conecte-se conosco


Agro News

Em reunião do Conselho de Governo, ministra apresenta ações para a agropecuária

Publicado

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participa nesta terça-feira (13) da 18ª Reunião do Conselho de Governo, comandada pelo presidente Jair Bolsonaro, no Palácio da Alvorada. 

Na reunião, a ministra irá apresentar dados da agricultura e pecuária do Brasil, como participação do agronegócio no PIB nacional, destinos das exportações, posição do país no ranking mundial, tecnologias adotadas para aumentar a produtividade e as estratégias do ministério para alavancar a produtividade nacional e também a agropecuária no Nordeste. 

>> Veja aqui a apresentação da ministra na 18ª Reunião do Conselho de Governo

Algumas das informações a serem apresentadas pela ministra mostram que o agronegócio é responsável por 21,14% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. No ano passado, as exportações somaram US$ 102 bilhões, valor recorde. O setor agro gera 18 milhões de empregos, 20% da força de trabalho do país. 

No comércio mundial, o Brasil é o terceiro maior exportador de produtos agrícolas, liderando nas vendas de açúcar, café, suco de laranja, soja, carne bovina e carne de frango. Atualmente, o país responde por 6,9% do mercado global agrícola, porém o desafio é ampliar a participação e diversificar a pauta de produtos, com o aumento do comércio de frutas e lácteos. 

As metas para os próximos anos são a produção com sustentabilidade, governança fundiária no campo, promoção da qualidade dos produtos e desenvolvimento e difusão de tecnologias para incrementar a competitividade. 

Conselho de Governo

O presidente Jair Bolsonaro reúne os ministros, periodicamente, para avaliar as ações desenvolvidas e discutir as prioridades da agenda do governo federal.

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agro News

Publicada relação de produtos da agricultura familiar com bônus em agosto

Publicado


.

 

Açaí – iStock/Mapa

A relação dos produtos do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) com direito ao desconto em agosto nas operações de crédito nas instituições financeiras já está disponível.  A lista com os produtos e os estados contemplados tem validade de 10 de agosto a 9 de setembro deste ano, conforme a Portaria nº 27, da Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Os produtos com bônus são: açaí, banana, borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), cana-de-açúcar, castanha de caju, feijão caupi, maracujá, mel de abelha e raiz de mandioca.

Para os agricultores que têm operações de investimento sem um produto principal, que é a fonte de renda para pagamento do financiamento, há o bônus da cesta de produtos. Nesses casos, os descontos são calculados por meio de uma composição dos bônus do feijão, leite, mandioca e milho.

Os estados que integram a lista deste mês são: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e Sergipe.

O recebimento de bônus do PGPAF ocorre quando o valor de mercado de algum dos produtos do programa fica abaixo do preço de referência, permitindo ao produtor utilizar o valor como desconto no pagamento ou amortização nas parcelas de financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os descontos de todos os cultivos são calculados mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgados pelo Mapa.

Para mais informações entre em contato com a equipe técnica pelos endereços eletrônicos: [email protected] ou [email protected].

 

Informações à imprensa
Inez De Podestà
[email protected] 

Continue lendo

Agro News

O Boletim do Suíno de julho está disponível em nosso site!

Publicado


.

Cepea, 07/08/2020 – Nesta edição, confira:

 

Mercado em julho
Os valores do suíno vivo iniciaram um movimento de recuperação em todas as praças acompanhadas pelo Cepea em julho. As altas nas cotações foram intensificadas pela baixa oferta de animais em peso ideal para abate. Leia mais.

 

Preços e exportações
Após registrar recorde em maio, os embarques de carne suína in natura, atingiram, em julho, o segundo maior volume de toda a série histórica da Secex, iniciada em 1997. No último mês, o Brasil exportou 90,2 mil toneladas de carne suína, apenas 500 toneladas a menos do que em maio. Leia mais.

 

Relação de troca e insumos
Em julho, os preços do suíno vivo atingiram as máximas nominais da série do Cepea em todas as regiões acompanhadas – em algumas praças, os valores também registraram recordes reais. Assim, ao longo do mês, o poder de compra de produtores frente aos principais insumos da atividade, milho e farelo de soja, aumentou. Leia mais.

Carnes concorrentes
Assim como a carne suína, as duas principais substitutas, a bovina e de frango, se valorizaram em julho. No entanto, a forte elevação nos preços do suíno vivo, que tem impulsionado as cotações de todo o setor, fez com que a alta no valor da carcaça suína superasse a das concorrentes. Leia mais.

Fonte: CEPEA

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana