conecte-se conosco


Nacional

Em um raro protesto, egípcios vão às ruas contra o presidente Sisi

Publicado

Abdel-Fatah al-Sisi  e Donald Trump%2C em agosto deste ano arrow-options
Reprodução/Twitter/AlsisiOfficial

Presidente do Egito, Abdel-Fatah al-Sisi com o presidente dos EUA, Donald Trump, em agosto deste ano

Milhares de manifestantes desafiaram a repressão estatal e foram às ruas protestar contra o presidente do Egito, Abdel-Fatah al-Sisi, nesta sexta-feira (20). Os grupos se reuniram na parte central da capital, Cairo, com gritos e cartazes denunciando supostos esquemas de corrupção dentro do governo e das Forças Armadas. Apesar da segurança reforçada, os manifestantes acabaram se dispersando, passando a protestar em ruas menores.

Leia também: Coalizão liderada pela Arábia Saudita faz ataques aéreos no Iêmen

Nas redes sociais, refrões como “fale não tema, o traidor precisa ir” e “o povo quer a queda do regime” também aparecem nas centenas de vídeos postados ao longo do dia. Além do
Cairo, houve atos contra Sisi em cidades como Alexandria e Suez.

O governo egípcio não se pronunciou até o momento. Os canais de notícias, controlados de perto pelas autoridades, diziam que as pessoas se reuniram apenas para “tirar selfies e
fazer vídeos” para publicar na internet.

Leia também: Após caso de racismo, Trudeau tenta mudar de assunto em campanha no Canadá

As manifestações tiveram início após uma série de vídeos publicados pelo ator e empresário Mohamed Ali , fazendo graves acusações de corrupção contra os militares, para quem
trabalhou por 15 anos. Segundo ele, ocorrem desvios bilionários nas obras de infraestrutura, com o dinheiro indo para os bolsos dos comandantes e funcionários do governo.

Em resposta, Ali, que hoje vive na Espanha, foi acusado de “ alta traição ”, enquanto a mídia estatal disse que ele era um membro da Irmandade Muçulmana, organização considerada
terrorista pelo governo egípcio.

No poder desde 2013, quando assumiu justamente após uma onda de protestos e um golpe contra o então presidente, Mohamed Morsi , Sisi imprimiu um estilo autoritário, similar ao de
Hosni Mubarak , o homem que comandou o Egito por quase três décadas até ser deposto, em 2011, durante a Primavera Árabe . Manifestações, como as vistas nesta sexta-feira, são
raras, com seus líderes sendo presos ou mortos pelas forças de segurança.

Leia também: Pessoas tentam invadir Área 51 para “libertar aliens”

Além da repressão política, Sisi , que foi reeleito com 97% dos votos nas eleições de 2014 e 2018, é criticado pela sua condução da economia, marcada por ações de austeridade e
grandes projetos de infraestrutura, mas cujos impactos nem sempre foram positivos para a população.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Motoboy humilhado em SP agradece vaquinha de quase R$ 150 mil

Publicado


source
motoboy
Reprodução/redes sociais

Matheus foi humilhado após atraso na entrega de um cliente

O motoboy Matheus Pires Barbosa, de apenas 19 anos,  que foi humilhado por um cliente em um condomínio fechado em Valinhos, no interior de São Paulo, agradeceu as mensagens de apoio e o valor que foi arrecadado por uma vaquinha online. O valor ultrapassou os R$ 140 mil.

Em seu instagram, Matheus agradeçeu as todas as mensagens de apoio que recebeu. “Quero agradecer a todos que estão mandando mensagens para mim. Também quero agradecer ao Matheus Ceará que me presenteou com uma moto e ao pessoal do “Razões para acreditar”, que organizou a vaquinha. Isso mudou completamente a minha vida e as coisas que estou fazendo”, disse ele nos stories.

Após o vídeo circular nas redes sociais, o jovem recebeu uma nova moto e também agradeçeu. “Essa ajuda vai me ajudar bastante. Minha moto estava ferrada no mecânico. E, como eu estou recebendo ajuda de todos os lugares, vou doar a minha para outra pessoa”, disse Matheus.

“Tudo isso já mudou a minha vida. Mas a gente fica achando que as coisas acontecem longe da gente, mas o racismo e o preconceito está perto da gente. No meu caso se não tivesse ninguém gravando, talvez seria mais um caso que ninguém saberia de nada”, completou o jovem motoqueiro.

Continue lendo

Nacional

Antes de acidente, ciclista falou sobre aproveitar o dia como se fosse o último

Publicado


source

Ver essa foto no Instagram

Todas as manhãs, nascemos novamente. A cada manhã, o que realmente importa? O que faremos hoje, o que faremos amanhã, ou o será o que fizemos ontem? Pelos caminhos por mim percorridos eu aprendi que devemos aproveitar o dia de hoje como se fosse o primeiro ou o último dia de vida. Aprendi, que devemos observar onde está nossas relações, onde está nossa mente e que devemos colocar de lado as nossas noções pré-concebidas de como tudo funciona e prestar mais atenção nas possibilidades e nas oportunidades incríveis, que sempre aparecem a cada novo dia nos nossos caminhos. Um dia eu li em algum lugar ou alguém me falou que: assim é a vida… daqui a pouco a página vira, o cenário muda… Novos ventos, nova brisa, novos ares, novos mares… É aí que você acaba aprendendo a recomeçar agradecendo, não pelas derrotas, e sim pelas vitórias, ainda que sejam bem pequenininhas. É como aquela música “E quando estiver bem cansado, que ainda exista amor pra recomeçar”. Hoje 20 de julho foi meu aniversário, eu começo aqui um novo ciclo, cheio de esperança e fé de que Deus estará me guiando e que ao final, terei muito mais razões para agradecer e comemorar ?? A cada nova manhã nasce junto uma nova chance, o que fazemos hoje, é o mais importante!!

Uma publicação compartilhada por Thiago Germano (@thiagogersantos) em 20 de Jul, 2020 às 8:13 PDT

O advogado Thiago Germano, de 34 anos, faleceu no sábado (8) quando, de bicicleta, foi atropelado por um carro em Tocantins. Alguns dias antes, nas redes sociais, Thiago publicou:”Devemos aproveitar o dia de hoje como se fosse o primeiro ou o último dia de vida”.

Além de Thiago, o também advogado Valdonez Sobreira faleceu no acidente. Na rede social, é possível encontrar fotos dos amigos passeando de bicicleta por áreas rurais, mirantes e parques ecológicos.

O acidente foi registrado na tarde de ontem e a Polícia Militar acionada por um morador da região. De acordo com testemunhas, os dois foram atingidos por um automóvel de cor azul que, após arremessá-los por cerca de 100 metros de distância, não retornou para prestar socorro.

O veículo foi abandonado na região norte de Palmas, capital do estado, e encontrado pouco depois pela polícia. O condutor, porém, ainda não foi localizado.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana