conecte-se conosco


Esportes

Egípcio é expulso da seleção após ser acusado de assédio por várias mulheres

Publicado

amr warda
EFE

Amr Warda foi acusado de assédio por várias mulheres nas redes sociais e afastado da seleção egípcia

A Copa Africana de Nações teve início no último dia 21 de junho e vem acumulando alguns assuntos polêmicos. Nesta quarta-feira foi anunciado a expulsão de um dos jogadores da seleção do Egito por assédio.

Leia também:  Veja os números e curiosidades da Copa Africana de Nações de 2019

Amr Warda tem 25 anos e defende o PAOK, da Grécia. O meio-campista foi acusado por diversas mulheres de assédio nas redes sociais. Essa não é a primeira vez que Warda responde por acusações desse tipo. Em 2017 ele chegou a ser demitido do Feirense, de Portugal, após duas esposas de seus colegas alegarem que foram assediadas pelo egípcio.

A decisão de cortar Amr Warda da seleção partiu de Hany Abu Rida, presidente da Federação Egípcia de Futebol, após uma reunião com a equipe técnica e administrativa.

O caso do egípcio não foi o único de assédio na CAN. Antes do torneio ter início o atleta Haris Belkebla, da Argélia, foi cortado da seleção após exibir suas parte íntimas enquanto jogava Fornite online e postar a imagem nas redes sociais.

Leia Também:  Em entrevista, Najila Trindade fala da família e evita ‘tablet desaparecido’

O Egito é o anfitrião da 32ª edição da Copa Africana de Nações . O time de Mohammed Salah venceu o primeiro jogo da competição contra o Zimbábue, por 1 a 0, e volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar a seleção do Congo, as 17h00 (horário de Brasília).

Leia também:  Especulado no Fluminense, Buffon está próximo de retornar à Juventus

Apesar do escândalo de assédio , os anfitriões estão em segundo lugar no Grupo A atrás da Uganda pelo saldo de gols, mas empatados nos pontos. Ao todo são 24 seleções que disputam o troféu da Copa Africana de Nações que terá fim no dia 19 de julho.

Fonte: IG Esportes
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

R$ 280 que Neymar levou no Silvio Santos é igual a 57 segundos de salário no PSG

Publicado

Neymar participou do Programa Silvio Santos arrow-options
SBT / Reprodução

Neymar participou do Programa Silvio Santos

O atacante Neymar participou de um game no Programa Silvio Santos , no SBT, e levou do apresentador R$ 280 por ter feito 28 pontos no “jogo das três pistas” – na competição, ele perdeu de Patrícia Abravanel, que fez 91.

Leia também: Neymar no Silvio Santos tem saia justa por conta de Anitta e derrota de lavada

A gravação de Neymar na emissora em São Paulo aconteceu alguns dias antes de ele viajar para França e se reapresentar ao PSG .

E Silvio Santos pagou em dinheiro, ali mesmo no palco, o prêmio do atleta. A imagem do atacante recebendo a quantia viralizou nas redes sociais, até porque o valor representa muito pouco para o atleta, que participou do jogo não por dinheiro, mas sim como estratégia de marketing.

Neymar recebendo R%24 280 de Silvio Santos arrow-options
SBT / Reprodução

Neymar recebendo R$ 280 de Silvio Santos

Mas o que é R$ 280 para Neymar?

O salário do jogador no Paris Saint-Germain é de 36,8 milhões de euros por temporada (o que na cotação atual é equivalente a R$ 154,37 milhões).

Leia Também:  Nadal, simplesmente Nadal

Numa conta básica, o vencimento mensal de Neymar é de R$ 12,86 milhões; por dia, o jogador recebe algo perto de R$ 428.800; por hora, R$ 17.800; por minuto, aproximadamente R$ 297; e, por segundo, R$ 4,96.

Baseado nesses números, podemos concluir que os R$ 280, a sua premiação no jogo do Silvio Santos, é equivalente a 57 segundos do seu salário na França.

A participação de Neymar na atração dominical do SBT durou cerca de 26 minutos. Se convertermos isso em salário do PSG, Silvio Santos teria que pagar R$ 7.700 para o atacante da seleção brasileira.

Confira no vídeo abaixo a participação completa de Neymar no SBT:


Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Esportes

Mais uma polêmica! Jon Jones é acusado de assédio por garçonete

Publicado

Lance

Jon Jones arrow-options
UFC/Divulgação

Jon Jones

Vindo de vitória sobre Thiago Marreta no UFC 239, realizado no dia 6 de julho, Jon Jones, mais uma vez, vê seu nome envolvido em nova polêmica. No último domingo (21), a emissora KRQE News 13 informou que o campeão meio-pesado do UFC está sendo acusado de assédio, resultante de um incidente que ocorreu em uma casa noturna situada em Albuquerque, no Novo México (EUA), em abril.

O americano teria dado um tapa de maneira inapropriada em uma garçonete que estava em serviço no estabelecimento TD’s Eubank Showclub, e também a puxou para o seu colo e beijou seu pescoço. Os detalhes surgiram de uma ligação que a garçonete fez para a polícia de Albuquerque em sua casa. A suposta vítima também afirma que Jon Jones aplicou um estrangulamento e a colocou no chão, apesar dela ter dito a ele para parar de tocá-la.

Leia mais: Adesanya provoca Jon Jones: “Agradece a Deus enquanto cheira nos bastidores”

Porta-voz do lutador, James Hallinan, em comunicado a KRQE News, negou as alegações feitas em nome do seu cliente e disse que o atleta não estava ciente das acusações até a notícia vir a público no último domingo: – Hoje a mídia falou com Sr. Jones sobre uma falsa acusação feita contra ele e os papéis foram enviados para o endereço errado. Porém, após receber os documentos pela imprensa, Sr. Jones foi imediatamente na Corte para pagar a pequena taxa de fiança e ele e outras múltiplas testemunhas estão prontos para quaisquer esclarecimentos sobre as mentiras que estão sendo ditas sobre ele – diz o comunicado. 

Leia Também:  Em entrevista, Najila Trindade fala da família e evita ‘tablet desaparecido’

Ainda de acordo com a emissora, um relatório mostra que o campeão meio-pesado do  UFC não compareceu à corte para uma sessão de acordo pela acusação feita em seu nome. Desta forma, um mandato de prisão contra o atleta foi emitido. Outros relatórios indicam que a corte tentou enviar uma carta para “Bones” sobre o mandato, mas não tiveram êxito.

Leia mais: Jon Jones repete finalização contra Lyoto Machida e apaga fã em evento; assista

Além disso, um representante da Jackson Wink, equipe onde o atleta treina, afirmou que Jon Jones foi à Corte no último domingo após tomar conhecimento, pela imprensa, do fato. Ao chegar ao local, o americano pagou 300 dólares em dinheiro como fiança.

Jones nega acusações 

Na manhã desta segunda-feira (22), Jon Jones se pronunciou através das redes sociais para comentar sobre mais uma polêmica em seu nome. Ao ser perguntado por um seguidor se estava em “apuros” novamente, o lutador tratou de negar qualquer problema, tranquilizando seus fãs. 

Leia Também:  Feminino A-2: mudanças em dois jogos da terceira rodada

– Eu, definitivamente, não estou em apuros, meu amigo. Não seja tão rápido em acreditar em tudo que você lê na Internet – disse Jon Jones , afirmando ainda que pretende retornar ao octógono do Ultimate em dezembro.

Fonte: IG Esportes
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana