conecte-se conosco


Tecnologia

E agora, Apple? União Europeia define USB-C como padrão para celulares

Publicado

source
Entrada USB-C será obrigatória em uma série de eletrônicos
Unsplash/Daniel Romero

Entrada USB-C será obrigatória em uma série de eletrônicos

A entrada USB-C será obrigatória em celulares e outros dispositivos eletrônicos a partir de 2024 na União Europeia, decidiram nesta terça-feira (7) negociadores do Parlamento e do Conselho Europeu. A medida afetará, sobretudo, a Apple, a única entre as grandes fabricantes de smartphones que ainda adota outra entrada para carregador, a Lightning.

A decisão tomada pela União Europeia tem como foco diminuir a produção de lixo eletrônico ao padronizar os carregadores. O bloco estima que os carregadores descartados representam 11 mil toneladas de lixo eletrônico anualmente.

“Hoje tornámos o carregador comum uma realidade na Europa. Os consumidores europeus ficaram frustrados por muito tempo com vários carregadores se acumulando a cada novo dispositivo. Agora eles poderão usar um único carregador para todos os seus eletrônicos portáteis”, afirmou Alex Agius Saliba, relator do Parlamento Europeu.

Como funcionará a nova regra

A nova regra vale para dispositivos eletrônicos de pequeno e médio porte. Além de celulares, os seguintes aparelhos terão que adotar entradas USB-C:

  • tablets;
  • e-readers;
  • fones de ouvido;
  • câmeras digitais;
  • consoles de videogame portáteis;
  • alto-falantes portáteis;
  • teclados e mouses;
  • notebooks.

A regra só se aplica a dispositivos “recarregáveis ​​por cabo com fio”, ou seja, aqueles que têm apenas carregamento sem fio não precisarão adicionar uma entrada USB-C.

Com a excessão dos notebooks, os dispositivos devem seguir o novo padrão 24 meses após a lei entrar em vigor, o que deve acontecer no segundo semestre de 2024. Já as fabricantes de notebooks terão 40 meses após a entrada em vigor para se adaptarem. O Conselho e o Parlamento ainda devem aprovar formalmente a decisão.

Impacto global e o caso da Apple

A decisão europeia deve afetar o mundo todo. Como o mercado da região é muito importante para a indústria de eletrônicos, as fabricantes devem se adaptar às regras, distribuindo dispositivos com USB-C para todo o mundo.

A maior impactada será a Apple, que ainda vende iPhones com um padrão próprio, a entrada Lightning. Rumores apontam que a fabricante deve adotar o USB-C ainda em 2023 , com a linha iPhone 15.

A decisão da União Europeia, porém, permite que dispositivos não tenham entrada alguma, ou seja, sejam recarregados apenas sem fio. Essa é uma opção que a Apple também pode optar: ao invés de se render à entrada USB-C, abandonar de vez qualquer tipo de entrada nos iPhones.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

Meta negligencia Brasil no combate à desinformação, diz ex-funcionária

Publicado

Frances Haugen em audiência na Câmara dos Deputados
Reprodução/YouTube/Câmara dos Deputados

Frances Haugen em audiência na Câmara dos Deputados

Frances Haugen, ex-funcionária e delatora do Facebook, responsável por vazar os  Facebook Papers no ano passado, afirma que a Meta não dá a devida atenção às eleições brasileiras, permitindo a circulação de desinformação e discurso de ódio em suas plataformas Facebook, Instagram e WhatsApp.

“O Facebook não tem transparência em relação a quais sistemas de moderação de conteúdo existem e em quais idiomas. Eu sou muito cética de que há cobertura igual em inglês e em português brasileiro”, disse ela, durante audiência pública das comissões de Legislação Participativa e de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (5).

Haugen argumentou que, durante as eleições estadunidenses de 2020, o Facebook adicionou diversas camadas de proteção contra desinformação na rede social, e que algo semelhante deveria ser feito no Brasil. Segundo ela, as medidas podem ser implementadas com facilidade, mas a empresa opta por não fazê-lo porque isso poderia diminuir seus lucros.

“O Brasil merece o mesmo nível de investimento que houve nos Estados Unidos, ou ainda maior, já que o processo eleitoral brasileiro depende muito mais dos aplicativos da empresa do que o norte-americano”, argumentou, lembrando da importância do WhatsApp no contexto eleitoral do Brasil.

Haugen afirma que a Meta poderia implementar soluções tanto no Facebook quanto no WhatsApp e no Instagram a tempo de ajudar a garantir a democracia nas eleições presidenciáveis deste ano. Para ela, não fazê-lo é uma “falta de respeito” com o povo brasileiro.

Falta de transparência

Durante a audiência pública, a ex-funcionária do Facebook afirmou que a empresa age sem transparência, e que esse é um dos maiores motivos pelos quais ela não modera conteúdo adequadamente.

“O Facebook intencionalmente tem negado acesso às suas informações. Eles não querem que o ecosssistema de regulação opere, não querem que reguladores entendam como a plataforma funciona. Eles escondem todas as coisas importantes”, disse.

Haugen lembra que não é possível saber, por exemplo, como funciona a moderação de conteúdo feita por pessoas. Pesquisas já mostram que as redes sociais, no geral, não têm o mesmo rigor ao moderar conteúdo em inglês e em outras línguas, negligenciando países como o Brasil, onde desinformação e discurso de ódio circulam mais livremente.

“Se eu soubesse que há uma ou duas pessoas trabalhando nas eleições brasileiras, eu ficaria surpresa”, afirmou Haugen. “É inaceitável que eles operem às escuras quando há esse histórico de negligenciar o Brasil”.

Nesse sentido, a ex-funcionária elogiou o PL das Fake News, que deve ser votado pela Câmara dos Deputados em breve. Para ela, há alguns dispositivos falhos no texto, mas a exigência de transparência das plataformas é essencial. Por isso, ela aconselhou a aprovação do PL, que considera “uma exclente oportunidade para o Brasil” avançar na legislação sobre redes sociais.

“O Brasil merece saber quanto esforço está sendo investido por parte do Facebook em moderação de conteúdo e segurança, e merece saber até que nível há equidade linguística entre inglês e português”, opinou.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Tecnologia

Brasil tem 67 modelos de celular compatíveis com 5G; veja lista

Publicado

Galaxy S20 FE 5G é um dos modelos compatíveis com a rede no Brasil
Divulgação/Samsung – 12.05.2022

Galaxy S20 FE 5G é um dos modelos compatíveis com a rede no Brasil

Atualmente, 67 modelos de smartphones são compatíveis com o 5G no Brasil. A partir desta quarta-feira (6), a quinta geração de internet móvel passa a ser disponibilizada no país, a começar pela cidade de Brasília .

São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa  serão as próximas cidades a receberem o 5G e, até setembro, todas as capitais brasileiras devem ter acesso à tecnologia.

Para usufruir da alta velocidade e baixa latência do 5G, porém, é necessário ter um dispositivo compatível com a rede. Neste momento, 67 smartphones do tipo já foram homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), passo necessário para a venda legal no Brasil.

A maior parte dos celulares compatíveis com 5G no país são da Samsung, que tem 25 modelos diferentes. A Motorola disponibiliza 14 opções com 5G, contra 9 da Apple e 8 da Xiaomi. Asus, Realme, HMD Global, Lenovo, Positivo e TCL também vendem smartphones compatíveis com o 5G no Brasil. A seguir, confira a lista completa, que tem modelos já vendidos no país e outros autorizados para venda em breve:

Celulares da Samsung com 5G no Brasil

  • Galaxy A73 5G
  • Galaxy A22 5G
  • Galaxy S20 FE 5G
  • Galaxy M23 5G
  • Galaxy M53 5G
  • Galaxy M33 5G
  • Galaxy A13 5G
  • Galaxy Note 20 5G
  • Galaxy Note 20 Ultra 5G
  • Galaxy S21 FE 5G
  • Galaxy Z Flip 3 5G
  • Galaxy Z Fold3 5G
  • Galaxy Z Fold 2 5G
  • Galaxy A52s 5G
  • Galaxy M52 5G
  • Galaxy S22+ 5G
  • Galaxy S22 5G
  • Galaxy S22 Ultra 5G
  • Galaxy S21 5G
  • Galaxy S21+ 5G
  • Galaxy S21 Ultra 5G
  • Galaxy A32 5G
  • Galaxy A52 5G
  • Galaxy A33 5G
  • Galaxy A53 5G

Celulares da Motorola com 5G no Brasil

  • Motorola Edge 30 5G
  • Motorola Edge
  • Motorola Edge 20
  • Motorola Edge 20 Pro
  • Motorola Edge 20 Lite
  • Moto G52 5G
  • Moto G200
  • Moto G50 5G
  • Moto G 5G
  • Moto G 5G Plus
  • Moto G71
  • Moto G60 5G
  • Moto G G100
  • Moto G82 5G

Celulares da Apple com 5G no Brasil

  • iPhone SE 2022
  • iPhone 13 Pro Max
  • iPhone 13 Pro
  • iPhone 13
  • iPhone 13 Mini
  • iPhone 12 Pro Max
  • iPhone 12 Pro
  • iPhone 12
  • iPhone 12 Mini

Celulares da Xiaomi com 5G no Brasil

  • Xiaomi 12
  • Poco X4 Pro 5G
  • Redmi Note 11 Pro 5G
  • Redmi Note 10 5G
  • Poco M3 Pro 5G
  • Xiaomi 12 Lite
  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G NE
  • Poco M4 Pro 5G

Celulares da Asus com 5G no Brasil

  • ROG Phone 5
  • ROG Phone 5s
  • Zenfone 8
  • Zenfone 8 Flip

Celulares da Realme com 5G no Brasil

  • realme GT 2 Pro
  • realme GT Master Edition
  • realme 9 Pro+

Celular da HDM Global com 5G no Brasil

  • Nokia G50

Celular da Lenovo com 5G no Brasil

  • Lenovo Legion Phone Duel

Celular da Positivo com 5G no Brasil

  • Infinix Zero 5G

Celular da TCL com 5G no Brasil

  • TCL 20 Pro 5G

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana