conecte-se conosco


Internacional

Em clima tenso, aeroporto de Hong Kong é reaberto após protestos

Publicado

O Aeroporto Internacional de Hong Kong foi reaberto, mas centenas de voos acabaram sendo cancelados nesta terça-feira (13).

Considerado um dos grandes centros de conexão regional, o terminal suspendeu as operações na segunda-feira à tarde por causa de protestos. Mais de 170 voos foram cancelados.

Protestos, Hong Kong. REUTERS/Tyrone Siu

Protestos em Hong Kong atingiram a cidade e paralisaram o aeroporto  (REUTERS/Tyrone Siu/Direitos Reservados)

Muitos manifestantes deixaram o local, mas dezenas permaneceram no saguão de chegada exibindo placas.

Segundo as autoridades, os voos foram retomados antes das 7h, hora local. No entanto, elas dizem que mais de 300 voos acabaram sendo cancelados em razão  da falta de aeronaves e outros problemas.

Cidadãos de Hong Kong protestam contra um projeto de lei que prevê a extradição de suspeitos de crimes para a China continental para serem julgados. Já os protestos sentados ocorreram para denunciar a violência policial contra os manifestantes.

A chefe-executiva de Hong Kong, Carrie Lam, em entrevista, criticou os manifestantes por prejudicarem as operações do aeroporto e pediu o fim de protestos violentos.

Leia Também:  Chapa Fernández-Kirchner vence eleições primárias na Argentina

Na terça-feira desta manhã, Lam declarou que a sociedade de Hong Kong corre o risco de enfrentar uma situação de perigo, caso o estado de direito não seja restaurado.

No entanto, manifestantes convocam manifestações adicionais no aeroporto, criticando as tentativas do governo e da polícia de reprimir suas atividades.

Edição:

Fonte: EBC Internacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

China recusa-se a participar de negociações nucleares com EUA e Rússia

Publicado

A China rejeitou a ideia de participar de um esquema para a discussão do controle de armas nucleares com os Estados Unidos  e a Rússia.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, disse ontem (11) a jornalistas.

Hua Chunying comentou declarações feitas pelo secretário americano de Estado, Mike Pompeo, após o encontro de terça-feira (10) em Washington com o chanceler da Rússia, Sergey Lavrov.

Pompeo e Lavrov discutiram o tratado bilateral de redução de arsenais nucleares New Start, a expirar em fevereiro de 2021. O secretário americano disse haver convicção pelos Estados Unidos da necessidade de incluir outras partes, como a China, em uma discussão mais ampla sobre controle de armamentos.

A porta-voz chinesa afirmou que a posição do seu país é clara. Declarou que a China reitera não ter intenção alguma de participar trilateralmente de negociações sobre controle de armamentos com os Estados Unidos e a Rússia.

Segundo Hua Chunying, quando o assunto é desarmamento nuclear, Washington tenta constantemente se esquivar de responsabilidade ou transferi-la para Pequim.

Edição: Valéria Aguiar

Leia Também:  Autoridades do México e EUA discutem tarifas
Continue lendo

Internacional

Venezuela: mais de 1.200 presos protestam por falta de alimentos

Publicado

A organização não governamental (ONG) Observatório Venezuelano de Prisões (OVP) denunciou hoje (12) que mais de 1.200 detidos no centro penintenciário da região capital Rodeo III, a leste de Caracas, iniciaram protesto devido à falta de alimentos.

Os presos estão “há dias bebendo água com sabor de feijão”, e enviaram “vídeos e fotografias para provar” que tipo de alimento recebem e “as condições em que se encontram”, informou a ONG em mensagem no Twitter.

“A má alimentação que os presos de Rodeo III recebem causou uma considerável perda de peso e deixou muitos subnutridos”, acrescentou.

O OVP denunciou ainda que um grupo de presos decidiu reclamar o direito à alimentação e foi agredido por funcionários do Grupo de Resposta Imediata e Custódia (GRIC), do Ministério do Serviço Penitenciário venezuelano.

“Alguns detidos foram feridos com balas de borracha, mas mesmo assim decidiram não ficar calados e durante a noite começaram uma greve de fome de protesto”, afirmou a ONG.

O OVP acrescentou que as tentativas dos presos de falar com a direção da prisão ficaram sem resposta.

Leia Também:  Tempestade tropical pode cancelar 222 voos no Japão

Em um dos vídeos divulgados, um detido, com o corpo coberto por temer represálias, explicou que a direção da prisão não quer que a situação seja mostrada. “Estão nos matando de fome”, alertou.

Os presos exigem das autoridades penitenciárias que autorizem familiares a levar alimentos, garantam cuidados médicos e resolvam a situação de alguns detidos que “já cumpriram a sentença, mas continuam na prisão”, de acordo com o OVP.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Internacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana