conecte-se conosco


Mato Grosso

Em 24h, PM prende 10 por porte ilegal e apreende oito armas de fogo

Publicado

Em 24 horas, entre sábado e domingo (06 e 07), a Polícia Militar prendeu 10 pessoas por porte ilegal e apreendeu oito armas de fogo, além de dois simulacros (imitação de arma).

As prisões aconteceram em diferentes cidades, em Vera (460 km de Cuiabá), chamou a atenção da polícia militar uma jovem de 18 anos que carregava na cintura um revólver calibre 22 com seis munições.

A prisão dela foi feita neste domingo (07), na Avenida Guatemala, área central. A mulher estava em um veículo modelo Gol em companhia de dois homens, sendo um deles um adolescente de 16 anos.

Os policiais que faziam rondas decidiram abordar o veículo e acabaram encontrando as armas. A checagem dos nomes dos ocupantes não apontou mandado de prisão nem passagens criminais, mas os três foram entregues na delegacia por causa da arma encontrada.

Em Cuiabá, policiais da Companhia de PM do bairro Jardim Vitória prenderam dois homens, E.E.F., 46, e E.S.R., 20 anos, e com eles apreenderam um revólver 32 com cinco munições intactas e uma picotada.

As prisões aconteceram no bairro Novo Paraíso, na tarde deste sábado (06). A arma estava com o rapaz de 20 anos, mas foi o outro suspeito quem não gostou da abordagem policial e passou a desacatar os policiais. Ele reagiu à prisão, mas acabou sendo contido e encaminhado ao plantão da PJC.

Leia Também:  Militar mato-grossense relata cotidiano de profissionais em missão da Onu no nordeste africano

Em Lucas do Rio Verde (a 335 km), foi feita, na noite de domingo (07), a prisão de um rapaz de 19 anos, M.S.R., que portava uma pistola Bersa 380 e tinha sob seu poder também 15 munições do calibre da mesma arma apreendida.

A informação recebida pela PM local era de que essa arma seria de um traficante e foi repassada para o rapaz que a portava. Ao perceber a aproximação dos policiais do Grupo de Apoio (GAP) e suspeitar que seguiam na direção dele, o suspeito invadiu um bar e tentou fugir pelos fundos, porém acabou sendo preso poucos metros depois.

Na madrugada deste domingo (07), durante Operação Lei Seca da PM PRF realizava no ‘Porto do Baé’, em Barra do Garças (509 km de Cuiabá), policiais foram sobre a presença de um homem arma em um bar próximo a blitz.

Uma equipe de policiais foi até o local, porém o suspeito fugiu. Ele, L.F.S.,19, não respeitou a ordem de parada empreendeu fuga, ignorando os sinais sonoros e pedidos para que parasse. E um determinado ponto ele colocou a mão na cintura como se fosse sacar para atirar, mas acabou sendo baleado na perna e detido.  

Leia Também:  Segundo sorteio da Nota MT premia 996 ganhadores de Mato Grosso

Já em Rondonópolis (215 km), H.M.S.J., 35 anos, terminou detido por porte ilegal de arma no bairro Sagrada Família. A prisão foi na noite de sábado (06), por volta das 22h30. Ele estava sob uma árvore, na frente de um restaurante, e próximo dele havia a arma.

O homem se identificou como segurança do restaurante e disse que usava a arma em seu trabalho, mesmo sabendo da proibição do porte de arma de fogo.

Na Vila Operária, em Rondonópolis, no final da tarde de sábado, policiais da Força Tática do 4º Comando Regional prenderam um homem de 25 anos com dois simulacros de arma de fogo. Ele tentou fugir, mais os PMs o cercaram e encontraram na mochila dele as imitações comumente usadas na prática de roubo. 

Nenhuma dessas armas citadas estavam diretamente vinculadas à pratica de crimes quando foram apreendidas. Eram portadas sob alegações diversas, entre as quais uso no trabalho e para proteção pessoal e familiar.  

Outras três armas, revólveres, vinculadas à pratica de atos criminosos, roubos a pessoas e de veículos,  no mesmo período foram apreendidas em Rondonópolis, Cuiabá e Sinop.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Escola de Itaúba aposta em aula de campo para ensinar bioma amazônico

Publicado

Alunos da Escola Estadual Papa João Paulo II, localizada no município de Itaúba (a 600 quilômetros ao norte da Capital) participam de aula de campo sobre “Bioma Amazônia no Vale das Castanhas”, uma área de floresta nativa. Da aula prática, ocorrida na terça-feira (14.01), participaram estudantes de duas turmas do 8º ano.

Os alunos foram visitar o Vale da Castanha, área preservada cujo nome se deve ao grande número de castanheiras presentes no local.

Segundo a professora de ciências Sônia Luciano Ferreira, coordenadora da aula de campo, a atividade faz parte do planejamento da disciplina de ciências, cujo tema trabalhado em sala foi sobre o bioma amazônico.

“A aula foi bastante produtiva e os alunos ficaram entusiasmados com o que visualizaram. Muitos alunos nascidos no município não conheciam o lugar e não sabiam como a castanha era produzida, embora seja símbolo do município e fonte de economia local”, destaca a professora.

Durante a aula de campo, os alunos puderam observar de perto as espécies da flora estudadas em sala de aula. No decorrer do percurso de 40 quilômetros foram realizadas cinco paradas, conforme planejado no roteiro.

Leia Também:  MT Hemocentro coletou mais de 40 mil doações voluntárias

No entendimento da professora, cada parada era momento de muito aprendizado e muitos questionamentos.  “Os alunos conseguiram perceber a floresta como algo essencial para a população local e também sua importância de forma global. Foi um momento muito gratificante em que os questionamentos foram surgindo e a aula acontecendo a partir da curiosidade de cada aluno”, assinala.

Na aula de campo, os alunos também observaram como a pecuária e a monocultura vêm avançando no município. Durante o trajeto, os alunos manifestaram a preocupação com a conservação da floresta quando se depararam uma extensa área de plantação de soja e áreas de pastagens.

Segundo o diretor Edinei Gleison da Silva Colhiado, a aula de campo possibilitou também que os alunos compreendessem que é possível utilizar a floresta de forma rentável, sustentável e assim manter a biodiversidade.

“A conservação da floresta foi bastante citada durante a aula de campo. Esse é um tema de relevância e que vem sendo trabalhado durante as aulas de ciências com os alunos, pois vivem no bioma amazônia que ganhou um novo olhar, voltado para as espécies de grande valor ambiental e comercial como é o caso da castanha do Brasil”, frisa o diretor.

Leia Também:  Militar mato-grossense relata cotidiano de profissionais em missão da Onu no nordeste africano

A aula de campo contou com a colaboração dos professores de língua portuguesa Nilson Caires e Sidnéia Gomes e da professora de educação física Marizete Sauer.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Procon MT orienta para o consumo consciente nas liquidações de início de ano

Publicado

O Procon de Mato Grosso orienta os consumidores que querem aproveitar as liquidações de início de ano e evitar transtornos futuros. No começo do ano, com as novidades de coleções e campanhas, é comum que o as lojas promovam promoções para renovar o estoque e acelerar as vendas durante o período. Os descontos devem chegar até 70% nas lojas em Cuiabá, de acordo com dados divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Por isso, o consumidor precisa ter atenção para aproveitar da melhor forma quando for às compras.

Para essas promoções, realizadas tanto em lojas físicas quanto on-line, a melhor opção é pelo pagamento a vista, evitando compras parceladas com juros, uso do limite do cheque especial e rotativo do cartão de crédito. “Com o pagamento a vista, o consumidor consegue negociar descontos e não fica com o orçamento comprometido com prestações nos próximos meses”, ressalta a secretária adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Gisela Simona. Segundo ela, é essencial também separar um tempo para a pesquisa de preço, isso porque, mesmo com muitas lojas em promoção, os valores ainda podem variar bastante.

Leia Também:  Segundo sorteio da Nota MT premia 996 ganhadores de Mato Grosso

Confira outras orientações do Procon:

– Calcule seu orçamento e planeje os gastos para não cair no endividamento. No começo do ano, as despesas aumentam em função das obrigações como pagamento de IPVA, IPTU e material escolar.

– Certifique se o produto que você deseja está mesmo com desconto. Fique atento as fraudes. Pesquise qual o valor padrão e compare se está mais barato ou não.

– Não se esqueça de perguntar sobre a garantia. Com produtos em queima de estoque, muitas vezes as lojas não oferecem garantia contratual, o que pode ser um risco.

– Confira se o produto está funcionando, em casos de roupas, prove antes de levar e perceba se tem algum defeito de fabricação.

– Em relação aos produtos de mostruário, verifique se todos os itens estão na caixa. Por não estar mais lacrado algum item pode estar faltando. Esses produtos costumam apresentar danos estéticos e para esses não há garantia.

– Quando comprar pela internet, confira o tempo e dados de transporte, se possuem cobrança ou não.

Leia Também:  Programa CGE Orienta tem aprovação de 75% dos participantes

– O consumidor tem até sete dias para desistir, por qualquer motivo, de compras feitas pela internet, telefone, catálogo ou qualquer outra forma que seja fora da loja física. Essa regra vale mesmo para produtos comprados em liquidação.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana