conecte-se conosco


Política MT

Em 20 anos MT perde R$ 39,4 bilhões; AL cobra informações do Executivo

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa aprovou na sessão do dia 12 de junho, requerimento nº 437/2019 de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que solicita informações a respeito dos efeitos da Lei Kandir em Mato Grosso nos últimos 20 anos.

Caberá ao governador Mauro Mendes Ferreira (DEM) e ao secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo, prestar esclarecimentos a respeito de qual o montante Mato Grosso recebeu no período de 1996 a maio de 2019 e qual o valor que Mato Grosso perdeu em receitas com isenção do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Ainda deverá ser respondido qual o valor que os municípios receberam e deixaram de receber.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Mato Grosso deixou de arrecadar R$ 39,417 bilhões entre 1996 e 2016 por causa da desoneração imposta pela Lei Kandir. Desse montante, somente R$ 4,490 bilhões foram devolvidos ao Estado. O prejuízo total, ao longo desse período, foi de R$ 34,927 bilhões. Em valores atuais, corrigidos pelo IGP-DI, a perda total chega a R$ 50,1 bilhões em 20 anos.

Em razão da  Lei Kandir, desde 1996, os produtos primários e semielaborados destinados à exportação não pagam Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em todo o país; somente os produtos vendidos dentro do Brasil pagam ICMS.

Se, por um lado, isso barateia os produtos no mercado externo, por outro lado, tira receita dos estados – e Mato Grosso é o que mais perde arrecadação com isso. Para compensar essa perda fiscal, o governo federal criou o Auxílio Financeiro para Fomento a Exportações (FEX), que compensa a desoneração das exportações. Mato Grosso, dono da maior fatia do FEX, recebeu em torno de R$ 400 milhões nos últimos anos – a desoneração, porém, está em mais de R$ 5 bilhões.

“O que desejamos é obter informações claras de que a vigência da Lei Kandir é prejudicial a Mato Grosso e tem sacrificado os cofres públicos, impedindo que o Estado tenha plena capacidade financeira para honrar a demanda crescente da educação, saúde e segurança pública. A partir daí, trabalhar com a bancada federal a correção deste rumo”, ressaltou o deputado Wilson Santos.

Fonte: ALMT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

ALMT reconhece trabalho de evangelização realizado por membros da Igreja Assembleia de Deus

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou na noite do dia 21, sessão solene de entrega de Moções de Aplausos para diversas personalidades.  É um reconhecimento ao trabalho de ensino da bíblia sagrada através do Instituto Bíblico Único Caminho (IBUC), no Brasil e na África, onde a Igreja Assembleia de Deus  mantém um serviço missionário de ensinamento bíblico. A Sessão foi requerida pelos deputados evangélicos Sebastião Rezende (PSC) e Thiago Silva (MDB).

O deputado Thiago Silva presidiu a sessão e destacou a importância de evangelistas, obreiros, diáconos, missionários, pastores e outros importantes membros da igreja Assembleia de Deus que prestam o serviço de evangelização. Para ele “o estudo bíblico é importante para nossa vida espiritual e cada um desses servos tem trabalhado para que o senhor seja exaltado”. O parlamentar que é presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa disse que é importante que todos incentivem a que o ensinamento bíblico possa chegar para todos. Ainda segundo ele,  homenagear essas pessoas é importante para o trabalho de ensino do evangelho e para o crescimento do reino de Deus na terra.

Sebastião Rezende falou do “trabalho grandioso que o a igreja Assembleia de Deus e o Ibuc, vem fazendo pela propagação do evangelho com homens e mulheres destemidos e arrojados no ensinamento do evangelho. Ele também referenciou o curso ofertado pelo Ibuc que agrega dez módulos que compilam diversos ensinamentos bíblicos com uma metodologia didática que percorre do gênese ao apocalipse ( primeiro e último livros da bíblia sagrada). “O Ibuc tem feito a diferença para crianças no Brasil e na áfrica onde o projeto é desenvolvido’, reconheceu Rezende.  

Foto: Ronaldo Mazza

 O vice-presidente da Comademat (Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus de Mato Grosso), pastor Rubens Siro de Souza, avaliou que a sessão “é um momento de alegria junto com nosso povo e amigos para se saber o que acontece na igreja Assembleia de Deus. Temos preferência por ensinar o evangelho e seguir a cristo quando Ele disse ide e pregai o evangelho e o seguimos quando damos preferência às criancinhas, disse referindo-se ao Ibuc que ensina a evangelho segundo a bíblia para crianças e adolescentes. Para ele, “o Brasil carece de uma reorientação para que se aprendam bons modos, uma vez que há irreverência com as coisas de Deus. Por último, Rubens destacou o serviço abnegado e feito com amor por membros da igreja e, parafraseando a bíblia em João 8:32, conclamou: conhecereis a verdade e a verdade vós libertará”.

A irmã Wilma Garcia S. Marques  que compilou todo o material bíblico que subsidia o trabalho do Ibuc, disse que “esse reconhecimento se dá porque os deputados já sentiram a mudança de comportamento das crianças e adolescentes que estão vivenciando o curso. Essas crianças apresentam maior qualidade na forma de relacionamento, de prazer com a família”, assegura ela. Ela informou que o instituto atende cerca de 10 mil crianças em Mato Grosso, cerca de 30 mil no Brasil e 4 mil na África. “São crianças cada vez mais participativas e e com novos valores cristãos”, finalizou ela.  

A diretora geral do Ibuc, Sueli Martins disse que “é uma imensa satisfação saber que pessoas como os dois parlamentares reconhecem esse  trabalho grandioso”. Também parafraseando a bíblia (em Provérbios 22:6), Martins complementou “quando ensinamos a criança a andar no caminho que deve andar ela não esquece” . Ainda segundo Sueli muitas pessoas querem uma sociedade mais digna, madura com mais moral e ética e o trabalho com crianças e adolescentes deixa um legado ético e moral para as próximas gerações.

Durante a sessão alunos do curso bíblico do Ibuc fizeram uma apresentação teatral que falou das várias formas que diferentes pessoas tratam a bíblia. A  apresentação foi seguida de um hino, regido pela professora Eunice da Silva Belido.  A igreja Assembleia de Deus de Mato Grosso é presidida pelo pastor Sebastião Rodrigues.  

Fonte: ALMT
Continue lendo

Política MT

Botelho indica ao governo construção de UPAs 24 horas

Publicado

Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

A área de saúde poderá receber investimentos significativos para atender a população de todas as cidades mato-grossenses. É o que prevê as indicações de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), que pede ao governo do estado, a construção de Unidades de Pronto Atendimento – UPAs 24 horas, que também deverão ser devidamente equipadas.

As 141 indicações foram aprovadas em Plenário, no último dia 12, e encaminhadas ao secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo. Dentre elas, estão: 532/2020 que contempla São Pedro da Cipa; a 526/2020 para Santo Antônio do Leste e a 462/2020 para Paranaíta.

O objetivo é proporcionar melhores condições de atendimento aos moradores dos mais distantes rincões de Mato Grosso, inclusive, nas cidades que já possuem unidade, mas que não conseguem atender a grande demanda. 

Conforme Botelho, essas unidades de saúde devem funcionar 24 horas, com atendimento de urgência e emergência. Oferecer exames de raio X, eletrocardiograma, laboratórios, leitos para observação e atendimento pediátrico. 

O parlamentar defende a necessidade desse tipo de atendimento para ajudar a população, prestando os primeiros atendimentos nos casos de natureza cirúrgica e de trauma, estabilizando os pacientes, bem como fazendo o encaminhamento necessário de acordo com a gravidade de cada paciente.

“Por essas razões, conto com o especial empenho do excelentíssimo governador do estado e do secretário estadual de saúde, bem como com a aprovação dos demais pares, para a efetivação do importante pleito”, diz Botelho nas indicações.

A prefeita Diane Alves, de Alto Paraguai, uma das cidades que será contemplada, considera a iniciativa importante. Informou que a reforma da UPA já seria um grande avanço. 
“Precisamos de reforma, já temos o projeto aprovado pela Vigilância Sanitária e seria muito importante, tanto a reforma como equipamentos”, afirmou a prefeita.

Da mesma forma, o prefeito de Diamantino, Eduardo Capistrano informou que há necessidade de investimentos no setor. “Precisamos fazer uma reforma no Pronto Atendimento e também em algumas unidade de saúde, além de ambulâncias”, alertou.

 

Fonte: ALMT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana