conecte-se conosco


Economia

Embraer registra lucro de R$ 26,1 milhões no segundo trimestre

Publicado

source
Embraer arrow-options
Agência Brasil/Antônio Milena

Embraer registrou lucro de R$ 26,1 milhões no segundo trimestre deste ano

A fabricante de aviões Embraer anunciou nesta quarta-feira (14) um lucro líquido de R$ 26,1 milhões no segundo trimestre de 2019, revertendo prejuízo de R$ 485 milhões registrado no mesmo período do ano passado. Os números divulgados pela companhia ainda contemplam a divisão de aviação comercial, que está em processo final de venda para a norte-americana Boeing.

Leia também: Nome da nova Boeing-Embraer exclui brasileira e confirma soberania da americana

O segmento de aviação comercial continuou representando a maior fatia de receita da empresa no trimestre passado. Segundo balanço, o segmento comercial foi responsável por 45,7% da receita, o equivalente a R$ 2,4 bilhões.

O segmento executivo representou 21,5% (R$ 1,1 bilhão) e defesa e segurança ficou com 14,2% (R$ 766 milhões), enquanto serviços e suporte representou 18,5%, o equivalente a R$ 1 bilhão. A receita total foi de R$ 5,4 bilhões no segundo trimestre deste ano.

“Os segmentos executivo e defesa estão mais fortes do que nunca e vão trazer valor a nossos acionistas”, disse o presidente da empresa, Francisco Gomes Neto, durante teleconferência com analistas.

Leia Também:  Maia critica ideia de moeda única de Bolsonaro: “Volta da inflação?”

No período, a empresa entregou 51 aeronaves, sendo 26 comerciais e 25 executivas, três a mais que no mesmo período de 2018. A carteira de pedidos somou US$ 16,9 bilhões ao final do período. No primeiro trimestre, a carteira de pedidos somava US$ 16 bilhões. 

Gomes Neto afirmou que a previsão de que o negócio com a Boeing seja concluído até o fim do ano está mantida. Ele afirmou que há duas frentes de trabalho neste momento. 

“Estamos submetendo a transação às autoridades regulatórias de diversos países. E a outra frente prevê a separação dos ativos da aviação comercial, considerando a infraestrutura que vamos precisar”, explicou Gomes Neto.

Leia também: Bolsonaro anuncia venda de aeronaves da Embraer para Portugal

Boeing e Embraer serão sócias numa nova empresa de aviação comercial que vai se chamar Boeing Brasil – Commercial . A nova empresa está avaliada em US$ 5,26 bilhões e a Boeing será dona de 80% enquanto a Embraer terá 20%, parcela que poderão ser vendida à americana no futuro. O acordo foi firmado em dezembro do ano passado entre as companhias.

Leia Também:  Cotação dos grãos: café, açúcar e milho valorizam nesta sexta-feira

Fonte: IG Economia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Acordo entre EUA e China não vai afetar relação com Brasil, diz cônsul

Publicado

O cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, Li Yang, disse hoje (13) que o acordo comercial entre China e Estados Unidos anunciado pelo presidente americano, Donald Trump, não vai afetar a relação bilateral sino-brasileira.

“Pessoalmente, eu não acho que a negociação entre a China e os Estados Unidos vai ter uma relação com o Brasil. Tenho toda a confiança no relacionamento entre Brasil e China em todas as áreas”, disse o cônsul, após participar do seminário O Futuro da Parceria Estratégica Global China-Brasil, na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

O acordo entre China e Estados Unidos prevê que Pequim compre grandes quantidades de produtos agropecuários americanos. Para Li Yang, o pacto comercial entre americanos e chineses não vai afetar a importação de soja e carne brasileiros pelo país asiático.

Na avaliação do diplomata, no caso da indústria de carne, as exportações brasileiras para a China não são maiores por questões ligadas à logística e ao sistema de refrigeração do produto: “Podemos investir para melhorar a condição dos frigoríficos”.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Economia
Continue lendo

Economia

FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, esclarece governo

Publicado

Os trabalhadores poderão receber mais de 50% do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), informou hoje (13) a Presidência da República. Segundo a Secretaria Especial de Comunicação Social, o percentual de distribuição a ser definido todos os anos pelo Conselho Curador do FGTS dependerá das condições financeiras do fundo. 

Ontem (12), o presidente Jair Bolsonaro tinha vetado a distribuição de 100% do lucro do FGTS aos trabalhadores. O ponto tinha sido incluído pela equipe econômica na própria medida provisória que criou novas opções de saques para o FGTS, mas, o Ministério do Desenvolvimento Regional pediu que a medida fosse vetada para não prejudicar os recursos para o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. 

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social, a sanção da medida provisória revogou a legislação anterior, em vigor desde 2017, que previa a distribuição de metade dos lucros do FGTS aos trabalhadores. Pela nova legislação, caberá ao Conselho Curador definir o percentual de distribuição todos os anos, sem o teto de 50%. 

Leia Também:  Economia brasileira cresce 0,4% no segundo trimestre, anuncia IBGE

O veto não anula a distribuição de 100% do lucro de R$ 12,2 bilhões do fundo em 2018, repassada para as contas do FGTS no fim de agosto. Isso porque a distribuição ocorreu durante a vigência da medida provisória.

Edição: Aline Leal
Tags: FGTS

Fonte: EBC Economia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana