conecte-se conosco


Política MT

Em reunião com 140 prefeitos, Mauro diz que coração já decidiu é só falta o sim da família para à reeleição

Publicado

Como nunca antes na história política de Mato Grosso, um governador recebeu o apoio de 140 dos 141 prefeitos; Mauro Mendes disse que deve decidir pela reeleição após conversa final com seus familiares

Durante encontro com 140 prefeitos na sede do União Brasil, em Cuiabá, nesta terça-feira (12), o governador, Mauro Mendes, praticamente confirmou que vai mesmo concorrer à reeleição nestas eleições gerais. Diante dos gestores, o chefe do Executivo disse que o coração já decidiu, restando-lhe apenas a confirmação por parte de sua família.

“Falta uma pessoa dizer sim. E talvez o sim será dado. Eu tenho que fechar um diálogo com a minha família, com minha esposa. Ela não está aqui hoje porque foi a São Paulo tirar os pontos. Essa semana fecharei o diálogo com minha família. Meu coração já decidiu. Só preciso ter apoio da minha família”, explicou Mauro.

O governador fez questão de agradecer aos prefeitos, foram 140, faltando apenas o de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), que assinaram um documento hipotecando total apoio a sua reeleição.

“Os prefeitos estão aqui, talvez pela reciprocidade e o carinho que o governo tem tratado as administrações municipais. Talvez também por eu ter sido prefeito e ter passado por dificuldades, sem ter convênios com Estado”, asseverou.

Pela primeira vez na história, um governador consegue apoio de 99% dos prefeitos, agregando gestores de diversas correntes partidárias e ideológicas. Pelo apurado pelas pesquisas de opinião, Mauro deve obter no próximo dia 2 de outubro votação recorde, em nível nacional.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Às margens do rio Cuiabá, deputado Wilson Santos lança campanha à reeleição

Publicado

O deputado estadual Wilson Santos (PSD), lançou nesta terça-feira (16), sua campanha à reeleição. Em evento realizado às margens do rio Cuiabá, na comunidade São Gonçalo Beira Rio, na capital, o candidato chamou a atenção para a defesa do meio ambiente, em especial do Rio Cuiabá. Apoiadores fizeram a limpeza de uma das margens do rio.
Wilson lembrou sua luta contra a construção de barragens e hidrelétricas no rio, o que segundo ele, causa degradação ambiental com mortandade de peixes nativos e consequente empobrecimento da população ribeirinha que precisa desta proteína para subsistência e como fonte de renda. O parlamentar é autor do  projeto de lei 957/2019, que proíbe este tipo de empreendimento no rio Cuiabá.
“Barragens e hidrelétricas no rio Cuiabá significam o fim do estoque pesqueiro. Este é o principal berçário dos peixes da bacia do Alto Paraguai. Pacu, piraputanga, piau, jurupoca, pintado, cachara, jaú… todos estes peixes vão desaparecer se estas usinas forem construídas. Diga NÃO há hidrelétricas e barragens!”, alertou.
“Hoje, estes peixes são a única proteína animal que a população ribeirinha que habita às margens do Cuiabá e de seus afluentes tem como proteína animal para segurança alimentar. Então digo e repito: não há hidrelétricas no rio Cuiabá. Vamos fazer este enfrentamento. O rio precisa continuar limpo e livre”, completou.
O deputado conclamou a população a para estar na Assembleia Legislativa no dia 24 de agosto, data em que os deputados vão votar o veto governamental ao PL 957/2019. Vale ressaltar que um abaixo-assinado pedindo a derrubada do veto circula pela região central da capital do estado e por meio virtual. Já são mais de 4 mil assinaturas. O documento será entregue aos deputados no dia da votação do veto.
“Precisamos estar unidos e cobrar dos parlamentares a derrubada deste veto para garantir a vida do rio Cuiabá, o fortalecimento do setor da pesca e do turismo e, sobretudo, trabalho, renda e alimentação saudável para a população ribeirinha. Liguem para seus deputados, falem com eles na Assembleia e nos ajudem a derrubar este veto. Mais de 50 entidades ligadas ao meio ambiente, entre elas o Fórum Sindical, a maçonaria, Igreja católica, universidades e OAB apoiam esta causa. O rio é de todos nós e não de empresários que pensam apenas em ganhar dinheiro com a exploração do meio ambiente”, disse o deputado.

Outras bandeiras

Além da defesa do meio ambiente, caso seja eleito, Wilson continuará focado na defesa da educação, agricultura familiar, regularização fundiária urbana e rural, infraestrutura, construção de casas populares, industrialização do estado; inclusão social de pessoas com deficiência, autismo, dislexia e surdez; desenvolvimento social com incentivo ao esporte e cultura e pela aquisição e distribuição por parte do estado, na rede SUS, de medicamentos à base de canabidiol para atender pacientes com doenças crônicas.

Continue lendo

Política MT

Stopa acredita que ações de Emanuel em Cuiabá vão favorecer Márcia no interior

Publicado

Para vice-prefeito, Emanuel saberá fazer o contraponto com a campanha à reeleição do governador

O vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV), secretário de Obras da Capital e presidente do partido no Estado, em entrevista na Rádio Vila Real FM, nesta terça-feira (16), disse que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), deve se afastar nos próximos dias para coordenar a campanha da primeira-dama, Márcia Pinheiro (PV), ao governo do Estado.

Sobre a disputa governamental, Stopa deu um tom de como será o enfrentamento da candidata da oposição com o governador Mauro Mendes (União Brasil). Ele disse que Cuiabá tem muito a mostrar ao interior que a saúde de Mato Grosso “está doente”, uma vez que, segundo ele, cerca de 60% dos pacientes do interior são atendidos pela saúde da Capital.

“Nos próximos dias, provavelmente, ele (Emanuel) vai se afastar. Se ele vai coordenar a campanha da Márcia, esposa dele, acredito que ele não pode misturar as coisas, não pode usar a máquina, até porque, se ele vai coordenar, e ele vai, é obvio e correto que ele afaste”.

Questionado sobre o caso paletó, (imagens do prefeito colocando dinheiro, supostamente de caixa 2, no paletó), que ficou conhecido nacionalmente e, principalmente em todo o Estado, Stopa argumentou que o contraponto disso será mostrar as ações da gestão em Cuiabá.

“Mostrando para o interior dois viadutos que foram construídos, mais uma trincheira e um viaduto que estamos lançando agora em setembro, mais de 300 quilômetros de asfalto novo, mais de 150 novos parques, o HMC, existe muita coisa por fazer, mas foi feito muita coisa em Cuiabá. Sem dúvida, Cuiabá é nosso cartão de visita. Foi feito muita coisa em Cuiabá, temos obras em grande parte da cidade, que foi um canteiro de obras nesses últimos cinco anos”, argumentou.

Como contraponto, Stopa afirmou que “a saúde recebe hoje quase 60% de pacientes do interior, que recorrem a Cuiabá. Porque isso ocorre (?)… porque está acontecendo algo de errado. Isso ocorre porque a saúde do Estado está doente”.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana