conecte-se conosco


Várzea Grande

Educação distribui material pedagógico e cartilhas com orientações sobre o Coronavírus 

Publicado


.

26/06/2020    1

A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, por meio da Superintendência Pedagógica , elaborou cartilhas com a temática sobre o novo Coronavírus que será distribuída aos alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino de Várzea Grande.

Segundo o secretário Silvio Fidelis, todas as maneiras de conscientizar alunos e comunidade escolar sobre a pandemia são extremamente válidas e urgentes. As cartilhas serão distribuídas juntamente com as atividades pedagógicas, encaminhadas semanalmente aos alunos para que eles possam fazer em casa, suas tarefas com acompanhamento da família e da escola via on-line.

A cartilha desenvolvida para os alunos dos Centros Municipais de Educação Infantil – CMEIs, leva o título  ‘Entendendo o Novo Coronavírus’ , cuja  linguagem é bem simples e direta, com muitas ilustrações coloridas, a publicação também traz espaço para a interação. A criança vai poder utilizar lápis de cor e outros materiais para colorir e completar os espaços destinados aos exercícios. Além de conter informações básicas sobre o vírus e sua origem, os cuidados sobre higiene pessoal são citados como medidas de prevenção. Com linguagem fácil adaptada a idade, para entender o tema e a situação hoje vivida, em confinamento, uso de marcaras, medidas de higienização, são conteúdos da cartilha.

Já a publicação nominada ‘Todos Contra o Coronavírus’ é destinada aos alunos do Ensino Fundamental, o que traz informações mais detalhadas sobre os sintomas da Covid-19 : As formas de transmissão, as dicas de prevenção. Para assimilar bem o aprendizado a cartilha traz jogos de memória e atividades que são realizadas na própria cartilha.

“A Escola Pública sempre trabalha e desenvolve atividades pedagógicas com temas atuais, como meio ambiente, dengue, queimadas, festas e comemorações tradicionais do calendário anual. As cartilhas são um excelente material de apoio e orientação neste momento tão sério da pandemia que vivenciamos. Temos o compromisso de levar o conhecimento e a informação correta aos nossos alunos e comunidade escolar para tentar minimizar os efeitos gerados neste período de dificuldades, e cada um fazendo sua parte, e seguindo as orientações das autoridades sanitárias do país e do seu município” declarou o secretário.

Segundo a prefeita Lucimar Sacre de Campos, em meio à pandemia do Novo Coronavírus, em que as aulas de todo o país estão suspensas, e as escolas têm que cumprir o mínimo de horas letivas exigidos por lei.A Rede de Ensino de Várzea Grande adotou várias medidas para educação remota, seja por meio de plataformas online, ou até via watsapp e material pedagógico como apostilas e cartilhas.

“ Entendemos, junto com a equipe pedagógica da Educação a necessidade de buscar meios e estratégias de garantir o acesso às atividades para todos os alunos e cumprir as normas, aí adotamos estes meios on-line e confecção de cartilhas e apostilas, que  têm por finalidade mitigar os impactos causados na aprendizagem durante o período de suspensão das aulas presenciais, com os seguintes objetivos de promover a aprendizagem dos estudantes; manter e reforçar o vínculo com a escola; e complementar as atividades pedagógicas.Para tanto a Secretaria Municipal de Educação elaborou orientações gerais e as escolas, por meio de seus professores, com colaboração e auxílio dos gestores, da coordenação e dos demais funcionários, têm elaborado com zelo e cuidado cada atividade, considerando a faixa etária e a realidade escolar.O que fiquei contente com os resultados mostrados nas notas dos alunos”, disse a prefeita Lucimar Campos.

De acordo com a superintendente Pedagógica, Gonçalina Rondon, as cartilhas sobre o novo coronavírus vêm reforçar ainda mais as atividades que estão sendo produzidas pela Secretaria de Educação e enviadas aos alunos da rede municipal nesses tempos de distanciamento social. “No mês de março, diante da necessidade da suspensão das aulas em decorrência do avanço real da propagação do coronavírus, foi tomada a iniciativa da elaboração de material com contribuições pedagógicas, destinado aos alunos com sugestões de atividades para serem executadas durante o período de isolamento social. Essa medida está sendo importante para manter o vínculo do aluno com as unidades escolares, assim como ampliar os laços afetivos entre filhos e pais que possam destinar um tempo para colaborar com o desenvolvimento dos processos cognitivos e socioemocionais em casa com atividades do dia” revelou.

Silvio Fidelis acrescenta que, nesse período que estão passando em casa, está sendo possível dar continuidade ao desenvolvimento de importantes potencialidades das crianças por meio de atividades lúdicas compartilhadas pelos familiares. Para crianças entre 4 e 5 anos as orientações são a organização e participação em rodas de conversa e relatos de episódios pessoais vividos em família; momentos de contação de história, dramatização, imitação e musicalização ; jogos e brincadeiras, entre estas, as tradicionais como amarelinha, quebra-cabeça, esconde-esconde, cantigas de roda, cabra cega, pula corda; oficina para elaboração de brinquedos com uso de caixas de embalagens; brincadeiras que promovam atividades físicas evitando assim que a criança passe horas em frente à TV e demais aparelhos eletrônicos que favoreçam o sedentarismo.

Os acompanhamentos das atividades não presenciais estão sendo monitorados pelos professores, coordenadores e gestores das unidades escolares e devem contar no aproveitamento do ensino aprendizagem dos alunos da rede pública municipal de Várzea Grande.

 

 

 

 

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Várzea Grande abre pré-cadastro para vacinar lactantes contra Covid-19

Publicado


As mães que amamentam crianças de até um ano começarão a ser imunizadas contra a Covid-19 em Várzea Grande. Na noite desta terça-feira (22.06), foi aberto o pré-cadastro para as lactantes, conforme anunciou o prefeito Kalil Baracat. A inscrição deve ser feita no site oficial da prefeitura de Várzea Grande pelo endereço www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE, na segunda fase que contempla várias categorias.

Segundo o prefeito, o avanço da campanha de vacinação, abrangendo mais grupos, está vinculado ao recebimento das doses pelo Ministério da Saúde. “Gostaríamos de ter mais velocidade na vacinação e mesmo nos organizando para oferecer estrutura física e atendimento de saúde para vacinar 10 mil pessoas por dia, o volume de doses entregues pelo Ministério da Saúde através da Secretaria de Saúde de Mato Grosso é insuficiente. As lactantes se mobilizaram nas redes sociais e somos sensíveis ao pedido das mães, sempre respeitando as diretrizes de saúde, bem como o Plano Nacional de Imunização. (PNI) “, disse Kalil.

A decisão possui o respaldo da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) que aprovou, durante reunião realizada no dia 11.06, a vacinação contra a Covid-19 de lactantes em Mato Grosso. Dessa maneira, as próximas remessas encaminhadas pelo Ministério da Saúde já terão quantidades de doses pactuadas para este público.

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, destacou que a imunização vai alcançar as mães de bebês com até um ano, portanto, no dia da vacinação, ela deve apresentar, além do documento pessoal com foto e carteira do SUS, a certidão de nascimento da criança. “Importante destacar que a cada semana, avançamos ainda mais na vacinação contra Covid-19, planejando e executando ações responsáveis para uma imunização eficiente. Montamos cinco pontos de vacinação, em sistema drive-thru e ponto fixo, além disso, todos os dias têm vacinação em Várzea Grande. Faço um chamamento para a população: ao chegar sua vez de receber a vacina, vá vacinar, não deixe de comparecer e nos ajude a combater a COVID 19”, destacou ele.

Para a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), é recomendada a vacinação contra a covid-19 para lactantes. A orientação segue o que preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS), que se posiciona ao afirmar que, se a lactante é pertencente a um grupo no qual a vacinação é recomendada, ela deve ser oferecida. Além disso, a SBP não aconselha a interrupção da amamentação após a vacinação.

SBP destaca o benefício da vacinação da lactante, que é propiciar a proteção contra a Covid-19, diminuindo, portanto, o risco teórico de transmitir a infecção aos filhos destas mães vacinadas. Além disso, o leite materno contém anticorpos (IgA secretora contra o SARS-CoV-2) que poderiam potencialmente proteger o bebê amamentado.

Por sua vez, um estudo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HC), realizado pelo Instituto da Criança e do Adolescente, apontou presença de anticorpos em leite de colaboradoras lactantes do HC, imunizadas com vacina contra Covid-19.

Cadastro – Para realizar seu pré-cadastro, a lactante deve acessar o site oficial da prefeitura de Várzea Grande pelo www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE.  Vale destacar a atenção na inserção dos dados e das informações solicitadas, como a digitação de números de documentos, como CPF, Carteira do SUS de Várzea Grande e endereços de e-mail para não conterem erros que impeçam a validação do agendamento pela Secretaria de Saúde de Várzea Grande. A partir de três dias úteis, importante retornar ao mesmo endereço com CPF para confirmar o agendamento e se informar da data, horário e local de vacinação.

Continue lendo

Várzea Grande

Atendimento médico especializado nas unidades de Atenção Primária passa a ser regulado em Várzea Grande

Publicado


A secretaria municipal de Saúde muda as regras de agendamento de consultas especializadas nas Unidades Básicas de Saúde, nas Clínicas de Atenção Primária, nos Centros de Saúde e nas Unidades Saúde da Família. Por meio de Portaria nº 102, de 17 de junho de 2021, o agendamento destas consultas especializadas passa a ser realizado via Sistema de Regulação, conforme a realidade de cada unidade em consonância com a demanda local.

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, disse que a medida é necessária para dar maior fluxo ao atendimento e ampliar o acesso às demandas da população, uma vez que fará a fila andar, pois o agendamento de consultas médicas será realizado diariamente conforme disponibilidade de vagas, para o dia útil seguinte, não sendo mais recomendado o agendamento semanal ou mensal, o que atravancava a vaga, ou seja, impedia a fila de andar, com o espaçamento longo do agendamento, além do que, provocava acúmulo de  pessoas agendadas para um só dia dentro das unidades.

“Um dos motivos de regular é evitar aglomeração nas unidades de saúde, enquanto o paciente aguarda atendimento, considerando também a situação atual, decorrente da pandemia do Covid-19. A Portaria limita atendimento diário, respeitando o espaçamento entre uma consulta e outra, de uma hora, além de reservar duas vagas para demanda espontânea para aqueles casos em que o paciente necessita urgentemente do atendimento médico. Já nas unidades em que funcionam os Centros de Referência ao COVID-19 e nos setores destinados aos pacientes com sintomas gripais e/ou COVID-19, os atendimentos continuam por demanda espontânea, sendo regime de plantão de 12 (doze) horas. A mudança faz parte da reorganização da Rede de Serviços do município em tempos de pandemia e devidamente adequados às regras sanitárias, conforme determina o Ministério da Saúde e o Comitê Municipal de Enfrentamento a Pandemia, além do respeito ao cidadão. Estamos colocando em prática a Política de Humanização na nossa rede SUS”, explicou o secretário.

Nas Unidades Básicas de Saúde (Centros de Saúde e Clínicas de Atenção Primária) e nas Unidades de Estratégias da Saúde da Família – USF, o agendamento de consultas médicas será realizado diariamente, conforme disponibilidade de vagas, para o dia útil seguinte, não sendo recomendado o agendamento semanal ou mensal.

O agendamento para consultas especializadas nas UBS, Clínicas de Atenção Primária, Centros de Saúde e USF será realizado via Sistema de Regulação, conforme a realidade de cada unidade.

Nas USF, o número de vagas de consultas médicas deve ser de 14 (quatorze), por profissional, por período (matutino e vespertino). Dentre estas, o número mínimo de consultas médicas eletivas realizadas deve ser de 12 (doze), agendadas no sistema em blocos de horas, respeitando o número de 3 (três) atendimentos agendados a cada 1 (uma) hora, evitando a aglomeração, enquanto aguarda atendimento. Sendo que mais 2 (duas) vagas poderão ser destinadas para contra referência via Central de Regulação ou 2 (duas) vagas para demanda espontânea de atendimento imediato.

Já nas UBS, Centros de Saúde e Clínicas de Atenção Primária, o número de vagas de consultas médicas deve ser de 16 (dezesseis), por profissional, por período (matutino e vespertino). Dentre estas, o quantitativo mínimo de consultas médicas eletivas a serem realizadas deve ser de 14 (quatorze), agendadas no sistema em bloco de horas, respeitando o número de 4 (quatro) atendimentos nas primeiras duas horas e 3 (três) atendimentos nas últimas duas horas. Sendo que mais 2 (duas) vagas poderão ser destinadas para contra referência via Central de Regulação ou 2 (duas) vagas para demanda espontânea que necessitem de atendimento imediato.

As vagas eletivas que não forem preenchidas por agendamento deverão ser ocupadas por pacientes de demanda espontânea que necessitem de atendimento.

Nas Unidades em que funcionam os Centros de Referência ao COVID-19, no setor destinado aos pacientes com sintomas gripais e/ou COVID-19, os atendimentos continuam por demanda espontânea, sendo regime de plantão de 12 (doze) horas. No setor destinado às outras demandas, o atendimento será realizado conforme as regras das UBS.

Os atendimentos médicos em UBS, Centros de Saúde, Clínicas de Atenção Primária e USF deverão ser organizados diariamente, das 7h às 11h, no período matutino, e das 13h às 17h, no período vespertino.

As unidades em sistema de horário estendido farão o atendimento conforme as regras mencionadas na Portaria, porém acrescentando mais 2 (duas) vagas por equipe para o período das 11h às 13h e das 17h às 19h, de segunda a sexta feira, para os pacientes egressos dos serviços de Pronto Atendimento que serão encaminhados via regulação.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana