conecte-se conosco


Nacional

Eduardo Paes nega que milícia impeça fiscalização em comunidades do Rio

Publicado


source
Eduardo Paes, prefeito do Rio
Estefan Radovicz

Eduardo Paes, prefeito do Rio

RIO — O prefeito Eduardo Paes acompanhou o trabalho de resgate de vítimas do desabamento de um prédio em Rio das Pedras , na Zona Oeste, que causou a morte de duas pessoas. Questionado sobre a ação da milícia na comunidade, que impede a ação de fiscalização da prefeitura, o prefeito garantiu que não há qualquer dificuldade provocada pelos paramilitares no trabalho do município. A Secretaria de Habitação informou que a construção que desmororonou era irregular.

— Comigo não impede, não tem essa conversa. A gente vai agir sempre com firmeza. E vamos permanecer assim. Nem milícia, nem traficante, nem delinquente se sobrepõe ao poder do Estado, isso é falta de vergonha na cara das autoridades que permitiram isso. Infelizmente quando você tem um tipo de acidente aqui, com um solo como esse aqui, que se move muito. É uma das áreas mais críticas do Rio.

gundo o prefeito, edifícios vizinhos estão sendo analisados e serão condenados. A Assistência Social do município está no local e dá suporte às famílias atingidas.

— Agora é hora de trabalhar. Tem prédios que estão sendo analisados e parece que também estão condenados, a gente vai ter um laudo mais técnico dos engenheiros da Defesa Civil municipal e vamos prestar todo auxílio a essas famílias que passaram por essa situação trágica — explicou Paes.

Indagado sobre a expansão das construções irregulares, Eduardo Paes disse que em seu governo não tem permitido a ação dos criminosos.

Você viu?

— Estamos deixando uma mensagem muito clara nos últimos meses de que acabou essa história de construção irregular, a gente não tem permitido, diariamente a imprensa tem mostrado ações da prefeitura combatendo isso. Agora, é uma realidade da cidade, nós não vamos tirar todas as casas de todas as favelas do Rio. O que se tem que fazer é olhar essas construções para tentar produzir melhorias habitacionais.

O governador Cláudio Castro também esteve no local da tragédia e deixou a favela por volta de 11h, junto com Paes. Os dois acompanharam por algumas horas o trabalho dos bombeiros e observaram a estrutura do prédio que desabou. Castro disse que o momento é de dar apoio às famílias para depois pensar em intervenções.

— O momento agora é de vir aqui dar apoio às famílias, aos bombeiros. Eles foram chamados por volta de 3h30m e vieram diretamente para cá. Realmente, há mais de um prédio com problemas e estão sendo avaliados os prédios vizinhos para saber o que vai precisar ser retirado. Três vítimas com vida foram resgatadas imediatamente. Agora há pouco mais duas foram, uma criança de dois anos, infelizmente sem vida, e uma mulher de 27 anos com vida foi levada ao Lourenço Jorge. Tem mais uma pessoa soterrada ainda, estão fazendo todo o trabalho de resgate ainda. Depois, o trabalho do Corpo de Bombeiros se encerra nessa questão de resgate e aí vem o apoio junto à Defesa Civil, Polícia Militar e Polícia Civil, já foi instaurado um inquérito desde cedo na delegacia da Taquara e agora é o apoio do governo à prefeitura. O momento é de ajeitar a confusão que está, e num segundo momento, então, a gente pensar numa intervenção.

Sobre a falta de fiscalização na área de Rio das Pedras e da Muzema — onde tragédia semelhante aconteceu há 2 anos — Castro disse que não foge da responsabilidade.

— A gente realmente tem que melhorar a questão da fiscalização, tem que ser uma questão integrada entre prefeitura e estado. Não adianta falar que é de um ou é de outro, o problema é de todos nós. Aqui ninguém foge da responsabilidade. Eu e o prefeito vamos agora sentar, conversar para entendermos tudo, até porque temos planos de infraestrutura com recursos que estão vindo agora e com certeza as comunidades terão seu pinhão de investimento, importantíssimo para que outras tragédias como essa não aconteçam — concluiu Castro.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

SP: Caminhão colide com avião estacionado no Aeroporto de Guarulhos; veja foto

Publicado


source
Avião estava parado no Aeroporto de Guarulhos, em SP
Reprodução

Avião estava parado no Aeroporto de Guarulhos, em SP

Na manhã desta segunda-feira (26), um caminhão de serviço de comissaria atingiu um avião da Itapemirim Transportes Aéreos, no Aeroporto de Guarulhos , na região metropolitana de São Paulo .

A aeronave estava estacionada no aeroporto no momento do incidente. Após o acontecimento, o avião precisou ser levado para manutenção e a empresa cancelou o voo 8l 5632, entre São Paulo-Guarulhos e Rio de Janeiro-Galeão, que tinha decolagem prevista para 7h.

De acordo com o portal R7 , os passageiros foram reacomodados em outra aeronave e receberam o apoio necessário. A empresa informou que ninguém ficou ferido e os danos à lataria foram leves.

Por meio de nota, a companhia lamentou os transtornos ocorridos e destacou que todas as medidas foram tomadas para minimizar os impactos. Outro avião foi acionado para recompor a malha da Itapemirim ao longo do dia.

Continue lendo

Nacional

GO: Policial agride homem em bar com coronhadas na cabeça; assista

Publicado


source
Tenente Wilson Silva Oliveira, que agrediu um cidadão, também é gerente de atendimento do Procon de Goiás.
Reprodução

Tenente Wilson Silva Oliveira, que agrediu um cidadão, também é gerente de atendimento do Procon de Goiás.

Um bar em Santa Terezinha de  Goiás foi palco de uma situação incomum: um policial militar foi flagrado, na noite do último sábado (24), com sua arma de fogo na mão agredindo um cidadão com golpes na cabeça. Seu nome é Wilson Silva Oliveira, tenente e gerente de atendimento do Procon de Goiás. As informações são do portal G1.


Nas imagens, é possível observar que o tenente Wilson dá dois chutes no rapaz e o empurra. O homem não revida e nem reage as agressões. Em todo o momento da gravação, o policial encontra-se com a mão em sua mão.

Depois de chuta o rapaz, o servidor público bate com a arma na cabeça de outro cliente antes de uma mulher tentar acalmá-lo.

Você viu?

A Secretaria de Segurança Pública divulgou uma nota em que informa a exoneração do servidor militar que ocupava o cargo no Procon.

“A Secretaria de Segurança Pública de Goiás assegura que ações isoladas, que não condizem com as diretrizes das corporações e instituições que compõem esta pasta, são rigorosamente apuradas com as devidas punições aplicadas”, ressaltou o órgão.


Já a Corregedoria da Polícia Militar instaurou um procedimento admnistrativo disciplinar para investigar a conduta do agente de segurança da corporação. O caso teve registro na Polícia Civil as 09h15 da segunda-feira (26).

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana