conecte-se conosco


Geral

Drenagem é concluída e obra da Trincheira Jurumirim avança para fase de pavimentação

Publicado

A execução da drenagem de forma eficiente é o principal serviço realizado pelo Estado para corrigir os problemas apresentados na trincheira

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), concluiu os serviços de drenagem da parte inferior da trincheira Jurumirim, na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. A execução da drenagem de forma eficiente é o principal serviço realizado pelo Estado para corrigir os problemas apresentados na trincheira decorrentes da má-execução da obra quando de sua construção, na época da Copa do Mundo de 2014.

O secretário-adjunto de Obras Especiais da Sinfra, Isaac Nascimento Filho, ressaltou que a execução do serviço foi necessária, uma vez que foram identificadas falhas e patologias na trincheira mesmo após a obra ter sido liberada para o tráfego de veículos, ainda em 2014.

Para a execução  da drenagem foi realizada a escavação de cerca de 1,5 metro para a retirada do solo e implantação de um colchão drenante, para impedir que o lençol freático permanecesse próximo da camada de asfalto, ao longo do 1,32 quilômetro de extensão da trincheira, entre os bairros Jardim Leblon e Bosque da Saúde, na Avenida Miguel Sutil.

“A linha principal da drenagem está pronta, faltando somente as bocas-de-lobo, que são colocadas depois da capa asfáltica. Inclusive, parte da trincheira já está imprimada, com aquele material betuminoso para colar a capa na base. A previsão é de que nesta segunda-feira (27) já soltemos a primeira parte da capa de rolamento da trincheira”, disse o adjunto.

Além da drenagem, foi feita a correção das infiltrações e de problemas com as juntas de dilatação nas cortinas (paredes) da trincheira. O projeto de restauração e recuperação da trincheira contempla ainda reciclagem da camada de revestimento, que foi usada nas fases de execução das camadas de subleito e reforço de subleito do novo pavimento para melhorar a capacidade estrutural.

Com isso, segundo o adjunto, o novo pavimento terá mais resistência e rigidez, o que vai assegurar maior qualidade e evitar possíveis defeitos, como afundamento, buracos e rachaduras, que são recorrentes em vias onde há grande circulação de veículos, como é o caso da Avenida Miguel Sutil.

Além desses serviços, também está prevista de serem refeitas as juntas de dilatação das vias marginais (parte superior). A previsão é de que a conclusão da obra ocorra já no início do próximo ano. “Estamos em ritmo acelerado. O cronograma prevê sete meses de obras, com término previsto para janeiro de 2022. Mas o Governo e a empresa executora trabalham para tentar reduzir este prazo. É uma obra que está sendo executada com celeridade e com  a qualidade que o Estado de Mato Grosso merece”, afirmou Isaac Nascimento Filho.

Ao todo, serão aplicados investimentos na ordem de R$ 14,2 milhões para a execução dessas obras. Esse investimento será custeado, neste primeiro momento, pelo Estado. Porém, o governo vai buscar ressarcimento dos valores junto à primeira construtora responsável. Tão logo a obra seja concluída, ela será repassada ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), uma vez que a via é federalizada, embora esteja atualmente sob a responsabilidade do Estado.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mato Grosso disponibiliza “Mapa do CAR” e facilita pedidos de cadastro pelos produtores

Publicado

O objetivo é possibilitar que os processos estejam aptos a serem validados após análise técnica da Sema-MT [Foto – Mayke Toscano]

Já está disponível a ferramenta “Mapa do CAR”, que analisa os processos dos solicitantes do Cadastro Ambiental Rural (CAR) antes do envio da proposta para a Secretaria e Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). O sistema foi apresentado ao governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (6), pelo Instituto Ação Verde, no Palácio Paiaguás.

O governador avalia que o Mapa do CAR é uma ferramenta importante para que todos os usuários possam “falar a mesma língua” e tenhamos uma evolução na implantação do CAR em Mato Grosso.

“Essa ferramenta vai nos trazer uma uniformização dessas bases de dados, criando a capacidade de evoluir com segurança e rapidez nesse objetivo que é a nossa regularização ambiental. Parabenizo a todos os parceiros, estamos todos do mesmo lado, esse trabalho em conjunto é primordial”, afirma o governador.

O governador ressalta que dos 50 mil cadastros analisados nos últimos anos pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), mais de 20 mil estão suspensos por inconformidades, e os proprietários não fizeram a alteração necessária dentro do prazo legal de 90 dias. A nova plataforma que analisa previamente os dados irá possibilitar que os processos não tenham pendências e possam ser validados.

Conforme o presidente do Instituto Ação Verde, Adilson Valera, esta é uma plataforma inovadora, moderna, e de fácil uso. Ele conta que já tem vários técnicos utilizando a plataforma para testes, e o resultado tem sido a celeridade e o adequado suporte tanto ao agricultor, responsável técnico e aos servidores da Sema.

“Mais importante que tudo isso é a credibilidade. A parte técnica a gente consegue, agora a credibilidade a gente conquista. Essa é uma conquista do governo de Mato Grosso. Essa credibilidade com certeza vai gerar novos projetos e novas possibilidades de negócios para todos os setores do governo”.

Por meio do novo sistema, a análise é feita de forma automática para apontar erros antes mesmo do processo ser inserido na base de dados estadual para análise da Sema-MT. É uma ferramenta que auxilia o produtor a confeccionar o cadastro para possibilitar um maior índice de preenchimento correto de informações e de validação do CAR.

Segundo a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, a ferramenta representa um grande avanço, e em breve será essencial para que os pedidos contenham as informações adequadas para a validação.

“É uma estrutura para a comunidade externa fazer o seu cadastro nos moldes que o sistema mato-grossense exige, e com isso, aumentar o número de validações. O mapa do CAR é uma plataforma pensada para melhorar a eficiência e a performance do CAR em Mato Grosso. Foram dois anos de intenso trabalho nas análises dos cadastros que já foram inseridos, e percebemos uma qualidade das informações inadequada para validação”, explica a gestora.

Mapa do CAR

A ferramenta de apoio à construção e confecção do CAR possibilita que o cadastro possa ser feito de forma mais ágil e segura visando a  regularização ambiental das propriedades rurais. O Mapa do CAR já está disponível no site: www.mapadocar.com.br. A plataforma disponibiliza aos profissionais ferramentas de referência como base de dados geográficos, análise prévia, ferramentas de desenho, entre outros.

A plataforma foi desenvolvida por meio do Projeto de Apoio ao Cadastro Ambiental Rural no Estado de Mato Grosso, por meio de uma parceria com o Governo de Estado, Casa Civil e Sema. O trabalho foi coordenador pelo Instituto Ação Verde, com patrocínio da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), Instituto Mato-Grossense da Carne (IMAC), Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (AMPA) e Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira (Cipem).

O CAR é um registro público e obrigatório para todos os imóveis rurais, que possibilita além do controle e monitoramento da atividade produtiva, benefícios aos proprietários que estiverem regulares como financiamento e crédito facilitado.

Continue lendo

Geral

Governador autoriza construção da ponte sobre o rio Juruena, a maior de Mato Grosso

Publicado

Mauro Mendes também assinou convênios para asfalto e mais pontes; total é de R$ 468 milhões em recursos [Foto – Michel Alvim]

O governador Mauro Mendes autorizou a licitação para a construção da ponte de concreto sobre o Rio Juruena, que vai ser a maior ponte de Mato Grosso, com 1.429m, interligando Colniza com Guarantã do Norte. A autorização foi assinada na tarde desta segunda-feira (6), na presença de deputados e prefeitos.

Na ocasião, também foram autorizadas outras obras e convênios de asfaltamento e de pontes para vários municípios da região Norte, totalizando mais de R$ 468 milhões em recursos.

“Podem ter certeza: quando anunciamos uma obra é porque já construímos todas as condições para realizar, inclusive a reserva de orçamento. Essa é uma obra importante porque vai ligar toda a região norte com a região noroeste, integrando aquela região com o desenvolvimento”, afirmou o governador.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a obra está estimada em R$ 280 milhões e deve ser concluída em até três anos após a ordem de serviço. Também será construído todo o acesso à ponte, com um trajeto de 60 km.

O prefeito de Alta Floresta, Chico Gamba, destacou a importância do pacote de obras e disse que a região norte tem recebido uma “atenção diferenciada” nesta gestão.

“Nós, da região Norte, ficamos um bom período esquecidos. Mas esse Governo o que assina, cumpre, e as coisas estão acontecendo, com várias obras: pontes e asfalto na MT-325, ponte na MT-419, um hospital regional que vai ser construído. O Governo está investindo em todas as regiões e no norte não é diferente”, declarou.

De acordo com o prefeito de Colíder, Hemerson Máximo, o “Maninho”, a ponte “é um sonho para toda a comunidade”.

No novo pacote de obras, o município ainda foi beneficiado com microrevestimento e mais aduelas de concreto para substituir pontes de madeira.

“Nós somos muito gratos ao governador Mauro Mendes, porque Mato Grosso virou um verdadeiro canteiro de obras. Em Colíder tivemos a ampliação do Hospital Regional, entregas na Agricultura Familiar, agroestradas, pavimentação urbana… Mato Grosso vive um momento de prosperidade e a ponte é um sonho para toda a comunidade”, destacou.

Também estiveram presentes na reunião: o deputado federal Neri Geller; os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Dr. Gimenez, Nininho e Janaina Riva; o suplente de deputado, Romoaldo Junior; o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; e os prefeitos Julio Cesar (Apiacás), Marino (Nova Monte Verde), César Perigo (Nova Bandeirantes), Carmen Martines (Carlinda), Osmar Moreira (Paranaíta), Dr. Sandro (Santa Cruz do Xingu) e Seluir Reghin (Aripuanã).

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana