conecte-se conosco


Internacional

Durante debate, candidata admite ter usado maconha “há muito tempo”

Publicado


source
Jacinda Ardern
Reprodução/Facebook

Jacinda Ardern é favorita nas eleições presidenciais na Nova Zelândia.

Durante um debate eleitoral realizado nesta quarta-feira (30), a líder do partido governista e primeira-ministra da Nova Zelândia , Jacinda Ardern , admitiu ter usado maconha “há muito tempo”. Ela disputa a reeleição no pleito, que será realizado no dia 17 de outubro.  

Ardern se posicionou depos que o moderador perguntou se ela já havia usado cannabis. Em sua resposta, a candidata à reeleição foi direta: “Sim, usei, há muito tempo”. Além das eleições, os neozelandeses estarão votando na legalização do uso recreativo da cannabis e da eutanásia.

Entretanto, apesar de admitir o uso da droga, Ardern disse que só irá revelar se votou a favor ou contra a legalização depois do resultado do pleito ser divulgado. “Tomei uma decisão clara de que quero que o povo da Nova Zelândia decisa isso e que não seja sobre política”, afirmou.

Após o sucesso no combate a Covid-19, Ardern aparece como favorita à vencer a eleição presidencial. Ela enfrentará a líder do Partido Nacional, Judith Collins. Conservadora, a adversária da atual primeira-ministra diz que nunca usou maconha e que irá votar contra a legalização.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

França eleva nível de ameaça à segurança para patamar mais alto

Publicado


A França elevou o nível de alerta de segurança para o patamar mais alto, depois de um ataque a faca na cidade de Nice, disse o primeiro-ministro do país, Jean Castex, nesta quinta-feira (29).

Castex também disse à Assembleia Nacional do país que a resposta do governo ao ataque será firme e implacável.

Ataque em igreja

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, no episódio. O autor do ataque foi detido, após ter sido baleado. O departamento francês anti-terrorismo foi já chamado para investigar o caso tratado como assassinato e tentativa de assassinato.

Duas das vítimas teriam falecido na Igreja Notre-Dame. Uma delas teria sido degolada. Uma pessoa ferida fugiu para um bar nas proximidades, mas também morreu. O ataque ocorreu por volta das 9h (5h em Brasília), quando começava a missa da manhã.

Sul da França

Em outro episódio na manhã de hoje em Montfavet, perto da cidade de Avignon, no sul da França, a polícia francesa matou um homem em depois que ele havia ameaçado pedestres com uma arma, informou a polícia, confirmando relatos da mídia.

De acordo com a emissora de rádio francesa Europe 1, o homem gritou “Allahu Akbar” (Deus é grande).

Continue lendo

Internacional

Esfaqueamento no interior de uma igreja deixa três mortos, em Nice

Publicado


Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas, em um esfaqueamento, ocorrido na cidade francesa de Nice. O ataque aconteceu na manhã de hoje (29), em uma igreja. O autor do ataque foi detido. O departamento francês anti-terrorismo foi já chamado para investigar o caso tratado como assassinato e tentativa de assassinato.

O prefeito de Nice, Christian Estrosi, anunciou que o suspeito foi detido e que tudo aponta para um ataque terrorista. Enquanto era detido, o homem gritou “Deus é Grande”. Ele foi levado para um hospital com ferimentos de bala, decorrentes do momento da detenção.

Já o ministro do Interior informou que haverá uma reunião de crise devido ao acontecimento. O prefeito de Nice disse ainda que o Presidente Emmanuel Macron irá à cidade, ainda nesta quinta-feira.

Duas das vítimas teriam falecido na Igreja. Uma delas teria sido degolada. Uma pessoa ferida fugiu para um bar nas proximidades, mas também morreu, de acordo com uma fonte policial citada pela Agência France Press. O ataque ocorreu por volta das 9h (5h em Brasília) perto da igreja Notre-Dame, quando começava a missa da manhã.

Não há ainda informação sobre os motivos deste ataque em Nice, mas a polícia fala de uma situação grave, com explosões conduzidas pela polícia, durante a operação.

Relatado ataque de faca na cidade francesa de NiceRelatado ataque de faca na cidade francesa de Nice

Ataque a faca deixa três mortos na cidade francesa de Nice – Reuters/Eric Gaillard/Direitos Reservados

Professor morto

O ataque ocorre no momento em que a França ainda tem presente na memória a morte de um professor, Samuel Paty, alegadamente decapitado por ter mostrado, em sala de aula, caricaturas de Maomé que tinham sido publicadas pelo Charlie Hebdo e que motivaram à época ataques terroristas.

O prefeito de Nice considera que “13 dias depois do ataque a Samuel Paty, o nosso país não pode mais se contentar com as leis de paz para destruir o fascismo islâmico”.

Relatado ataque de faca na cidade francesa de NiceRelatado ataque de faca na cidade francesa de Nice

Policiais nas ruas de Nice, após ataque a faca em uma igreja da cidade – Reuters/Eric Gaillard/Direitos Reservados

Pandemia

O ataque ocorreu enquanto a Assembleia Nacional discutia o confinamento para combater a pandemia do novo coronavírus. A Assembleia fez um minuto de silêncio em solidariedade às vítimas e seus parentes.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, saiu às pressas da Assembleia Nacional para se dirigir à unidade de crise. O Presidente francês, Emmanuel Macron, também marcou presença na reunião, anunciou o palácio do Eliseu.

Nice esteve foi palco, em 2016, de um ataque que deixou 86 mortos na famosa avenida Promenade des Anglais, em 14 de julho, em pleno feriado nacional.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana