarta prova extinta  do calendário da F1 este ano. Antes, os GPs da Austrália, Mônaco e França já haviam sido cancelados. Além disso, foram adiados os GPs do Bahrein (Vietnã), China, Holanda, Espanha, Azerbaijão e Canadá. Atualmente, os organizadores da competição miram no GP da Áustria, programado para julho, que abrirá a temporada 2020.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

Esportes

LeBron James protesta contra morte de homem negro por policiais

Publicado


.

O jogador norte-americano de basquete LeBron James está entre vários atletas de destaque que foram às redes sociais para falar sobre a morte de um homem negro, que estava desarmado, e que foi visto em um vídeo deitado de bruços na rua enquanto um policial branco fica de joelhos sobre seu pescoço por vários minutos.

Quatro policiais de Mineápolis foram demitidos na última terça por causa do incidente de segunda-feira, no qual George Floyd, algemado, podia ser ouvido repetidamente gemendo e ofegante enquanto implora: “Por favor, não consigo respirar, por favor cara”.

LeBron, escolhido em quatro oportunidades como melhor jogador da NBA (liga profissional de basquete dos Estados Unidos), foi ao Instagram na noite da última terça para publicar um post no qual se referiu a Colin Kaepernick, ex-quarterback da NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos), que ficou ajoelhado durante a execução do hino nacional dos EUA para protestar contra a injustiça racial.

O post incluiu uma foto do policial com o joelho no pescoço de Floyd, ao lado de uma foto de Kaepernick ajoelhado durante o hino nacional com a legenda “Isso… …é o porquê”.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Do you understand NOW!!??!!?? Or is it still blurred to you?? ??‍♂️ #StayWoke?

Uma publicação compartilhada por LeBron James (@kingjames) em 26 de Mai, 2020 às 4:38 PDT

LeBron James, que joga no Los Angeles Lakers, também escreveu no post: “Vocês entendem AGORA !! ?? !! ?? Ou ainda está confuso para vocês?”.

Outros atletas manifestaram indignação com o incidente, que provavelmente adicionará combustível ao movimento Black Lives Matter (vidas negras importam, em tradução livre), desencadeado por uma série de assassinatos de homens negros desarmados cometidos pela polícia norte-americana.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana