conecte-se conosco


Várzea Grande

Educação e DAE/VG premiam ganhadores do 1º Concurso de Educação Ambiental

Publicado


A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, juntamente com o Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande (DAE-VG) realizaram nessa quarta-feira, 06 de outubro, a premiação do 1º Concurso em Educação Ambiental: ‘Uso consciente da água em tempos de pandemia’. Os alunos vencedores receberam certificados de participação, medalhas e premiação.

O concurso, que foi idealizado pelo DAE-VG em parceria como a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, foi dividido em três modalidades: CBAC: Desenho colorido criado manualmente em papel A4 com lápis de cor, caneta colorida ou giz de cera; 4 º e 5º anos: Desenho colorido criado manualmente em papel A4 com lápis de cor, caneta colorida ou giz de cera; 6º ao 9º anos: redação, poesia ou poema com no máximo 25 linhas criado manualmente pelos alunos.

A Comissão Julgadora do concurso avaliou 5.400 estudantes de 34 escolas municipais que participaram da competição e nove deles foram escolhidos. Os vencedores receberam diversas premiações das Modalidades CBAC, Modalidade 4 e 5 ano e Modalidade 6 ao 9 ano envolvendo as Emebs: Mamed Untar, Maria das Graças Pinto, Ângela Jardim Botelho, Honorato Pedroso de Barros, Tenente Abílio da Silva Moraes, Salvelina Ferreira da Silva, Gonçalo Domingos de Campos e Paulo Freire.

Economizar para que todos recebam água – Adriano Correa da Silva, 13 anos e aluno da 7 º série da Escola Municipal de Educação Básica Gonçalo Domingos de Campos, no bairro Mappin, foi um dos nove alunos premiados do 1º Concurso em Educação Ambiental: ‘Uso consciente da água em tempos de pandemia’. Sua redação abordou a importância de economizar água para que toda a população não fique sem água. “Eu tomo banho rápido e quando vou escovar os dentes não deixo a torneira aberta. Minha mãe usa a água que ela lava roupa para limpar a casa. Acho que todos podem fazer isso”, ensinou.

A pequena Germares Angieina Menezes Tolero, de 7 anos ganhou o primeiro lugar na categoria Desenho. Venezuelana, Germares agradeceu o prêmio e disse que no futuro será uma artista.

Ainda antes das premiações o coral Cantos e Encantos da Emeb Salvelina Ferreira da Silva cantou quatro músicas dedicadas a preservação e o uso consciente da água. “Um dia a água acaba e o que a gente vai fazer sem água? O que vai ser de nós aqui na Terra?… Queria ser a chuva para salvar o Pantanal….Deus salve o Pantanal…”

O presidente do DAE de Várzea Grande, Carlos Alberto Simão de Arruda, conta que ficou emocionado com as crianças do coral. “Estamos vivendo a pior crise hídrica de todos os tempos. A Pandemia provocou um aumento muito grande da quantidade de água consumida no município. Por isso estamos aumentando o volume de água distribuída”, disse. Alberto pontuou ainda que entre o que é captado de água, cerca de 30% é perdido com o uso indevido.

O secretário municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer de Várzea Grande, Silvio Fidelis, agradeceu o empenho dos professores, coordenadores e alunos e comentou que em razão da pandemia da Covid-19 as escolas e o ensino tiveram que se reinventar e os professores deram todo o apoio aos alunos para participarem do concurso. “A seca e a falta de água nos incentivaram a trabalhar o tema nas escolas e certamente essas crianças, que serão os futuros tomadores de decisão estarão conscientes da conservação dos recursos naturais”, finalizou.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Bazar do Bem desperta solidariedade na ajuda ao Lar dos Idosos “São Vicente de Paulo”

Publicado


Centenas de pessoas foram conferir – neste primeiro dia de ação – o Bazar do Bem idealizado pela primeira-dama de Várzea Grande, Promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, por meio do Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras – GAAT, cuja renda será revertida para o Lar “São Vicente de Paulo” que abriga 66 idosos. Esta ação foi abraçada por empresários, políticos, classe empresarial e sociedade em geral, que fizeram suas doações, contribuindo para essa corrente do bem.

A causa humanitária superou as expectativas da primeira-dama, que viu a participação da sociedade em atender ao chamado em prol da instituição mantida pelos Vicentinos, movimento católico de leigos que se dedica, sob o influxo da justiça e da caridade.

A primeira-dama, Kika Dorilêo disse que esse evento foi uma grata surpresa porque a sociedade varzeagrandense aderiu a esse projeto e abraçou essa causa. “Quando divulgamos a primeira etapa do bazar que era para a doação e arrecadação dos itens, na primeira semana recebemos mais de mil peças, e isso me mostrou que a população tem um coração generoso, e que quando é para apoiar uma instituição que tem credibilidade, e que há anos funciona e muito bem, a sociedade responde prontamente. Fechamos ontem com mais de 6 mil peças e só temos que agradecer”.

O prefeito Kalil Baracat elogiou o envolvimento da primeira-dama nesta primeira ação realizada pelo Gabinete de Apoio às Ações Transformadoras. “Um evento desse reveste de uma grande importância na cidade de Várzea Grande, aonde a gente aproxima da sociedade e o benefício disso é voltado ao social, a exemplo do lar dos vicentinos, que presta um serviço relevante no cuidado dos idosos. A Kika além de ser uma excelente servidora pública, tem esse olhar carinhoso e todo especial as causas sociais, até pela profissão que exerce, que sempre foi trabalhar pelo coletivo. Por tudo isso, esse evento é um sucesso”.

O diretor do Lar dos Idosos, João Cacin disse que vê com louvou a iniciativa da primeira-dama em escolher a instituição para receber essa doação através desse bazar. “Que eventos como esse possa sempre acontecer em prol dos idosos, para que possamos dar continuidade ao nosso trabalho e o melhor para aqueles que lá residem”.

Elizangela Ribeiro, esposa do presidente da Câmara Municipal, Fábio Tardin, prestigiou o evento e disse que o local surpreendeu pela qualidade das roupas e da quantidade de produtos e a preços acessíveis. “A primeira-dama está de parabéns pela iniciativa e esse olhar especial ao lar dos idosos”.

A vereadora Gisele Barros também foi conferir as peças expostas no bazar e disse que gostou muito do que encontrou no local. “Um evento esperado por todos e com recorde de público. Viemos participar, trazer o nosso apoio e contribuir com essa causa social. A primeira-dama esta de parabéns pela realização desse evento” completou.

CONCEITO: O produtor de moda, Edson Guilherme disse que o bazar no mundo é um conceito de moda super moderno, são peças conceituais e de grifes. “Hoje em dia as pessoas do mundo inteiro estão fazendo uma segunda proposta de moda, porque se você tiver muito dinheiro você compras marcas bacana e que você pode encontrar num bazar, além de um mix de produtos aonde o cliente vai adquirir, pagando preço justo. A moda hoje é você ter muito mais criatividade do que muitas peças no seu guarda roupa”, avaliou.

Quanto à iniciativa da primeira-dama, Edson Guilherme disse que ela vai finalizar o ano de 2021 em grande estilo. “Tudo que faz bem para nós faz bem para as pessoas. A Kika Dorilêo acertou em cheio com essa iniciativa. O final do ano é sempre uma época em que em todo mundo esta comprando, e se for por uma causa social, melhor ainda. Eu acredito que esse bazar vai ser uma agenda anual da primeira-dama, e antes mesmo da abertura do evento já estava sendo um sucesso”.

Durante o evento foi realizado um desfile de modas com as peças disponíveis no bazar.  As modelos apresentaram várias propostas que chamaram a atenção do público presente.                                                                                                                                                                                       

Continue lendo

Várzea Grande

Iniciativa ganha importância em VG e se torna opção de geração de renda e fomento ao empreendedorismo

Publicado


Mais do que fortalecer a agricultura familiar de Várzea Grande, a feira promovida pela prefeitura municipal, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, está criando um mercado cativo de consumo e estimulando o empreendedorismo entre pequenos produtores rurais e microempreendores. A ‘Feirinha’ como é conhecida, está sendo realizada todas as quartas-feiras, das 8h às 17h, no Paço Municipal. No mix de produtos estão frutas, verduras e hortifrutis produzidos e colhidos pelos próprios produtores, que ofertam produtos frescos e sem intermediários.

Além do colorido típico da feira promovido pelas frutas e verduras, o espaço abre oportunidade para a comercialização de produtos artesanais, em parceria com a Casa de Artes, e ainda para produção caseira de bolos, pães, biscoitos, doces e chocolates. A feirinha está promovendo o empreendedorismo e estimulando os participantes a ampliar sua gama de produtos por meio de novos conhecimentos e investimentos.

Como destaca a primeira-dama de Várzea Grande, a Promotora de Justiça, Kika Dorileo Baracat, nesse momento em que os alimentos ficam mais caros a cada ida ao supermercado, a feira surge como uma importante aliada do orçamento doméstico ao trazer para perto do consumidor opções com qualidade e preços mais acessíveis, direto de quem produz. “Para além desse ganho, há outro impacto positivo nessa concepção de negócios. Vemos muitas mulheres comercializando seus produtos artesanais, mostrando a força do empreendedorismo feminino e como ele pode melhorar a vida das famílias”.

Estudo do Sebrae/MT aponta que 30% dos pequemos negócios criados no Estado são abertos por mulheres.

A concepção da primeira-dama se confirma na história de Neide Nantes, do bairro Centro-Sul, que deixou a corretagem e a representação comercial para se dedicar somente à produção de biscoitos e doces artesanais. “Nesse pouco tempo que passei a integrar a feira, aumentei a clientela, estou com bastante encomenda e a minha projeção financeira de vendas aqui foi superada”. Além de despertar o empreendedorismo, Neide diz com orgulho que foi em busca de conhecimento e criou uma exclusividade: o casadinho de banana.

A ‘Feirinha’ será realizada até a última quarta-feira antes do Natal, ou seja, até o dia 22 de dezembro, quando dá uma pausa em razão das festividades de final de ano e retoma na segunda quarta-feira de janeiro de 2022.

QUALIDADE – Como explica o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos, todos os produtos comercializados na Feira da Agricultura Familiar de Várzea Grande são cultivados com uso mínimo de defensivos agrícolas e oriundos diretamente das comunidades rurais de Várzea Grande que integram a cooperativa de comercialização, a Coopeveg.

“No local temos à disposição frutas, legumes, raízes e folheosas orgânicas, 100% naturais colhidas e transportadas de maneira adequada por nossa equipe técnica. A ação tem a meta de estimular o protagonismo desses produtores em seus negócios, oferecendo à população segurança alimentar e nutricional”.

A promoção da ‘Feirinha’ é apenas uma ação, entre várias realizadas pela Pasta para o fortalecimento de políticas públicas voltadas à comercialização, fomento e incentivo à agricultura familiar e à economia solidária dos pequenos produtores domiciliados nas áreas rurais de Várzea Grande e Baixada Cuiabana.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana