conecte-se conosco


TCE MT

Em menos de dois meses, PDI Itinerante apresenta resultados positivos em Juína

Publicado

Visitantes do Sarau Literário no município de Juína recebem informações sobre o PDI

Em menos de dois meses, a experiência inédita de levar o Programa de Desenvolvimento Integrado do Tribunal de Contas de Mato Grosso a todos os recantos do município de Juína – projeto que ganhou o nome de ‘PDI Itinerante’ – já apresenta resultados positivos tanto para a população, que passou a ter mais informações sobre as metas e as ações da Prefeitura; quanto para a gestão, que conhece melhor os anseios da comunidade e pode buscar soluções mais efetivas.

A parceria da coordenação do PDI de Juína com a Ouvidoria Municipal e a Secretaria Municipal de Cultura permitiu que as informações da gestão municipal, como planejamento estratégico, metas e programas, chegassem aos moradores não apenas da área urbana de Juína, mas também da zona rural e das comunidades ribeirinhas e indígenas, que já vinham sendo atendidas pelo premiado programa desenvolvido pela Biblioteca Municipal que mistura leitura, arte e inclusão.

De acordo com Viviane dos Anjos Pinheiro, coordenadora dos projetos I e II do PDI, o PDI Itinerante tem como missão levar a todos os cantos do município as ações desenvolvidas em cada secretaria. Além disso, os moradores de cada comunidade visitada recebem uma Caixa de Sugestões, para fazer solicitações aos secretários e ao prefeito, Altir Peruzzo, e os gabinetes são colocados à disposição dos cidadãos.

ESPAÇO DE LITERATURA
Visitantes do Sarau Literário em Juína conhecem a importância do PDI do TCE-MT para o desenvolvimento da gestão municipal e suas atividades

Viviane afirma que o trabalho árduo de unir as agendas da Ouvidoria, do Portal Transparência, e de todas as secretarias, principalmente a de Cultura, compensou. “Muitos moradores não sabiam o que a Prefeitura estava fazendo, o que era o PDI, nós mostramos a eles e eles também trouxeram problemas que não conhecíamos e, junto com os secretários, nós achamos soluções”, destacou.

Leia Também:  Araguainha deve aprimorar gestão da alimentação escolar

Ela ressaltou que desde o lançamento do PDI Itinerante, durante a II Festa da Colheita, ocorrida nos dias 22 e 23 de junho no distrito de Terra Roxa, até hoje, o programa já foi levado a vários eventos externos, sendo o último deles a Feira Agropecuária e Rodeio de Juína, a Expojuína 2019, realizada entre os dias 7 e 11 de agosto no Parque de Exposições, que recebeu milhares de visitantes.

Nós dizemos para a população que o município participa de um programa muito sério, e que esse programa requer da gente o cumprimento de metas. Mostramos que nós estamos bem intencionados para cumprir essas metas, mas que não queremos fazer isso sozinhos”
________
Adriano Souza
, secretário adjunto de Cultura de Juína

“A Secretaria Municipal de Cultura tem realizado eventos com grande número de participação da comunidade, eventos de extrema organização e com ambientes propícios para que eu consiga conversar com a comunidade, apresentar as metas do PDI e realizar o atendimento da Ouvidoria. Nossa missão agora é divulgar estes serviços e colocá-los à disposição da comunidade”, reforçou Viviane.

O secretário adjunto de Cultura de Juína, Adriano Souza, avalia que o PDI Itinerante estimula a participação dos cidadãos na gestão e conta que nestes pouco mais de dois anos da atual gestão foram criados seis conselhos de participação social, mostrando que a população está em peso nas demandas da Secretaria de Cultura, que encara a participação social como aliada, e não como um problema.

Leia Também:  Prefeito de Nova Mutum ainda está impedido de contratar solução web para gestão

“Nós dizemos para a população que o município participa de um programa muito sério, e que esse programa requer da gente o cumprimento de metas. Mostramos que nós estamos bem intencionados para cumprir essas metas, mas que não queremos fazer isso sozinhos”, pontuou o secretário.

PDI

 Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado

O Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI) foi criado com base na própria expertise adquirida pelo TCE-MT como o planejamento estratégico, a utilização de novas tecnologias e a função orientadora para disseminar práticas de boa governança. Esta obra traz um apanhado completo sobre todos os projetos que compõem o programa e suas etapas de desenvolvimento.

ACESSE O LIVRO VIRTUAL

O Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI) foi criado em 2012, com base na própria expertise adquirida pelo TCE-MT com o planejamento estratégico, na utilização de novas tecnologias e na função orientadora para disseminar práticas de boa governança. Além do projeto 1, o PDI é composto por outros cinco projetos. São eles: Projeto 2 – Incentivo ao Acesso à Informação e à Consciência Cidadã; Projeto 3 – Orientação por meio de Cursos Presenciais e a Distância; Projeto 4 – Controle Gerencial utilizando o sistema Geo-Obras; Projeto 5 – Modernização Institucional e Projeto 6 – TCEndo Cidadania.

Todos os projetos foram estruturados de forma transversal e integrada com a finalidade de otimizar a aplicação dos recursos públicos em benefício da sociedade. A expectativa do TCE-MT com a implementação do PDI é introduzir na administração pública e na sociedade de Mato Grosso as culturas do planejamento, da transparência, da educação continuada, da eficiência e da inovação, práticas essenciais para o desenvolvimento econômico e social.

Fonte: TCE MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

TCE MT

Resultados de projeto da UFMT sobre o TCE será apresentado na Áustria

Publicado

Os resultados do projeto “Aperfeiçoamento do Controle Interno do TCE-MT e MPC-MT (Ministério Público de Contas), por meio de Processos de Educação Mediada por Tecnologias da Informação e Comunicação e Métodos Inovadores em Gestão Pública”, da Universidade Federal de Mato Grosso e  Fundação Uniselva, serão apresentados na 8ª Conferência Internacional sobre Governo Eletrônico e a Perspectiva dos Sistemas de Informação – Egovis 2019. O evento será realizado entre os dias 26 e 29 de agosto deste ano na cidade de Linz, na Áustria.

Os professores Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva, e Paulo Augusto Ramalho de Souza, da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC), farão a apresentação dos resultados do trabalho realizado com o Tribunal de Contas de Mato Grosso desde o final de agosto de 2017.

Os resultados do projeto foram a base para a elaboração do artigo científico “Indicators of Municipal Public Management: Study of multiple Performance Measurement Systems” (Indicadores da Gestão Pública Municipal: estudo de múltiplos Sistemas de Medição de Desempenho, em tradução livre), que também será apresentado na Egovis 2019.

Leia Também:  Com apoio do TCE, Juína opta por destinar 1% do orçamento para estimular leitura
Professore Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da
UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva.

O projeto da Uniselva com o TCE-MT desenvolve atividades referentes ao Projeto 1 do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI, que trata de medir o desempenho das ações dos municípios em relação aos Planejamentos Estratégicos. A pesquisa faz uma análise dos planos estratégicos desenvolvidos pelos municípios que aderiram ao PDI, por meio de um estudo qualitativo e quantitativo dos 498 indicadores circunscritos ao Sistema de Monitoramento de Indicadores.

Para isso, os autores desenvolveram um arcabouço metodológico para a análise dos indicadores utilizados na avaliação, monitoramento e controle do planejamento estratégico dos municípios. Realizaram uma pesquisa bibliográfica sobre gestão pública e, em seguida, desenvolveram um arcabouço técnico conceitual, que permitiu a exploração dos 1.094 indicadores presentes no Sistema de Monitoramento para alcançar uma padronização de 498 indicadores que foram, posteriormente, utilizados nas análises. Por fim, foi proposto um conjunto de indicadores padronizados para a gestão municipal.

Leia Também:  Segunda Câmara do TCE se reúne nesta quarta-feira com 25 processos em pauta

O trabalho ainda tem como autores: Marcus Wilian Pedrotti de Oliveira, Renato Neder, Alexandre Martins dos Anjos e Débora Pedrotti Mansilla, da UFMT, e Naíse Godoy de Campos Silva Freire, José Marcelo de Almeida Peres e Cassyra Vuolo, do TCE-MT.

Os autores voltaram-se para o Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), instituído em 2012 pelo TCE-MT com o objetivo de contribuir para a melhoria da eficiência dos serviços públicos, fomentando a adoção de um modelo de administração pública orientada para os resultados para a sociedade. O programa é constituído por seis projetos e contou com a adesão de 24 dos 141 municípios mato-grossenses.

O tema da Egovis 2019 é “Inovação Tecnológica para Democracia, Governo e Governança”. É organizada pela DEXA Society e, a cada ano, reúne especialistas de universidades, da administração pública e da indústria para discutir sistemas de informação e de governo eletrônico a partir de diferentes perspectivas e disciplinas.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

TCE MT

Projeto com TCE-MT leva UFMT e Uniselva para conferência na Áustria

Publicado

O projeto “Aperfeiçoamento do Controle Interno do TCE-MT e MPC-MT (Ministério Público de Contas), por meio de Processos de Educação Mediada por Tecnologias da Informação e Comunicação e Métodos Inovadores em Gestão Pública”, levou a Universidade Federal de Mato Grosso e a Fundação Uniselva a participarem da 8ª Conferência Internacional sobre Governo Eletrônico e a Perspectiva dos Sistemas de Informação – Egovis 2019. O evento será realizado entre os dias 26 e 29 de agosto deste ano na cidade de Linz, na Áustria.

Os professores Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva, e Paulo Augusto Ramalho de Souza, da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC), farão a apresentação dos resultados do trabalho realizado com o Tribunal de Contas de Mato Grosso desde o final de agosto de 2017.

Os resultados do projeto resultaram no artigo científico “Indicators of Municipal Public Management: Study of multiple Performance Measurement Systems” (Indicadores da Gestão Pública Municipal: estudo de múltiplos Sistemas de Medição de Desempenho, em tradução livre), que também será apresentado na Egovis 2019.

Leia Também:  Com apoio do TCE, Juína opta por destinar 1% do orçamento para estimular leitura
Professore Cristiano Maciel, do Instituto de Computação (IC) da
UFMT e diretor-geral da Fundação Uniselva.

O projeto da Uniselva com o TCE-MT desenvolve atividades referentes ao Projeto 1 do Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI, que trata de medir o desempenho das ações dos municípios em relação aos Planejamentos Estratégicos. A pesquisa faz uma análise dos planos estratégicos desenvolvidos pelos municípios que aderiram ao PDI, por meio de um estudo qualitativo e quantitativo dos 498 indicadores circunscritos ao Sistema de Monitoramento de Indicadores.

Para isso, os autores desenvolveram um arcabouço metodológico para a análise dos indicadores utilizados na avaliação, monitoramento e controle do planejamento estratégico dos municípios. Realizaram uma pesquisa bibliográfica sobre gestão pública e, em seguida, desenvolveram um arcabouço técnico conceitual, que permitiu a exploração dos 1.094 indicadores presentes no Sistema de Monitoramento para alcançar uma padronização de 498 indicadores que foram, posteriormente, utilizados nas análises. Por fim, foi proposto um conjunto de indicadores padronizados para a gestão municipal.

Leia Também:  Juscimeira deve atualizar lei municipal para concessão de diárias

O trabalho ainda tem como autores: Marcus Wilian Pedrotti de Oliveira, Renato Neder, Alexandre Martins dos Anjos e Débora Pedrotti Mansilla, da UFMT, e Naíse Godoy de Campos Silva Freire, José Marcelo de Almeida Peres e Cassyra Vuolo, do TCE-MT.

Os autores voltaram-se para o Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado (PDI), instituído em 2012 pelo TCE-MT com o objetivo de contribuir para a melhoria da eficiência dos serviços públicos, fomentando a adoção de um modelo de administração pública orientada para os resultados para a sociedade. O programa é constituído por seis projetos e contou com a adesão de 24 dos 141 municípios mato-grossenses.

O tema da Egovis 2019 é “Inovação Tecnológica para Democracia, Governo e Governança”. É organizada pela DEXA Society e, a cada ano, reúne especialistas de universidades, da administração pública e da indústria para discutir sistemas de informação e de governo eletrônico a partir de diferentes perspectivas e disciplinas.

Fonte: TCE MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana