conecte-se conosco


Política MT

Emanuel diz que governo anunciou investimentos de asfaltamento de bairros na correria e penaliza Cuiabá

Publicado

Prefeito diz que questão pessoa do governador com ele prejudicou o município [Foto -Luiz Alves]

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou à imprensa nesta segunda-feira (4), em agenda na Praça Alencastro, que o Governo do Estado não “aplicou um centavo em Cuiabá” nos últimos quatro anos e classificou o anúncio de asfaltamento de 11 bairros na Capital, feito pelo governador Mauro Mendes (União Brasil), na semana passada, como uma “encenação, jogo para inglês ver”.

“O governo não aplicou um centavo em Cuiabá. E essa correria louca que fizeram agora, só que com o Estado inteiro, foi para poder tentar cumprir o limite do período eleitoral. Por ser um ano de eleições gerais tinha que ser feito só até sexta-feira. Portanto, o que não se fez em três anos e meio por Cuiabá, tentaram fazer a encenação, o jogo para inglês ver”, declarou o prefeito cuiabano.

Conforme Emanuel Pinheiro, “assinar contratos, processos licitatórios, colocar placas, a população vai ver que isso é um mero joguete eleitoral para tentar angariar votos, que não foi possível angariar com um trabalho mais efetivo por Cuiabá no período de três anos e meio”.

Para o prefeito da Capital, “Isso é uma armadilha que não se sustenta. O governo discriminou Cuiabá, o governo não quis passar recursos para Cuiabá, não trabalha por Cuiabá porque ele trabalha com ódio, ele tem problema político com o prefeito e ele penaliza a cidade, a sociedade, algo que eu jamais faria”, afirmou.

“Eu tenho problemas políticos com vários presidentes de bairros, e nem por isso eu prejudico a população. Comunidades onde os presidentes são meus adversários ferrenhos têm recebido asfalto com drenagem, meio-fio e calçada, têm recebido creches, escolas, saneamento básico, tem todo respeito e atenção do prefeito Emanuel Pinheiro”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Beto Dois a Um inicia campanha em live com mais de 500 participantes

Publicado

Candidato a deputado estadual, Beto promoveu bate-papo que contou com participação do governador Mauro Mendes e prefeitos

O candidato a deputado estadual, Beto Dois a Um (PSB), iniciou a campanha eleitoral deste ano com uma live no Instagram que contou com a participação de vários outros candidatos e apoiadores de Cuiabá. Mais de 500 contas acessaram a live e interagiram com o candidato mandando mensagens de apoio e carinho a Beto. O objetivo foi abordar temas relacionados à campanha e agradecer todos os parceiros do projeto.

“Estamos começando o nosso sonho rumo aos nossos objetivos. Queremos fazer a nova política, a política de resultados. Estou à disposição para essa batalha e agradeço a todos que estão integrados a esse projeto, amigos, colegas e familiares”, agradeceu Beto.

O ex-secretário Secel-MT agradeceu os apoiadores e pontuou a necessidade de mudança no cenário político estadual. “Quero agradecer a participação de todos, do governador Mauro e da primeira-dama, Virginia, eles me ensinaram esse jeito de fazer política. Me ensinaram que a política pode transformar a vida das pessoas, aprendi muito com eles. E é esse sentimento que quero colocar na Assembleia. Quem se coloca à disposição na política é porque não está satisfeito com o que temos”, disse Beto.

O candidato à reeleição, governador Mauro Mendes, também participou da live, parabenizou e desejou sorte a Beto, ressaltando o trabalho prestado à frente da pasta da cultura, e que o estado só tem a ganhar com sua eventual eleição. “Hoje está sendo dada a largada para mais um processo eleitoral. É falar a verdade, mostras que fez o que faz. Vamos fazer uma grande campanha se Deus quiser. Desejo boa sorte a você que foi um grande parceiro na prefeitura de Cuiabá e no Governo do Estado. Fez um grande trabalho pela cultura e pelo esporte, e tenho certeza que você fará um excelente trabalho no Legislativo Estadual”, disse Mauro Mendes (UB).

“Podemos falar isso com muita tranquilidade, hoje o estado está melhor, contas em dia, ações em todas as áreas, não tem nenhuma área onde não esteja acontecendo obras importantes. Na cultura, no esporte. Fico orgulhoso do governo, dos mato-grossenses e desse estado de gente trabalhadora, hoje o estado está à altura do seu povo”, completa o governador.

O prefeito de Campo Verde, Alexandre Lopes (PDT), elogiou a metodologia política adotada por Beto a ser aplicada junto à assembleia legislativa. “É uma nova maneira de fazer política, a boa política, e a sociedade tem assimilado isso bem para que a gente possa constantemente ter condição de melhorar. A política mudou e a maneira como o Beto se apresenta é a maneira que o cidadão quer receber, política de resultado, de entregar aquilo que prometeu. Não tenho dúvidas que esse projeto será fundamentado porque todos estão empenhados nele”, destaca.

A vereadora por Cuiabá, Michelly Alencar, que tem sido uma das principais apoiadoras de Beto Dois a Um, parabenizou o candidato e disse estar “motivada e feliz ao ver tanta gente engajada no projeto político do Beto”. “Estou junto, estou do lado, vamos fazer essa construção com muito amor e com muita fé, estamos dispostos a construir a nova política. Beto já tem grandes resultados, ele está pronto para representar o estado com muita competência junto com toda galera que acredita que o esporte é transformador. Parabéns por se colocar à disposição, por enfrentar esse desafio por nós, pelo nosso estado e por todos que acreditam na boa política”, garante Michelly.

Também participaram da live promovida por Beto o senador e candidato a deputado federal, Fábio Garcia (UB); o candidato a deputado federal, deputado Allan Kardec (PSB); prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin (MDB); o prefeito do município de Colíder, Hemerson Máximo (Patriota); prefeito de Planalto da Serra, Natal de Assis (PROS); o secretário de Gabinete, Governo e Comunicação também de Colíder, Ed Motta e o secretário da Secel-MT, Jefferson Neves.

Continue lendo

Política MT

Wellington Fagundes articula para evitar paralisação de obras do novo Hospital Universitário

Publicado

Senador alerta para perdas na qualidade do ensino, no atendimento às famílias, e de mais de 400 empregos diretos e indiretos

Nas últimas semanas o senador Wellington Fagundes (PL-MT) tem articulado, junto ao Ministério da Educação e o Tribunal de Contas da União, para evitar que o TCU dê andamento a uma medida cautelar que pede a paralisação das obras do novo Hospital Universitário Júlio Muller, em Cuiabá. As obras totalizam R$ 250 milhões, sendo R$ 60 milhões garantidos por Wellington em sua atuação parlamentar.

Fagundes solicitou duas audiências, que foram realizadas no MEC (10) e no próprio TCU (16), e contaram com a presença do ministro Victor Godoy, do presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), general Oswaldo Ferreira, bem como do reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, e o secretário de Infraestrutura de Mato Grosso, Marcelo de Oliveira.

“Todos estamos de acordo que essas obras não podem atrasar. Por isso, fomos ao ministro Walton Alencar, relator do processo, para elucidar que, além do atraso na entrega da obra, há a possibilidade de perdas econômicas para o Governo Federal e o Governo do Estado, e principalmente no atendimento à população e no ensino dos alunos de Medicina e outras especializações”, advertiu o senador.

Segundo Wellington, esse é um sonho idealizado por toda a comunidade acadêmica, e as formalidades processuais levantadas podem, perfeitamente, ser explicadas e ajustadas, sem que haja ônus ao andamento dos serviços.

“Queremos evitar que haja qualquer tipo de paralisação neste momento. A obra já está 14% adiantada e, junto ao senador Wellington Fagundes, o Governo de Mato Grosso quer sensibilizar o ministro pela importância dessa continuidade”, afirmou o secretário adjunto de Infraestrutura, Isac Nascimento.

O reitor Evandro Soares lembrou que o próprio ministro da Educação saiu em defesa da permanência dos serviços na sede do TCU e contou que, caso eles sejam paralisados, há grande possibilidade de uma nova licitação, o que certamente aumentaria custos.

“O hospital vai propiciar um aumento significativo não só do atendimento, mas da educação para outras áreas da saúde. A UFMT tem como objetivo buscar trazer outras especialidades na área da saúde, como enfermagem e nutrição, além de novos cursos, como Fisioterapia, Odontologia e Terapia Ocupacional. “Para que aqui seja uma cidade da saúde, e um ambiente propício para o ensino, a pesquisa e a extensão”, ressaltou o Reitor.

O novo hospital, localizado na MT-040, entre Cuiabá e Santo Antônio do Leverger, terá 58,3 mil metros quadrados de área construída e oito blocos, com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso, 63 leitos de UTI, sendo 18 pediátricos 25 neonatais, além de 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana